Grupo de Maranhãozinho e Detinha anunciam apoio a Duarte Jr em São Luís

O deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos) recebeu na noite desta segunda-feira (31), o apoio do deputado federal Maranhãozinho (PL), e sua esposa a deputada estadual Detinha (PL), que desistiu da disputa pela Prefeitura de São Luís.

Em ato político realizado na noite de hoje na capital maranhense, com a presença do pré-candidato do Republicanos e correligionários do deputado Maranhãozinho, foi anunciado publicamente o apoio do grupo a Duarte Jr.

“É uma honra contar com o apoio da Detinha, mulher forte, de origem simples, como a minha, e que tem mostrado que pode fazer muito mais. E, claro, é também uma honra contar com o apoio do grupo político, liderado pelo deputado Josimar de Maranhãozinho que chega para nos fortalecer..”, destacou Duarte Jr. nas redes sociais.

São Luís completará 408 anos com índices de crimes bastante reduzidos desde 2014

O setor de Segurança Pública do Maranhão avançou nos últimos anos, o que refletiu na redução de crimes, principalmente em São Luís, que saiu da lista de cidades mais violentas do mundo, durante esse período.

O índice de homicídios na capital, apresentou queda de 72% no ano passado, no comparativo com os índices de 2014.

Inaugurações de grupamentos especializados, requalificou o policiamento em várias regiões da capital maranhense.

Balhão Tiradentes

Inaugurado em setembro de 2019, é especializada nem motopatrulhamento em toda a região metropolitana da Grande São Luís.

Localizado na Avenida Jackson Lago (IV Centenário), aglutina patrulhamento militar e coordenação de investigação criminal e da inteligência da Polícia Civil.

A unidade também possui um Núcleo de Inteligência (Setor de Análise), que produz dados estatísticos e desenvolve o mapeamento de criminosos e foragidos que circulam na Grande Ilha.

Batalhão Cidade Operária

Há pouco mais de dois anos e meio, abrigado em moderna sede o 6º Batalhão da Polícia Militar (BPM), esta localizado na Cidade Operária. É símbolo de integração entre a polícia e a comunidade.

Batalhão Itaqui Bacanga

Responsável pela segurança e investigação em 53 bairros da região, o Complexo Policial da área Itaqui-Bacanga reúne em um só espaço unidades da Polícia Civil e Militar. 

Os índices de homicídios na região, registrou queda de mais de 75% entre os anos de 2016 e 2019. 

Delegacia do Araçagi

Instalada na sede do 21° Distrito Policial (DP) do Araçagi, unidade onde está também a 3ª Companhia do 8° Batalhão da PM. 

A Delegacia do Araçagi foi pensada de forma estratégica, já que a região interliga a capital aos municípios de São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar.

MDB se junta ao DEM, PSL, PDT e PTB em apoio à pré-candidatura de Neto Evangelista

Finalmente o MDB definiu nesta segunda-feira (31) com quem caminhará na disputa eleitoral em São Luís.

Após a executiva nacional defender apoio ao DEM, a executiva municipal, presidida pelo deputado, Roberto Costa, anunciou apoio a Neto Evangelista.

O MDB se junta ao PDT, PSL e PTB em apoio ao pré-candidato do DEM, para prefeitura de São Luís.

Madeira pode ter escapado da estratégia de implodir candidaturas para favorecer Braide

O senador Roberto Rocha está se tornado um personagem emblemático no processo eleitoral. Ele quer sair das eleições como grande estrategista e líder político no Maranhão, e para atingir seu objetivo não se incomoda em atropelar outros projetos, só o dele importa.

Segundo o Blog do Clodoaldo Correa, o senador teria tentado tirar Carlos Madeira das eleições, outro pré-candidato à prefeitura de São Luís. Na semana passada implodiram a pré-candidatura de Wellington do Curso, do próprio partido de Roberto Rocha.

A pré-candidatura de Wellington virou fumaça com argumento de um acordo ocorrido em 2018 para apoiar Eduardo Braide.

Se havia um acordo, porque Roberto Rocha deixou Wellington acreditar que seria candidato pelo PSDB, e ainda, qual objetivo de convidar Carlos Madeira para se filiar ao partido, quanto era de conhecimento de todos que o ex-juiz tinha objetivo de disputar a eleição na capital.

Bolsonaro entregará várias obras no país, a maioria iniciadas nas gestões Lula e Dilma

Focado em 2022 e surfando na popularidade adquirida com o auxílio emergencial, o presidente Bolsonaro viajará ainda este ano pelo Brasil, segundo a coluna  Painel, da Folha para inaugurar obras de infraestrutura, a maioria iniciadas nos governos Dilma e Lula.

Das 33 obras, 25 foram iniciadas na gestão petista na presidência e 2 no governo de Temer. Apenas seis foram autorizadas pelo governado Bolsonaro, algumas delas vinham sendo pensadas em governos anteriores.

A maioria das obras fazem parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), criado em 2007 na gestão do PT.

“vamos separar o joio do trigo”, Flávio Dino sobre polêmicas envolvendo religiosos e religião

O governador do Maranhão, Flávio Dino, voltou nesta sábado (29), participar do debate de temas polêmicos nacionais nas redes sociais.

Como a questão religiosa no país tem se mantido nos últimos dias no centro da polêmica e debate, em função de escândalos e acusações de crimes envolvendo padres e pastores evangélicos, o governador chamou atenção para necessidade imperativa de “separar o joio do trigo”.

“Sobre graves denúncias nos últimos dias, vamos separar o joio do trigo. A imensa maioria de agentes religiosos cumpre seus ofícios sacerdotais com seriedade e compromisso social. Quanto a criminosos, vendilhões do templo, deturpadores da mensagem cristã, todos devem ser punidos”, destacou Flávio Dino.

Parte do tráfego de veículos na Av Jeronimo de Albuquerque será alterada no fim de semana

O trecho da Avenida Jeronimo de Albuquerque na área que dá acesso ao bairro do Angelim de cima e a Ford Duvel, das 15h deste sábado (29) às 5h da manhã de segunda-feira (31), com isso o trânsito em parte terá uma via bloqueada para tráfego de veículos.

A alteração provisória deve-se à obra de alargamento de trecho que está sendo realizada pelo Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), em parceria com a Prefeitura de São Luís

O alargamento da Avenida Jerônimo de Albuquerque está dividido em três trechos. O primeiro vai do supermercado Mineirão (antigo Makro) até a entrada do condomínio Ipem-Angelim, totalizando 500 metros, e já foi concluído. 

Os serviços da segunda etapa são os que estão sendo realizados no momento e compreendem uma extensão de 1.062 metros de comprimento. Resultará em uma ampliação de 5 metros na largura, sendo 3,5 metros de pista e 1,5 metros de passeio. 

A terceira etapa será a substituição da rotatória da Cohab por um sistema de alças semelhantes às que já existem na região entre a entrada do bairro Bequimão e o Elevado da Cohama. Isso criará um eixo contínuo entre a Avenida Jerônimo de Albuquerque e a Avenida Casemiro Junior que auxiliará na fluidez do trânsito e evitará os frequentes engarrafamentos nessa região.

Homicídios continuam caindo no Maranhão desde 2015, mostra Atlas da Violência

A mais recente edição do Atlas da Violência divulgado nesta semana no Brasil mostrou que os homicídios no Maranhão continuam caindo. A queda é de 9,5% entre 2017 e 2018. 

O Atlas é elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

A pesquisa confirma aquilo que outros levantamentos têm mostrado: o Maranhão vive uma queda consistente dos homicídios desde 2015, quando uma nova estratégia para a segurança pública no estado. 

Entre 2008 e 2014, os assassinatos no Maranhão aumentaram ano a ano, de acordo com o Atlas da Violência, até chegar à taxa de 35,3 homicídios a cada 100 mil habitantes. 

De lá para cá, a taxa vem caindo anualmente, chegando a 28,2 por 100 mil habitantes em 2018.

Os números de 2019 não estão prontos ainda e serão divulgados no ano que vem.

A queda entre 2015 e 2018 contrasta com o aumento vertiginoso verificado antes desse período. A taxa tinha aumentado 75%. Só em 2015 começou a cair.

O Atlas da Violência também mostra que o Maranhão continua reduzindo a taxa de homicídios de jovens. São pessoas na faixa entre 15 e 29 anos e que representam um grupo vulnerável no Brasil. A queda entre 2017 e 2018 foi de 12,1%.

Mulheres

Ainda de acordo com o estudo do Ipea, o Maranhão também mantém avanços na redução do assassinato de mulheres, com queda de 5% entre 2017 e 2018.

Negros

Outra queda verificada de homicídios é entre negros. A taxa de homicídios por 100 mil habitantes caiu 10,4% em 2018.

Wellington fez barulho pra nada! PSDB confirma apoio a Eduardo Braide em São Luís

Foi oficializado nesta sexta-feira (28), o que todos já sabiam, inclusive o deputado Wellington do Curso, que não disputará a eleição em São Luís pelo PSDB, comandado no Maranhão por Roberto Rocha.

O presidente do partido em São Luís, Roberto Rocha Júnior, filho do senador, confirmou hoje que o PSDB apoiará Eduardo Braide (Podemos). Não adiantou nem mesmo, Wellington insinuar que poderia estar sendo vítima de ‘traíragem’.

“Pelo favoritismo, liderança nas pesquisas.., a gente anuncia a decisão da nossa comissão e da direção nacional do PSDB que apoiaremos incondicionalmente o Braide a prefeito de São Luís. Lamentamos a ausência na reunião do Wellington do Curso”, anunciou Roberto Rocha Júnior.

Tanto barulho para nada! Assim se resumi o desespero de Wellington para viabilizar sua candidatura na capital pelo PSDB de Roberto Rocha.

Só o deputado não quis ver que no projeto de poder do senador, tem espaço apenas para o próprio Roberto Rocha.

Para Márcio Jerry querem botar ‘placa de Bolsonaro’ em obra das gestões Dilma e Dino

O deputado federal, Márcio Jerry (PCdoB), classificou de ‘oportunismo’ a agenda do ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Social), em São Luís, nesta quinta-feira (27), ao vistoriar o Residencial José Chagas, entregue no início de agosto na capital maranhense.

“Cenas de oportunismo explícito do ministro Rogério Marinho em querer colar placa de Bolsonaro em obra realizada com recursos do Minha Casa Minha Vida assegurados pela ex-presidenta Dilma Rousseff e executada pelo gov Flávio Dino. Coisa feia, ministro!”, destacou Márcio Jerr no twitter.

O Residencial contem 256 apartamentos e contemplou mais de mil pessoas, que moravam em palafitas em São Luís. A obra foi autorizada e construída com recursos destinados pelo governo, Dilma Rousseff, e executado na gestão de Flávio Dino.

O senador, Roberto Rocha (PSDB), eleito em 2014 ao lado de Flávio Dino, e que em seguida se tornou adversário, acompanhou o ministro Rogério Marinho.