Hemomar comemora Dia Mundial do Doador nesta segunda-feira (14)

A campanha Junho Vermelho reforça as ações anuais que buscam captar doadores para os bancos de sangue e aumentar o volume de doações. O mês foi escolhido também porque abriga o Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado no dia 14 de junho.

A data, criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), será marcada em São Luís por uma ação especial realizada pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemomar), na Jordoa. 

“No mês de junho é comum que os bancos de sangue fiquem desfalcados, já que é a temporada de doenças respiratórias. A campanha é uma forma de reforçar o estoque, considerando que julho é o mês de férias escolares e é comum também haver uma queda nas doações. O fato é que as doações têm caído a cada ano, em especial no último por conta da pandemia, contudo a necessidade não diminui”, explica a diretora geral do Hemomar, Clícia Galvão. 

Este ano, a campanha no Maranhão tem como slogan “Doação é como seu coração, não pode parar”, que além de incentivar a doação, chama atenção para a necessidade de fazê-lo de forma recorrente durante todo o ano.

Por isso, na segunda-feira (14), Dia Mundial do Doador de Sangue, o Hemomar convidou os doadores que mais doações têm registradas na instituição, para receber uma homenagem

Comparando 2020 com 2019, houve uma redução de 10,5% no número de doações de sangue no Hemocentro de São Luís. Ano passado, foram registradas 50.656 doações, enquanto no ano anterior, foram 56.579.  

Quando a comparação é da hemorrede, formada pelo hemocentro de São Luís e hemonúcleos de Santa Inês, Caxias, Balsas, Pedreiras, Codó, Imperatriz e Pinheiro, a queda das doações é de 18,5%, com 107.169 doações, em 2019, e 87.354, em 2020. 

Comparando o primeiro trimestre de 2021 com o mesmo período de 2019 (pré-pandemia), houve redução de 2,3% de doações no hemocentro, com respectivamente 12.392 e 12.673 doações feitas. Na hemorrede, a queda foi de 14,8%, com 25.426 (2019) e 21.682 (2021).

Radialista Rubinho Jones perde a batalha para Covid-19

O locutor e radialista Rubinho Jones faleceu na manhã deste sábado, dia 12, vítima da Covid-19.

Ele estava internado a alguns dias em um Hospital de São Luís lutando contra as consequências da contaminação, mas ontem seu quadro de saúde piorou.

Seu corpo será sepultado ainda hoje no Cemitério Jardim da Paz na Região Metropolitana de Grande São Luís.

O governo do Maranhão lamentou o falecimento do radialista através de uma nota de pesar divulgada pela Secretaria de Comunicação do Estado.

Nota de Pesar

A Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) externa profundo pesar pelo falecimento do locutor Rubinho Jonnes, que estava internado em São Luís para tratamento da Covid-19, mas não resistiu aos sintomas da doença e nos deixou na manhã deste sábado (12). 

Conhecido como “comandante”, Rubinho Jonnes era um dos mais prestigiados radialistas maranhenses. 

Turismólogo de formação, Rubinho Jonnes entrou para a radiofonia local quando ainda era adolescente. Aos 15 anos ele foi aprovado em um concurso promovido pela extinta Rádio Ribamar, e, desde então, seguiu na atividade. 

Rubinho Jonnes foi ainda DJ e locutor em diversas rádios maranhenses, como Mirante FM, Rádio Cidade, Rádio Timbira, com passagem inclusive em rádios de Brasília, na década de 1980. 

A Secom se solidariza com a família e os amigos do locutor nesse momento de dor e perda irreparável.

“..foi à CPI e não pôde defender certos absurdos..”, Dino sobre Queiroga

Do Uol

‘Foi uma espécie de retaliação’, segundo o governador, Flávio Dino (PCdoB), o ‘parecer de desobrigação do uso da vacina’ pedido ao ministro Marcelo Queiroga, pelo presidente Jair Bolsonaro.

Ainda para Dino, nenhum médico do Brasil liberaria o uso de máscara nesse momento.

“O ministro foi à CPI e não pôde defender certos absurdos. A minha visão é que as atitudes do presidente, chamando-o de modo depreciativo, [como quando disse] ‘esse tal Queiroga’, e essa encomenda impossível de ser atendida, eu acredito que infelizmente foi uma retaliação do presidente da República contra o seu ministro (..) O Bolsonaro não consegue conviver com qualquer pessoa que minimamente discorde dele”, afirmou Flávio Dino.

Rádio Educadora do Maranhão completa 55 anos neste sábado dia 12

Por José Ribamar Gomes (Gojoba)

Vida longa REMAR

Há 55 anos surgia em São Luís a Rádio Educadora do Maranhão tendo, como um dos objetivos, fortalecer a missão de evangelização da igreja católica. Teve como um dos principais esteios, nesse objetivo, o Monsenhor Estrela, que fez um programa de grande audiência. Mas, a Educadora fez uma programação muito forte no jornalismo e entretenimento, com destaques para Carlos Henrique, Helena Leite, Dona Caronchinha, que substituiu a Irmã Bárbara num programa infantil, Edvaldo Assis e Jairzinho da Silva.

Grandes jornalistas passaram pela Rádio Educadora, a exemplo de Lauro Leite, Juarez Medeiros, Roberto Fernandes, Oliveira Ramos, Juraci Vieira, Haroldo Silva, Japher Mendes Nunes, Fernando Sousa, Walber Ramos Martins (Canarinho) e tantos outros profissionais da mais alta qualidade.

A Educadora é um marco na radiofonia maranhense. Tive o orgulho de dirigir seu departamento de jornalismo com uma formidável equipe que tinha Henrique Pereira, Edvaldo Oliveria, Tony Castro, Herbert Pereira, Silvan Alves, Fernando Leite, Airton Lima.

Hoje, as vésperas da Educadora  migrar de AM para FM, desejamos que continue, sempre, prestando bons serviços à comunicação maranhense.

Vacina Janssen será distribuída para 13 municípios no Maranhão

A Comissão Intergestores Bipartite aprovou nesta sexta-feira (11), a distribuição da vacina Janssen na proporção de 30% para a Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) e 70% para os municípios de Imperatriz, Balsas, Caxias, Bacabal, Pinheiro, Coroatá, Açailândia, Santa Inês e Presidente Dutra.

De acordo com o Ministério da Saúde o público prioritário da vacina são pessoas com comorbidades, deficientes permanentes e trabalhadores de educação do ensino básico.

Se os municípios que receberem o imunizante já tiverem concluído a vacinação deste público, poderão prosseguir com a imunização da população geral, por faixa etária, em ordem decrescente a partir de 59 anos.  

Na reunião foi definido também que as equipes da Coordenação Estadual de Imunizações seguem prestando apoio no planejamento e supervisão aos municípios que receberão as doses da Janssen.

As três milhões de doses da vacina da Janssen que, devem chegar ao Brasil na semana que vem, com prazo de validade até 27 de junho.

Hoje também o governador Flávio Dino anunciou a abertura de mais postos de vacinação contra a Covid-19 durante o mês de junho, ampliando o Arraial da Vacinação.

A idade também diminuiu, sendo agora pessoas com 29 anos já liberadas para imunizar.

Novas medidas anunciadas – 11/06/2021

ARRAIAL DA VACINAÇÃO

Grande Ilha
Drive-thru no Shopping Pátio Norte
Público: 29 anos ou mais
Das 19h de sexta (11) até 12h de domingo (13)

Timon
Drive-thru no Shopping Cocais
Ginásio Francisco Carlos Jansen
Público: 50 anos ou mais
Das 8h às 18h de sábado (12).

MEDIDAS VIGENTES ATÉ 21 DE JUNHO

Eventos com até 100 pessoas

Realização dos eventos: até 23h

Administração pública estadual: 50% da capacidade

Igrejas: 50% de capacidade

ILHA DE SÃO LUÍS

Grupo de risco vacinado poderá retornar ao trabalho após 30 dias (exceto gestantes). Setores público e privado

Comércio e indústria entre 9h e 21h

Bar e restaurante: até 23h

Supermercados: das 6h à 0h

Supermercados, academias, salões, bares e restaurantes: 50% de capacidade

APOIO À POPULAÇÃO

Distribuição de mais 11 mil cestas básicas na segunda-feira (14). Municípios contemplados: Alto Alegre do Maranhão, Cantanhede, Matões do Norte, Paço do Lumiar, Peritoró, Pirapemas, São Mateus do Maranhão e Timbiras.

“Parecer não é maior que o bom senso e as leis”, Dino sobre uso da máscara

O governador do Maranhão, Flávio Dino, também reagiu com indignação nesta sexta-feira, dia 11, a intensão do governo Bolsonaro em desobrigar o uso da máscara.

Para o governador, o ‘parecer’ que foi cobrado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre a desobrigação é inconcebível no que tange ao bom senso e as leis.

“Parecer não é maior do que o bom senso. E nem do que as leis. USAR MÁSCARAS salva a sua vida e a do próximo”, disse Dino no twitter.

Durante coletiva de imprensa realizado hoje em Genebra, a porta voz da OMS (Organização Mundial da Saúde), Margaret Harris, questionada sobre o uso da máscara deixou claro ser muito importante para prevenção e recomendou o uso.

“Deixamos a cada país tomar sua decisão, mas essa é a nossa recomendação (..) Vacinas são muito boas para evitar doenças. Mas ela não é um tratamento e só agem se você já foi infectado (..) O que queremos é reduzir a transmissão da doença e não sabemos se as vacinas podem evitar transmissão (..) Usar a máscara, portanto, é para prevenir a transmissão”, disse Harris.

Especialistas consideram temerária e trágica a medida de desobrigação do uso da máscara, o Brasil caminha rapidamente para atingir a marca de 500 mil mortos por Covid-19, com apenas 11% da população imunizada com as duas doses da vacina.

Após fala de Bolsonaro, com a palavra o ministro Marcelo Queiroga

O presidente Jair Bolsonaro colocou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em uma verdadeira ‘encruzilhada’, nesta quinta-feira, dia 10, onde o conceituado médico terá que escolher entre a ciência, carreira e história profissional ou obediência incondicional ao seu presidente.

“..acabei de conversar com um tal de Queiroga, não sei se vocês conhecem. É nosso ministro da Saúde, ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara para quem já foi vacinado ou infectado..”, disse o presidente.

Lobão se livra de denúncia por corrupção, mas o filho Márcio não

O juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da Justiça Federal de Brasília, declarou extinta a punibilidade do ex-ministro Edison Lobão e do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado por suposto recebimento de propina.

Ele considerou que a acusação contra eles por corrupção prescreveu, o que, na prática, livra ambos da denúncia. O prazo de prescrição cai para a metade para quem tem mais de 70 anos, como é o caso de Lobão e Machado.

Os dois foram acusados de receberem vantagens indevidas de R$ 12 a R$ 14 milhões do grupo Estre e da NM Engenharia, em razão de contratos fechados com a estatal entre 2008 e 2014.

O juiz também considerou que não há provas de que os empresários Wilson Quintella Filho, do Estre, e Nelson Maramaldo, da NM, ofereceram propina para obter os contratos.

Ele aceitou, no entanto, a denúncia contra Márcio Lobão, filho do ex-ministro, pelo crime de lavagem de dinheiro, em razão da compra de obras de arte com dinheiro repassado pela Estre, segundo o Ministério Público Federal. (O Antagonista)

Carlos Lula vai à CPI da Covid-19 como Presidente do CONASS

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, se antecipou nesta quinta-feira, dia 10, a possíveis especulações e distorções da verdade sobre sua participação na CPI da Covid-19, como de Presidente do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde).

“O CONASS foi convidado a dar sua contribuição na CPI da Pandemia. Como presidente, estarei na Comissão para esclarecer o que for necessário. Temos muito a falar sobre esses 15 meses de enfrentamento”, anunciou Carlos Lula.

Governo assinada ordem de serviços para reconstrução do Castelinho

O vice-governador, Carlos Brandão, e o secretário de Estado do Esporte, Rogério Cafeteira, autorizaram o início da obra do Ginásio Georgiana Pflueger (Castelinho), em São Luís.

Os investimentos são de mais de R$ 22 milhões e a previsão de entrega da obra é de 12 meses. A obra será executada pela empresa Silveira Engenharia e Construção, vencedora da licitação.

“Este é o momento em que o Governo do Maranhão se destaca não somente por ações de combate à Covid-19, mas, em algo que consideramos fundamental para estes tempos de crise: gerar emprego e renda. Com um investimento de R$ 22 milhões, estamos propiciando novas oportunidades ao setor da construção para, no contexto ideal, entregarmos à população um ginásio perfeitamente adequado aos diversos públicos e finalidades”, disse Carlos Brandão. 

O secretário, Rogério Cafeteira, lembrou a importância da para população e o esporte no Maranhão.

“Muito feliz por esse momento que antecede a tão esperada obra do Castelinho. O equipamento, além de garantir à população o esporte e o lazer, vai gerar emprego ao povo. E falar de emprego, neste momento de pandemia, é muito empolgante. Agradeço ao governador Flávio Dino, ao vice-governador Carlos Brandão e a todos que contribuíram conosco nesse grandioso projeto”, agradeceu Cafeteira

Também do ato o secretário de Estado de Articulação Política, Rubens Pereira Júnior; os vereadores Paulo Victor e Beto Castro; o presidente da Federação Maranhense de Basquete, Rubem Goulart; e o presidente da Associação Paradesportiva do Maranhão, André Bianco.