Brandão se reúne com Movimento das Quebradeiras de Coco

O governador Carlos Brandão se reuniu com quebradeiras de coco babaçu para tratar de pautas propostas pelo Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco (MIQCB).  

O governador reafirmou o compromisso em proteger os direitos das comunidades tradicionais que vivem do extrativismo do coco e com as mais de 300 mil mulheres quebradeiras de coco babaçu do interior do estado.

“Nosso governo vai procurar sempre avançar nessa questão da paz no campo. E uma das coisas que eu vou trabalhar muito é a regularização fundiária”, disse Carlos Brandão.

A titulação do território Sesmaria do Jardim, proteção aos babaçuais, fiscalização, acesso à informação de fiscalizações ambientais, estruturação do Cadastro de Povos Tradicionais do Maranhão e o cumprimento da Portaria Conjunta 01/2022 foram os principais assuntos abordados na reunião. 

A coordenadora geral do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco (MIQCB), Maria Alaídes de Sousa, disse que a reunião foi produtiva.

“É fundamental termos esses encontros com o poder público para que possam ser dados encaminhamentos às nossas reivindicações, inclusive sobre o decreto que precisa ser regulamentado. O diálogo com o governo é bastante válido”. 

As quebradeiras de coco são mulheres de múltiplas identidades, como quilombolas, ribeirinhas, indígenas e agricultoras, pluralidade que reforça a luta pelo babaçu livre e pelo acesso à terra e ao território. 

Também intituladas Guardiãs da Floresta, as quebradeiras de coco babaçu são detentoras de direitos fundamentais, buscam o direito de acesso aos recursos naturais que compõem a base de sustentação das comunidades agroextrativistas, garantindo o bem viver dessas mulheres.

O movimento trabalha a campanha “Babaçu Livre: Vida, Território e Luta”, que tem como objetivo impulsionar a valorização dos modos de vida das quebradeiras, o livre acesso aos babaçuais e o direito de viver em territórios livres, além da aprovação de novas leis do babaçu livre, o fortalecimento e a fiscalização de leis já existentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s