Ideb 2019 não atinge meta, no Maranhão o índice continua em crescimento

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, divulgado nesta terça-feira (15), mostra que o nível de qualidade do ensino médio brasileiro continua abaixo do esperado.

Embora tenha havido avanços em relação a 2017, o país não atinge a meta nessa etapa de ensino desde 2013.

No Maranhão, onde o Ideb apresenta uma trajetória de crescimento o índice ficou em 3,8. O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destacou o trabalho e esforço que vem sendo realizado no Maranhão para gradualmente melhorar os indicadores da Educação.

“Mantemos uma trajetória de crescimento em três ciclos avaliativos, o que demonstra que estamos percorrendo um caminho certo, de desenvolvimento, que comprova a melhoria da aprendizagem dos estudantes. Para chegar a este resultado, passa antes pela oferta de formação continuada aos professores, pela melhoria dos ambientes escolares, pela oferta da educação em tempo integral, entre muitas outras ações que o governador Flávio Dino tem priorizado nesses 5 anos em que está à frente do Estado”, destacou Camarão.

Na região Nordeste, o Maranhão está entre os três primeiros, ficando atrás apenas de Pernambuco (4,4) e Ceará (4,2), estados que já possuem uma trajetória de investimentos na educação pública, há muitas décadas.

A trajetória do Maranhão no Ideb é o seguinte: 2009 – 3,0; 2011 – 3,0; 2013 – 2,8; 2015– 3,1; 2017– 3,4; 2019 – 3,7.

O Ideb vai de 0 a 10 e leva em conta dois fatores: quantos alunos passam de ano e qual o desempenho deles em português e em matemática.

Em 2019, a meta nacional a ser cumprida, somando escolas públicas e particulares, era 5 – mas o resultado ficou aquém do esperado. A média foi bem inferior a isso: 4,2.

Apesar de todos os Estados, com exceção de Sergipe, terem aumentado o Ideb em relação à edição anterior, o resultado é insatisfatório.

Ranking do Ideb de Estados – Ensino médio

EstadoIdeb 2019Meta 2019
1- Espírito Santo4,85,3
2- Goiás4,84,8
3- Paraná4,75,2
4- São Paulo4,65,2
5- Pernambuco4,54,6
6- Distrito Federal4,55,2
7- Ceará4,44,9
8- Rondônia4,34,8
9- Minas Gerais4,25,3
10- Santa Catarina4,25,4
11- Rio Grande do Sul4,25,3
12- Mato Grosso do Sul4,24,8
13- Rio de Janeiro4,14,9
14- Tocantins44,7
15- Piauí44,5
16- Paraíba44,6
17- Acre3,94,8
18- Roraima3,95,1
19- Alagoas3,94,6
20- Maranhão3,84,3
21- Sergipe3,74,9
22- Amazonas3,64
23- Mato Grosso3,64,7
24- Rio Grande do Norte3,54,5
25- Bahia3,54,5
26- Pará3,44,4
27- Amapá3,44,5
Fonte: Inep

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s