Transplante de fígado passa a integrar lista da ANS

Da Agência Brasil

Decisão foi anunciada hoje e entrará no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar a partir de sua publicação no Diário Oficial da União, prevista para segunda-feira.

O transplante de fígado para o tratamento de pacientes com doença hepática, contemplados com a disponibilização do órgão por meio de fila única do Sistema Único de Saúde (SUS), passará a ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde.

A decisão foi anunciada hoje (30) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e passará a integrar o rol da agência a partir de sua publicação no Diário Oficial da União (DOU), prevista para segunda-feira (3).

A Diretoria Colegiada da ANS aprovou também nesta sexta-feira a inclusão do medicamento Regorafenibe, para o tratamento de pacientes com câncer colorretal avançado ou metastático, no rol de procedimentos e eventos em saúde.

Eleitores terão transporte coletivo gratuito na Grande São Luís

Para garantir a presença dos eleitores nos locais de votação no domingo, dia 2, na capital e na Grande São Luís, o transporte coletivo será gratuito no semiurbano nos quatro municípios da ilha e urbano em São Luís.

Os anúncios foram feitos nesta quinta-feira, dia 29, pelo governador Carlos Brandão e o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, nas redes sociais.

MPMA promove curso sobre moradia para pessoas em situação de rua

Com o objetivo de divulgar os principios do modelo que possibilita o acesso à moradia às pessoas em situação de rua e as vantagens desse sistema, o Ministério Público do Maranhão, por meio da Secretaria para Assuntos Institucionais e da Escola Superior, iniciou nesta terça-feira, 27, o curso “Moradia Primeiro (Housing First) e a Atuação Estratégica do Ministério Público”.

“Precisamos difundir esse projeto e ajudar essas pessoas a saírem dessa situação humilhante. O número de moradores de rua aumentou na pandemia. Muitas pessoas perderam seu trabalho e seu lar. Isso é muito triste”, disse Eduardo Nicolau, procuradora Geral de Justiça do Estado.

O evento se estende até está quarta-feira, dia 28, das 9h às 18h, no auditório do Centro Cultural, em São Luís, com transmissão simultânea pelo canal da Escola Superior do MPMA, no YouTube.

O treinamento é direcionado a membros e servidores do Ministério Público, gestores públicos, conselheiros de assistência social e direitos humanos, representantes de movimentos sociais, estudantes e público em geral.

Genial/Quaest: ‘Onda do voto útil’ pode eleger Lula no 1º turno

Da Revista Fórum

Pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira, dia 21, mostra Lula com cerca de 48,9% dos votos válidos. Entre os eleitores que declaram votos em Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) e outros candidatos 26% dizem que mudariam seu voto para que Lula vença Bolsonaro (PL) no 1º turno.

Entre os eleitores de Ciro: 33% estariam dispostos a abandonar o pedetista para decidir a eleição já no primeiro turno em favor de Lula. Entre os de Simone Tebet, 24% dizem que podem optar pelo petista.

Entre os que declaram votos nos demais candidatos, 28% fariam o mesmo. Também entre os indecisos, 29% podem votar em Lula no primeiro turno.

Hoje foi divulgado nas redes sociais um vídeo campanha em apoio a Lula, onde vários artistas defendem o voto útil. No vídeo, os artistas “viram” o símbolo da arminha de Jair Bolsonaro (PL) com as mãos para o L de Lula.

Carlos Brandão e Flávio Dino recebem Lula em São Luís

O ex-presidente Lula (PT), lider nas pesquisas para presidência da república, já se encontra em São Luís, onde participa às 18h de ato político nesta sexta-feira, dia 2, na Praça Maria Aragão, no centro de São Luís.

Lula foi recepcionado no inicio da tarde de hoje no aeroporto Hugo da Cunha Machada, pelo governador Carlos Brandão (PSB), candidato a reeleição, e o ex-governador Flávio Dino (PSB), candidato ao Senado.

“O presidente @LulaOficial já chegou em São Luís para o ato de logo mais às 16h. Por aqui, já estamos prontos, e vocês?”, destacou Brandão, nas redes sociais.

Justiça e Estado discutem sobre obras de unidades socioeducativas

Representantes da Unidade de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (UMF/TJMA) reuniu-se na quarta-feira, dia 31, com membros da Secretaria Estadual de Infraestrutura (SINFRA) para tratar sobre o andamento de obras e reformas em unidades para cumprimento de medidas socioeducativas em comarcas do interior e na capital. 

Participaram o juiz coordenador da UMF/TJMA José dos Santos Costa (sistema socioeducativo); o secretário de Infraestrutura, Aparício Bandeira; a secretária estadual de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Costa; o secretário-adjunto de Obras Civis, Fabiano Junqueira; a consultora local do Programa Fazendo Justiça do Conselho Nacional de Justiça, Cláudia Gouveia; a presidente da FUNAC, Sorimar Saboia; e a chefe da Divisão Socioeducativa da UMF, Ana Letícia Barbosa.

Na reunião, os representantes da UMF e da FUNAC ressaltaram a necessidade de providências em relação a obras de unidades socioeducativas em São Luís , Imperatriz (manutenção do Centro de Ressocialização da Região Tocantina) e Timon (Centro Socioeducativo da Região dos Cocais) – comarca que enfrenta dificuldades no cumprimento de medidas socioeducativas de adolescentes, que precisam ser transferidos para a capital.

Os representantes da SINFRA apresentaram as informações em relação ao andamento das demandas. Em relação à construção do Centro Socioeducativo da Região dos Cocais (Timon), em Timon, foi informado que a Secretaria está trabalhando na criação de projeto para abertura de processo licitatório. Em Imperatriz, os serviços já tiveram início e dependem de estudos para prosseguimento. 

O secretário Aparício Bandeira afirmou que a SINFRA deverá priorizar todas as demandas relacionadas ao sistema socioeducativo, tendo em vista envolver a proteção de direitos de adolescentes do Estado. (Informações TJ-MA)

Eleições 2022: deferidas candidaturas de Weverton e Edivaldo

Dos nove candidatos ao governo do Maranhão, até o momento apenas o senador Weverton Rocha(PDT) e o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD), tiveram as respectivas candidaturas deferidas pela Justiça Eleitoral.

A validação do registro de candidatura é obrigatório para concorrer às Eleições. Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral são responsáveis pelo deferimento ou não das candidaturas presidências, enquanto as demais, são de responsabilidade dos TREs.

A Justiça Eleitoral analisa se a documentação apresentada pelo candidato está em conformidade com o exigido pela legislação eleitoral.

Brandão e Camarão comemoram volta de Lula ao Maranhão

O governador Carlos Brandão (PSB) e o ex-secretário de Educação Felipe Camarão (PT), candidatos respectivamente a governador e vice-governador do Maranhão, comemoraram nesta segunda-feira, dia 22, a volta do ex-presidente Lula a São Luís, no dia 2 de setembro.

Para a coordenação de campanha da chapa Carlos Brandão (PSB) e Felipe Camarão (PT), a volta de Lula ao Maranhão dia 2 de setembro, é determinante para a possibilidade da eleição ser definida ainda no 1º turno.

“O PT do Maranhão tem o prazer de anunciar a vinda de Lula a São Luís no dia 02 de setembro. Vamos fortalecer essa grande luta que é a eleição de 2022, com Lula Presidente, Flávio Dino senador, Carlos Brandão Governador e Felipe Camarão vice-governador”, destaca Francimar Melo.

Brandão é favorito no Maranhão com apoio de Lula e Flávio Dino

Do O Globo

Apoiado por Flávio Dino (PSB) e Lula (PT), o atual governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), desponta como favorito à reeleição no estado. Com 40% das intenções de voto, ele busca consolidar sua liderança na disputa.

A tendência, de acordo com analistas políticos, é de que as alianças contem, nesta eleição estadual, mais do que as propostas.

Brandão foi vice de Dino por sete anos e meio e agora tem o apoio até do MDB controlado pelo clã Sarney, histórico adversário do ex-governador maranhense e que hoje dá suporte à sua candidatura ao Senado. Na campanha, Brandão tem apresentado seu governo como a continuidade do projeto de Flávio Dino, que renunciou ao cargo em março para disputar o Senado em meio a uma taxa de aprovação que beirava os 60%.

Dois dos três principais adversários de Brandão, aliás, foram aliados de Dino. Weverton Rocha (PDT), que se elegeu ao Senado com o apoio do ex-governador em 2018, saiu do grupo político de Dino ao ser preterido na escolha de seu sucessor. Edivaldo Holanda (PSD), ex-prefeito de São Luís (2013-2020), também rompeu com o grupo político do ex-governador após ter tido seu apoio nas eleições de 2012 e 2016.

Ex-tucano, Brandão tem como seu principal desafio tornar-se mais conhecido do eleitor maranhense e tem a seu favor uma aliança de 11 partidos, do PSDB ao PT, passando pelo MDB da família Sarney.

TRE-MA: definido tempo no horário eleitoral no Rádio e TV

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão definiu nesta sexta-feira, dia 19, durante audiência com partidos políticos, federações, coligações, emissoras de televisão e de rádio, o plano de mídia para uso da parcela do horário eleitoral gratuito.

A TV Mirante e a Rádio Difusora foram os veículos de comunicação escolhidos para gerar a propaganda.

O governador Carlos Brandão (PSB), candidato a reeleição pela coligação ‘Para o Bem do Maranhão’, com 5 minutos e 14 segundos, terá o maior tempo entre os candidatos ao Governo do Estado.

Weverton Rocha (PDT), coligação ‘Todos Pelo Trabalho’, terá 2 minutos 33 segundos; Edivaldo Holanda Júnior (PSD), coligação ‘Maranhão Melhor Para Todos’, terá 55 segundos; Simplício Araújo (Solidariedade), terá 26 segundos; Enilton Rodrigues (PSOL), terá 23 segundos; Lahésio Bonfim (PSC), coligação ‘Coragem Para Mudar o Maranhão’, terá 8 segundos.

O ex-governador Flávio Dino (PSB), candidato ao Senado Federal, com 3 minutos e 7 segundos, o maior tempo entre os candidatos no Maranhão, para o cargo. O senador Roberto Rocha (PTB), candidato a reeleição terá 1 minuto e 34 segundos; Antônia Corionga (PSOL), ficou com 18 segundos; Saulo Arcangeli (PSTU) e Ivo Nogueira (DC), ficaram sem tempo.

A divisão do horário eleitoral e inserções estarão disponíveis na no site www.tre-ma.jus.br.

Horários

Segundas, quartas e sextas

Senador: das 7h (sete horas) às 7h05 (sete horas e cinco minutos) e das 12h (doze horas) às 12h05 (doze horas e cinco minutos), na rádio; das 13h (treze horas) às 13h05 (treze horas e cinco minutos) e das 20h30 (vinte horas e trinta minutos) às 20h35 (vinte horas e trinta e cinco minutos), na televisão;

Deputado Estadual: das 7h05 (sete horas e cinco minutos) às 7h15 (sete horas e quinze minutos) e das 12h05 (doze horas e cinco minutos) às 12h15 (doze horas e quinze minutos), na rádio; das 13h05 (treze horas e cinco minutos) às 13h15 (treze horas e quinze minutos) e das 20h35 (vinte horas e trinta e sete minutos) às 20h45 (vinte horas e quarenta e cinco minutos), na televisão;

Governador: das 7h15 (sete horas e quinze minutos) às 7h25 (sete horas e vinte e cinco minutos) e das 12h15 (doze horas e quinze minutos) às 12h25 (doze horas e vinte e cinco minutos), na rádio; das 13h15 (treze horas e quinze minutos) às 13h25 (treze horas e vinte e cinco minutos) e das 20h45 (vinte horas e quarenta e cinco minutos) às 20h55 (vinte horas e cinquenta e cinco minutos), na televisão.

Terças, quintas e sábados

Presidente: das 7h (sete horas) às 7h12m30 (sete horas, doze minutos e trinta segundos) e das 12h (doze horas) às 12h12m30 (doze horas, doze minutos e trinta segundos), na rádio; das 13h (treze horas) às 13h12m30 (treze horas, doze minutos e trinta segundos) e das 20h30 (vinte horas e trinta minutos) às 20h42m30 (vinte horas, quarenta e dois minutos e trinta segundos), na televisão;

Deputado federal: das 7h12m30 (sete horas, doze minutos e trinta segundos) às 7h25 (sete horas e vinte e cinco minutos) e das 12h12m30 (doze horas, doze minutos e trinta segundos) às 12h25 (doze horas e vinte e cinco minutos), na rádio; das 13h12m30 (treze horas, doze minutos e trinta segundos) às 13h25 (treze horas e vinte e cinco minutos) e das 20h42m30 (vinte horas, quarenta e dois minutos e trinta segundos) às 20h55 (vinte horas e cinquenta e cinco minutos), na televisão;

Para veiculação da propaganda eleitoral gratuita é considerado o horário de Brasília (DF).