PF ainda espera celulares de Moro e Dallagnol para periciar

 

AUTO_pater

O ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol continuam contestando as mensagens entre eles e demais procuradores no âmbito da Lava Jato, que estão sendo divulgadas pelo The Intercept Brasil, através da série de publicações intituladas de Vaza Jato. Porém, o ex-juiz e o procurador ainda não entregaram seus aparelhos celulares para serem periciados pela Polícia Federal.

Flávio Dino destaca sua conduta como juiz federal durante 12 anos

 

Dino e Moro (1)
Ex-juízes federais Flávio Dino (governador do Maranhão) e Sérgio Moro (Ministro da Justiça)/Foto: Reprodução

Ainda sobre as relações, diálogos e ações suspeitas da Lava Jato entre o ex-juiz federal Sérgio Moro e os procuradores da Força Tarefa, o também ex-juiz federal e governador do Maranhão, Flávio Dino, descreveu no twitter sua conduta durante seus 12 anos na magistratura.

12 anos

Rildo Amaral critica condenação de policial militar de Imperatriz por homicídio

 

IMG-20190207-WA0655
deputado estadual, Rildo Amaral (Solidariedade)/Foto: Reprodução

O deputado Rildo Amaral, nesta terça-feira (11), na Assembleia legislativa do Maranhão, criticou duramente a condenação do policial militar Dauvane Sousa Silva, pela morte de Flávio da Conceição, ocorrido no dia 30 de agosto de 2012, na cidade de Imperatriz.

O julgamento foi concluído no final da noite de ontem, segunda-feira (10), no Fórum Desembargador Sarney Costa, na capital maranhense. O policial Dauvane cumprirá uma pena de 16 anos e seis meses. O deputado Rildo considerou injusto o resultado e a mudança de comarca para o juri.

Para Rildo Amaral, o Ministério Público ao conseguir a transferência do julgamento prejudicou a defesa do policial. De acordo com ele, se o julgamento tivesse acontecido em Imperatriz, onde o policial é muito querido, teria sido absolvido por unanimidade.

“O desaforamento aconteceu porque, segundo o Ministério Público, a sociedade de Imperatriz o tinha como muito querido, tanto que veio uma comitiva da cidade para acompanhar o julgamento em São Luís”, protestou Rildo Amaral.

O parlamentar também questionou às circunstância em que o caso aconteceu, que teria sido durante uma troca de tiros, até então não muito esclarecida. Para Rildo Amaral, a população de São Luís teve oportunidade de apoiar a ação do estado contra a violência e não fez, se referindo as “constantes reclamações da população por falta de Segurança e uma ação mais forte da polícia, condena um policial.”

No mesmo julgamento, o policial Helenilson Pereira Borges, acusado de participar do crime foi absolvido. O julgamento foi presidido pelo juiz, José Ribamar Goulart Heluy Junior. Na acusação atuou o Promotor de Justiça, Rodolfo Reis; e na defesa o advogado Oziel Vieira.

Márcio Jerry reage com indignação a fake news sobre sua morte espalhada no whatsApp

 

MARCIO CAMARA
Deputado Federal Márcio Jerry (PCdoB)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), disse no twitter na noite desta quarta-feira (5), que está adotando providência em relação ao autor(es), da noticia falsa espalhada em grupos de whatsApp de que ele teria morrido num acidente de avião.

“Atenção !!!  Postagem CRIMINOSA reproduzida no WhatsApp diz que morri há pouco em acidente aéreo. Estou aqui vivo, graças a Deus. E adotando as providências para descobrir quem cometeu tamanho absurdo”, esclareceu Márcio Jerry.

A notícia foi plantada por hackers no site oficial do governo do Maranhão.

Deputado volta cobrar vigilância armada 24 horas em bancos no Maranhão

 

zé-inácio
Deputdo Zé Inácio (PT)/Foto: Reprodução

O deputado Zé Inácio (PT), voltou cobrar na Assembleia Legislativa do Estado, o cumprimento da lei, cujo é autor, e que prevê vigilância armada 24 horas nas agências bancárias públicas e privadas do Maranhão, inclusive em finais de semana e feriados.

O apelo do deputado foi motivado pela gravidade e repercussão do assalto na madrugada desta segunda-feira (3), na agencia do Banco do Brasil, localizado em frente ao Shopping do Automóvel, em São Luís.

“Nós não estamos pedindo a vigilância armada 24 horas nas agências bancárias com o objetivo de substituir o trabalho da Polícia Militar, que tem melhorado consideravelmente no Maranhão. Mas é uma forma de contribuir com o trabalho da Secretaria de Segurança Pública. Por isso, há a exigência da lei não somente para  atender  à  categoria   dos  vigilantes,  mas,  sobretudo  para contribuir com a  segurança  pública do nosso estado”, declarou o deputado.

Policia esclarece morte da professora Rosiane Costa em São Luís

 

professora
Professora Rosiane Costa, 45 anos/Foto: Reprodução

A Polícia do Maranhão apresentou nesta quarta-feira (22), na capital maranhense, Marcio Jorge Lago Marques, acusado de assassinar a professora Rosiane Costa, 45 anos, cujo o corpo foi encontrado dentro do campus da UFMA(Universidade Federal do Maranhão).

A professora foi encontrado no inicio da manhã do último dia 13 de maio, ao lado da TV UFMA por uma funcionária da instituição.

Ao confessar o crime à polícia disse que cometeu por causa de uma divida de R$ 2.500, e estava sendo cobrado pela dívida, e ainda, decidiu abandonar o corpo da professora Roseane na Universidade, porque em seguida aproveitaria para buscar a esposa na UPA da área Itaqui Bacanga.

Segundo a polícia autor e vitima se conheceram na rede social Badu. Chegaram a manter um relacionamento, mas atualmente a única ligação que havia entre eles era a dívida. De acordo com a delegada, Viviane Fontinele, 20 minutos após abandonar o corpo da professora, o acusado foi a um Supermercado, onde fez compras no valor de R$ 600 e sacou R$ 1 mil, com o cartão da vítima.

Ainda segundo as investigações, havia cerca de R$ 12 mil na conta da professora, que vinha sendo gasto e sacado por Marcio Jorge em terminais de auto-atendimento desde o dia do crime. Ele foi preso na noite de ontem terça-feira (21), na Avenida Litorânea. Para a polícia o acusado já sabia que estava sendo procurado.

Abaixo o áudio em que a delegada Viviane Fontelle narra os detalhes do crime.

Flávio Dino e Eliziane Gama criticam Decreto de Bolsonaro que amplia porte de armas

 

armas
Jair Bolsonaro com parlamentares assinando do decreto das armas(Foto: Carolina Antunes/PR)

Foi publicado nesta quarta-feira (8), no Diário Oficial da União, o Decreto de Bolsonaro que contempla também com porte advogados, caminhoneiros e políticos eleitos – desde o presidente da República até os vereadores.

O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa.

Para o governador Flávio Dino a medida de Jair Bolsonaro, mais uma vez atende interesses dos ricos.

“Decreto sobre armas é uma medida em favor dos mais ricos, que podem gastar acima de R$ 3.000 para ter uma arma legal. Para 99% da sociedade, o que interessa é investimento em Segurança Pública. O que explica o represamento do dinheiro do Fundo Nacional de Segurança Pública ?”, destacou Dino.

Já a senadora Eliziane Gama além de criticar a medida, apresentou um projeto no Senado para sustar o Decreto, segundo ela é ilegal.

“Apresentei projeto para sustar o Decreto presidencial que amplia o porte de armas. A medida extrapola os limites e é ilegal. Precisamos punir criminosos, diminuir o tráfico de drogas. Armar a população não é a saída. Segurança pública é responsabilidade do estado.” alertou a senadora do Maranhão.