Segurança no MA inicia ação voltada para o 2º turno da Eleição 2022

O governo do Maranhão, através do Sistema de Segurança Pública do Estado, disponibilizou a partir desta sexta-feira, dia 28, 11 mil policiais militares estão destacados para atuar no segundo turno das eleições, na Região Metropolitana de São Luís e municípios do interior do Maranhão.

Hoje o efetivo de 2,5 mil militares foi enviado ao interior para reforçar as ações de segurança no período eleitoral.

A medida do Governo do Estado, integra as ações da operação Eleições 2022 para este segundo turno, e envolve diversos grupamentos das forças policiais. A eleição será no domingo (30). Eles devem retornar na segunda-feira, dia 31, tropas especiais, dia 3 de novembro.

“É um trabalho integrado com todas as forças do sistema de Segurança Pública do Maranhão e Polícia Federal. Temos a data prevista para retorno, mas, caso exista a necessidade de emprego do policiamento, esse tempo será prolongado (..) Estamos a postos para que tenhamos, a exemplo do primeiro turno, uma eleição tranquila, segura e com a garantia ao cidadão do seu direito democrático ao voto”, destacou o Cel. Emerson Bezerra.

A exemplo do que ocorreu no primeiro turno das eleições, os reforços militares foram enviados a todas regiões do Maranhão. Além da Região Metropolitana de São Luís, os policiais atuarão nas 217 cidades maranhenses. 

A estrutura inclui 1.286 viaturas, cinco helicópteros do Centro Tático Áereo (CTA) que estarão em cidades estratégicas – além da capital -, motos, efetivo da Cavalaria e demais grupamentos da militar. 

O trabalho conta ainda com a Polícia Federal, Exército Brasileiro, Polícia Civil e Polícia Judiciária do estado reforçando as delegacias de plantão em todo o Maranhão; e Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão na guarda das urnas.

Segurança Pública divulga resultado da Operação Tiradentes no MA

A Segurança Pública do Maranhão divulgou nesta terça-feira, dia 26, o resultado do trabalho iniciado entre dias 21 a 24 de abril em too estado. Foram realizadas barreiras policiais e abordagens a veículos e pessoas; policiamento em áreas mapeadas como de maior risco; monitoramento de pontos suspeitos de tráfico de drogas; além do cumprimento de mandados de prisões expedidos pela justiça. 

“Os dados são muito satisfatórios para a Segurança Pública. Alcançamos o objetivo no que se refere à prisão de suspeitos envolvidos em crimes diversos e na apreensão de armas e drogas. É muito importante que o sistema de segurança esteja nas ruas, de maneira visível e acessível, para garantir a segurança dos cidadãos”, frisou o titular da SSP-MA, coronel Silvio Leite. 

A operação resultou em 23.434 abordagens a pessoas e veículos; 387 conduções de pessoas; cumprimento de nove mandados de prisão; 149 prisões em flagrante. Foram apreendidos 1.680g drogas; nove simulacros e de 70 armas apreendidos, sendo 46 de fogo. Foram 735 situações com veículos, sendo 77 recuperados e 36 apreendidos. Batalhões de Polícia Militar nos municípios promoveram 211 operações paralelas, somadas as atividades da Operação Integrada Tiradentes.

Flávio Dino anuncia Leonardo Diniz para Segurança Pública

O governador Flávio Dino (PSB), anunciou nas redes sociais nesta segunda-feira, dia 7, o delegado Leonardo Diniz para Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

Flávio Dino agradeceu Jefferson Portela pelos serviços prestados ao setor de Segurança Pública, onde comandou a pasta desde 2015, que disputará uma das vagas a deputado na Câmara Federal.

Neto quer saber quem está espalhando que ele fez ‘pedido de nomeação’ na SEMED

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM), se reuniu nesta quinta-feira, dia 29, com o Secretario de Segurança, Jefferson Portela, onde solicitou investigação e identificação sobre um ‘suposto pedido de nomeação na SEMED’, que teria sido feito por ele, que se espalhou nas redes sociais e rádios.

“Hoje solicitei ao secretário de Segurança Publica do MA, Jefferson Portela, a investigação que resulte na identificação da autora de um áudio que circulou em blog, programa de rádio e redes sociais, que atribui a mim um “suposto pedido de nomeação” e outros atos criminosos (..) No áudio, a autora afirma que eu teria indicado uma servidora que “teria cometido ato ilícito” na Secretaria Municipal de Saúde de São Luís. Desde já deixo claro que nenhuma inverdade sobre a minha imagem e trajetória política passará em branco!” destaca Neto.

Flávio Dino diz que Portela só não continua na Segurança se não quiser

 

portela
Jefferson Portela (Secretário de Segurança) e o governador Flávio Dino/Foto: Reprodução

Em solenidade na manhã desta segunda-feira (11), no Palácio dos Leões, Policiais Civis e Militares que mais apreenderam armas em 2018, no âmbito do Programa Pacto Pela Paz, foram premiados.

A experiência do Maranhão, no combate à violência através do Pacto Pela Paz, ao contrário da proposta do governo Bolsonaro de armar a população, tem objetivo de estimular a polícia e retirar armas de fogo das ruas.

“Cada arma apreendida representa uma premiação de R$ 300 a R$ 1.500 reais. No final do ano os 6 policias que apreenderam o maior número recebem premio extra de R$ 20 mil cada um”, disse Flávio Dino.

O governador Flávio Dino, aproveitou o evento para acabar com especulações em relação a mudança no comando do Sistema de Segurança Pública do Maranhão. Após ressaltar a confiança e trabalho de Jefferson Portela ratificou sua permanência na Secretaria de Segurança, e completou dizendo que ele só não continua na pasta, se não quiser. Em tom descontraído, Dino lembrou o sonho do secretário em ser candidato à Prefeito de Chapadinha, seu município de origem. Situação em que precisaria deixar a pasta, mas essa é uma decisão apenas de Jefferson Portela, que continua em alta com o governador.