Paulo Vitor denuncia prováveis ilícitos na SEMCAS em São Luís

O vereador Paulo Vitor (PCdoB), futuro presidente da Câmara Municipal de São Luís, usou as redes sociais neste fim de semana, para anunciar que na sessão do legislativo da capital , segunda-feira, dia 28, a população tomará conhecimento de várias denuncias na SEMCAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), envolvendo um suposto esquema em contratos e licitações com idicios de ilícitos.

“…São quase R$ 2 milhões em 4 contratos firmados em menos de seis meses. Em todos eles, há indícios de favorecimento com termos de referência e todo o conteúdo do contrato já acordados e antecipadamente repassados de forma ilícita, com vínculo direto e comprovado com gestor da pasta…”, destaca o vereador Paulo Vitor.

Os vereadores pretendem convocar a gestora da pasta para prestar os esclarecimentos sobre a denuncia.

O caso que deverá ser detalha na sessão da Câmara de Vereadores, como anunciou o vereador Paulo Vitor, reforçará a péssima relação entre a gestão do prefeito Eduardo Braide (PSD), com os vereadores da capital. Na sessão da última quinta-feira, dia 24, os vereadores Astro de Ogum e Raimundo Penha por muito pouco não chegam às vias de fato por causa do não comparecimento de quatro secretários que foram convocados pela Câmara Municipal para prestarem esclarecimentos sobre as emendas impositivas , as quais tem direito os vereadores, e que não foram liberadas.

ESCÂNDALO: cidades do MA com 0,14% de casos obtêm 93% da verba pós-covid

Do UOL

Pelas ruas estreitas e, na maior parte das vezes, sem asfalto de Pedreiras, no interior do Maranhão, não há morador que diga ter passado pelo chamado tratamento pós-covid — um procedimento definido pelo Ministério da Saúde que inclui acompanhamento dos que foram infectados pelo novo coronavírus para que não tenham sequelas da doença.

Pedreiras tem 39,2 mil habitantes e 6.701 casos de covid registrados desde 2020. De acordo com dados do SUS (Sistema Único de Saúde), o município diz ter realizado 138.377 terapias de reabilitação de janeiro a agosto deste ano — o que daria quase 9 sessões para cada habitante e 21 para cada caso da doença registrado na cidade.

É uma disparidade gigantesca se comparada com os tratamentos do restante do Brasil. O escândalo faz com que Pedreiras e outras 18 cidades do interior do Maranhão, uma região que registrou apenas 0,14% dos 34 milhões de casos de covid da pandemia, totalizem 1,1 milhão de atendimentos pós-covid no ano, enquanto todo o resto do Brasil notificou 200 mil terapias.

A cada atendimento relatado por um município ao SUS, a administração local recebe R$ 21,69 automaticamente. Por se tratar de uma novidade, sem série histórica, não existe um limite para isso, diferentemente de procedimentos como arrancar dentes.

Em julho desse ano, uma reportagem da revista Piauí mostrou que Pedreiras informou ter feito, em 2021, um total de 540,6 mil extrações dentárias, quatro vezes mais que toda a cidade de São Paulo. Para o município maranhense, isso significaria a retirada de 14 dentes de cada morador.

No caso da covid, o município informa a quantidade de atendimentos, por meio de um boletim com dados sobre os pacientes, e recebe por isso sem que o ministério tenha uma comprovação de que o tratamento foi realizado.

Um documento interno do Ministério da Saúde, obtido pelo UOL, relata “evidências das anomalias e distorções” nesses atendimentos e revela que o Maranhão recebeu R$ 19,7 milhões entre janeiro e maio deste ano para terapia —ou 93% do total (R$ 21,1 milhões) repassado para todo o país. A campeã é Chapadinha, uma cidade de 80 mil habitantes que teve 206.920 atendimentos pós-covid entre janeiro e junho.

Duarte Jr propõe parceria ao PT para enfrentar problemas em São Luís

O deputado estadual, Duarte Junior (PSB), eleito deputado federal em 2022 com grande votação novamente em São Luís, se reuniu com a direção estadual do PT no Maranhão, onde foi proposto a criação de um grupo de estudo sobre os problemas de São Luís, após ‘diagnostico’ buscar solução.

“..tive o prazer de ser recebido pelo querido Francimar Melo, presidente do PT/MA. Na oportunidade, propus a criação de um grupo de estudos sobre os problemas de São Luís. Após diagnóstico técnico, o grupo buscará recursos, parcerias e soluções com o Governo Federal..”, destacou Duarte Jr.

Duarte Junior está no primeiro mandato de deputado estadual, disputou o segundo turno em São Luís em 2020 contra o atual prefeito Eduardo Braide, e foi eleito deputado federal este ano de 2022 com 111.019 mil votos, sendo mais de 60 mil apenas na capital.

Prefeitura de São Luís entrega obras de urbanização do Anel Viário

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, entregou, nesta quinta-feira, dia 17, as obras de Urbanização do Anel Viário, que inclui o Terminal Rodoviário da Avenida Vitorino Freire, executada pela Secretaria Municipal de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais (Semispe) em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A obra é parte do projeto de Revitalização do Centro Histórico de São Luís.

“É uma felicidade muito grande entregar esta obra, que é uma obra muito importante e muito cobrada pelo povo de São Luís. Todos sabem o trabalho que nós tivemos para chegar nesse dia, após todo o estudo técnico para que tudo fosse entregue com esta qualidade. Este trecho foi praticamente todo refeito, uma série de estudos, através da engenharia, e em conjunto com várias secretarias, a quem eu agradeço a todos os atores envolvidos. Agora o Anel Viário é do povo de São Luís”, destacou Eduardo Braide.

Foi entregue a construção das baias do Terminal Rodoviário Fonte do Bispo; 56 quiosques; espaços para contemplação e lazer; requalificação da pavimentação asfáltica do entorno da praça e do Terminal; iluminação de LED da praça e de todo trecho da Avenida Senador Vitorino Freire. Foram entregues também 81 triciclos.

Para Braide e Duarte a Eleição 2024 em São Luís, está logo ali…

Em São Luís a disputa para a prefeitura da capital maranhense em 2024 está em pleno andamento. São vários os pretendentes ao comando do Palácio de Lá Ravardière. Mas, ao que tudo indica o prefeito Eduardo Braide e o deputado Duarte Junior, devem protagonizar a disputa novamente, a exemplo de 2020.

Braide e Duarte estiveram em Brasília nesta semana acompanhando a movimentação política. A capital federal vive um grande frisson político com a preparação para o terceiro governo Lula.

A destinação de R$ 15 milhões para São Luís, através de emendas da bancada maranhense no Congresso Nacional, deu sinais e o tom do que deverá nortear a disputa na capital.

Nas redes sociais, Eduardo Braide tentou passar a imagem de boa relação com Brasília, ao agradecer o recurso e informar onde será aplicado. Já Duarte Junior aproveitou para alfinetar o prefeito e cobrou a correta aplicação do recurso.

“..Agradeço a bancada maranhense, que destinaram R$ 15 milhões, para a reforma do Hospital Socorrão 2..”, comemorou Braide.

“..Não se pode reclamar da falta de dinheiro. Espero que esse recurso seja aplicado com seriedade..”, disse Duarte.

Em tese, Duarte Jr. saiu fortalecido das eleições 2022, por fazer parte do grupo político de Brandão e Dino. O mesmo não se pode dizer do prefeito Eduardo Braide, que mesmo elegendo o irmão deputado estadual, os outros resultados foram desfavoráveis, tendo agora que se reposicionar politicamente.

Mais antes das eleições municipais em 2024, terão as eleições na Federação dos Municípios do Maranhão (FAMEM) no próximo dia 21 de novembro, e na Assembleia Legislativa do Estado que acontecem em fevereiro, que medirão a força do grupo político do governador Carlos Brandão e do senador eleito Flávio Dino, após as Eleições 2022. O resultado dessas eleições deverão influenciar diretamente nas eleições municipais de 2024 no Maranhão.

Ivo Resende a caminho de ser o novo presidente da FAMEM

Um grande evento em São Luís na noite de terça-feira, dia 8, marcou o lançamento da candidatura do prefeito de São Mateus, Ivo Resende (PSB), à Presidência da FAMEM (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão).

O vice-governador Felipe Camarão (PT), representou o governador Carlos Brandão (PSB), no lançamento da candidatura de consenso do grupo do governo.

“..Conheço o Ivo há anos e sei bem de sua competência, coragem e força para fazer muito mais. Conte conosco!..”, destacou o vice-governador.

A eleição da FAMEM acontecerá no próximo dia 21 de novembro e deverá ser por aclamação. Compareceram no evento cerca de 123 do total dos 217, pelo menos mais cinco gestores municipais enviaram mensagens de apoio a Ivo Resende.

As presenças dos secretários de Estado Rubens Pereira (Articulação Política) e Sebastião Madeira (Casa Civil), ratificaram a força da candidatura do prefeito de São Mateus, que saiu do encontro com status de candidato do grupo governista na FAMEM.

Paulo Vitor e Osmar Filho iniciam transição na Câmara Municipal

A Câmara Municipal de São Luís iniciou o processo de mudança da nova Mesa Diretora para o biênio 2023-2024, que terá na presidência o vereador Paulo Victor (PCdoB), que se reuniu esta semana com o atual dirigente da Casa, o vereador Osmar Filho (PDT), que se elegeu deputado estadual.

“Iniciamos o processo de transição na Câmara, na qual assumirei a presidência no ano que vem. Com apoio do vereador Osmar Filho, estamos dando início a esta etapa com o objetivo de integrar as pessoas da nossa Casa Legislativa e garantir o entendimento do povo quanto aos nossos papéis como vereadores.”, disse Paulo Vitor. 

A nova Mesa Diretora da Câmara de São Luís que tomará posse em 1º de janeiro de 2023 terá presidente o vereador Paulo Vitor; Francisco Chaguinhas, Ribeiro Neto e Edson Gaguinho, que ocuparão os 1º, 2º e 3º vice-presidente, respectivamente; para o cargo de 1º secretário foi eleito Aldir Júnior; Beto Castro será o 2º secretário; Fátima Araújo será a 3ª secretária; Andrey Monteiro, 4º secretário; e Antônio Garcez, 5º secretário.

Transplante de fígado passa a integrar lista da ANS

Da Agência Brasil

Decisão foi anunciada hoje e entrará no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar a partir de sua publicação no Diário Oficial da União, prevista para segunda-feira.

O transplante de fígado para o tratamento de pacientes com doença hepática, contemplados com a disponibilização do órgão por meio de fila única do Sistema Único de Saúde (SUS), passará a ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde.

A decisão foi anunciada hoje (30) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e passará a integrar o rol da agência a partir de sua publicação no Diário Oficial da União (DOU), prevista para segunda-feira (3).

A Diretoria Colegiada da ANS aprovou também nesta sexta-feira a inclusão do medicamento Regorafenibe, para o tratamento de pacientes com câncer colorretal avançado ou metastático, no rol de procedimentos e eventos em saúde.

Eleitores terão transporte coletivo gratuito na Grande São Luís

Para garantir a presença dos eleitores nos locais de votação no domingo, dia 2, na capital e na Grande São Luís, o transporte coletivo será gratuito no semiurbano nos quatro municípios da ilha e urbano em São Luís.

Os anúncios foram feitos nesta quinta-feira, dia 29, pelo governador Carlos Brandão e o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, nas redes sociais.

Realizada primeira cirurgia por vídeo na rede municipal de São Luís 

Realizada em São Luís, a primeira cirurgia por videoconferência, na rede municipal de saúde. O procedimento aconteceu na quarta-feira, dia 14, no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I).

A técnica, minimamente invasiva conta com o auxílio de uma câmera introduzida no abdômen para que sejam feitas as manobras cirúrgicas.

“Este com certeza é um grande passo para a saúde de São Luís. A cirurgia por vídeo é uma técnica já consolidada, segura e que possibilita ao paciente uma recuperação mais rápida, diminuindo o tempo de internação hospitalar e reduzindo os riscos de infecções”, disse Joel Nunes, secretário de saúde.

A cirurgia foi de retirada de um apêndice, em uma paciente de 23 anos, do município de Itapecuru Mirim (MA). O procedimento contou com nove profissionais e durou 50 minutos.

O procedimento acontece por meio de pequenos furos no corpo do paciente para a inserção de uma endocâmera que permite ao cirurgião visualizar, em monitores, o interior do organismo. Isso possibilita a realização de procedimentos cirúrgicos sem incisões maiores como nos métodos convencionais. Geralmente é realizado com o paciente em estado de anestesia geral.