Secretario de Estado da Saúde esclarece caos de Varíola dos Macacos no MA

Equipe da Secretaria de Saúde do Maranhão comandada pelo secretário, Tiago Fernandes, reuniram a imprensa nesta sexta-feira, dia 12, para prestarem esclarecimentos sobre casos de varíola dos macacos (Monkeypox) no estado.

No Maranhão há 9 casos suspeitos da doença distribuídos em 7 cidades: São Luís e Timon cada um tem 2 casos. Barão de Grajaú, Buriticupu, Bela Vista, Paraibano e Tutóia todos com 1 caso cada. São 8 do sexo masculino e 1 feminino.

Todos os pacientes estão em isolamento domiciliar e acompanhados pelas secretarias de saúde municipais e pela estadual.

Segurança Pública recebe 3ª dose contra Covid de 3 a 6 novembro

A Secretaria de Saúde do Maranhão inicia a partir da próxima semana, a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 nos trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas.

A ação tem início na quarta-feira, dia 3, e ocorre até a sábado, dia 6. Para a terceira dose, será utilizada a vacina Pfizer.

Serão vacinados os profissionais no Comando Geral, localizado no Calhau; na Sede do Corpo de Bombeiros, no Bacanga; na Sede do Comando da Aeronáutica, localizada no aeroporto; e na Sede da Secretaria de Segurança Pública, na Vila Palmeira.  

Assim como os idosos e trabalhadores da saúde, a aplicação da dose de reforço nos trabalhadores da segurança pública será realizada com o intervalo de cinco meses após a última dose do esquema completo (D1 + D2) ou dose única.

Flávio Dino entrega primeira Policlínica do Idoso no Maranhão

O governador Flávio Dino entregou nesta terça-feira (29) a primeira Policlínica voltada para pessoas idosa no Maranhão.

Localizada no bairro da Liberdade, em São Luís, a unidade de saúde integra as ações do Plano de Urbanização para a área do projeto PAC Rio Anil. 

Serviço inédito no estado, a Policlínica abre com capacidade para realizar dois mil atendimentos mensais.

“Cada vez mais nós vamos ter menos crianças e adolescentes porque a taxa de natalidade reduziu um pouco e nós teremos mais idosos, porque a taxa de longevidade graças a Deus aumentou. Daqui a algumas décadas a Policlínica do Idoso, hoje um serviço inovador, se Deus quiser vai ser uma rede de atenção especializada aos idosos”, destacou o governador

O espaço conta com seis consultórios e sala para procedimentos odontológicos, prontos para a oferta de serviços ambulatoriais nas áreas de endocrinologia, cardiologia, gastroenterologia, ginecologia, ultrassonografia, vascular, reumatologia, urologia, geriatria, neurologia, proctologia, psiquiatria, pneumologia, clínica geral e odontologia. 

A Polínica e resultado da parceria entre a Secretaria de Cidades (Secid) com as Secretarias de Estado da Saúde (SES) e de Governo (Segov).

O local funcionará das 7h às 19h de segunda a sexta-feira. A marcação de consultas será por meio do Whatsapp (98) 98568-3536 ou de forma presencial na unidade. 

Distribuição da Janssen começa nesta sexta-feira dia 25 no Maranhão

O primeiro lote de vacinas da Janssen chegou ao Maranhão nesta quinta-feira (24), são 42.100 doses. Também chegou mais um lote da CoronaVac, com 81.000 doses. 

Os imunizantes começam ser enviados aos municípios nesta sexta-feira (25), iniciando pelas cidades da Grande Ilha: São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. 

Por orientação do Ministério da Saúde, as vacinas Janssen, de dose única, serão destinadas a 4,7% das pessoas com comorbidade e pessoas com deficiência permanente.

A vacina da Jassen será distribuída na proporção de 30% para São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa e 70% para Imperatriz, Balsas, Caxias, Bacabal, Pinheiro, Coroatá, Açailândia, Santa Inês e Presidente Dutra.

A CoronaVac será distribuída para os 217 municípios para trabalhadores da Educação do Ensino Superior e pessoas com comorbidade e com deficiência permanente. Caso os municípios já tenham contemplado esses grupos, a campanha pode avançar por faixa etária, por ordem decrescente. 

O Maranhão totaliza 3.864.270 doses recebidas, sendo 1.304.540 da CoronaVac, 2.273.100 da AstraZeneca, 244.530 da Pfizer e 42.100 da Janssen.

MP, DP, TCE, SES e prefeitos discutirão estratégias contra Covid-19 no MA

Como objetivo de intensificar o enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Maranhão, nesta seta-feira, dia 28, a Defensoria Pública, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Secretaria de Estado da Saúde e prefeitos maranhenses discutirão estratégias voltadas às cidades que apresentam taxa de aplicação do imunizante abaixo de 70%.

Durante a reunião com o governador Flávio Dino, foi informado que 600 mil doses foram entregues aos municípios, mas não foram aplicadas ou não foram registradas no sistema.

Os órgão públicos e a Universidade Federal do Maranhão se reuniram também ontem para encontrar alternativas para aberturas de novos leitos Covid em São Luís.

A reunião aconteceu após o encontro mediado pelo governador Flávio Dino, na manhã de ontem, terça-feira, dia 27, onde foi mostrada a situação do enfrentamento à pandemia no estado.

O Ministério Público e Defensoria Pública requisitaram ao reitor Natalino Salgado a destinação de 20 leitos no Hospital Universitário.

No Hospital da Mulher, que pertence ao Município de São Luís, foi verificado a existência de 15 leitos de enfermaria inativos, de um total de 30. Há ainda 10 leitos de UTI, todos ocupados, e 10 leitos de semi-UTI, sendo quatro vagos.

Em resposta às solicitações o reitor da Ufma disse que o pedido seria encaminhado para a direção da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, a quem compete a administração dos hospitais universitários federais. Salgado assegurou que iria se empenhar para que o pleito fosse atendido.

Com relação aos leitos disponíveis no Hospital da Mulher, será encaminhado pedido ao prefeito, Eduardo Braide.

SES e EMSERH intensificam testes PCR-RT com pontos itinerantes em São Luís

A Secretaria de Saúde do Maranhão reforçou a testagem para Covid-19 na capital com pontos itinerantes. Até domingo, dia 2, serão oferecidos testes do tipo PCR-RT, considerado padrão ouro.  

Quinta-feira (29) e sexta-feira (30), acontece na Reserva do Itapiracó, das 16h às 21h.

No sábado (1º), os testes estarão disponíveis à população na Avenida Litorânea, das 8h às 16h e no Espigão Costeiro da Ponta d’Areia das 16h às 21h.

No domingo (2), os testes poderão ser realizados novamente na Avenida Litorânea, das 8h às 12h. Os pontos itinerantes têm como apoio o ônibus de ações externas do Hemomar. 

Além dos pontos itinerantes, os testes poderão ser realizados de quinta (29) até a próxima terça-feira, dia 4 de maio, no estacionamento do São Luís Shopping, das 9h às 21h, com apoio da Carreta da Mulher.

Para a testagem, é necessário apresentar documento oficial com foto, cartão do SUS e comprovante de residência.  

O serviço está sendo executado pela Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). 

Hospital de Campanha em São Luís começa receber pacientes nesta quinta-feira dia 1º

O Hospital de Campanha montado no Espaço Renascença, em São Luís, foi entregue nesta quarta-feira, dia 31. Este é o quarto em operação no estado com mais 60 leitos contra o novo coronavírus, sendo 10 UTIs.

A unidade de saúde é fruto da parceria entre o Grupo Mateus, Equatorial Energia, Universidade Ceuma, Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e Secretaria de Estado de Saúde (SES).

A unidade conta com cerca de 500 profissionais atuando na linha de frente, entre médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e técnicos de enfermagem.

“Nós sabemos que temos que trabalhar em múltiplas dimensões, sanitárias, socioeconômicas, e temos feito este esforço, mas não há dúvidas que precisamos garantir acesso para a população, o máximo possível, de assistência hospitalar”, destacou Flávio Dino.

Além da cidade de São Luís, estão em operação no Maranhão, hospitais de campanha: Pedreiras, em parceria com a Eneva S. A.; Bacabal, doado pela embaixada dos EUA; e Imperatriz, em parceria com a Suzano Papel e Celulose e a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz.

Novo lote da CoronaVac começa ser distribuídas no Maranhão

O governo do Maranhão iniciou, nesta quinta-feira (11), a distribuição do sexto lote de vacinas CoronaVac, recebidas ontem quarta-feira.

São 66.800 novas doses; destas, 33.400 serão enviadas para a aplicação da primeira dose nos 217 municípios e o restante será reservado para a aplicação da segunda dose que completará o ciclo de imunização.

O primeiro município a receber novas doses foi São Luís. A capital recebeu 5.380 doses para a aplicação da primeira dose. 

A distribuição continua seguindo os critérios estabelecidos pelo decreto estadual, que estipula 60% de cobertura vacinal para o envio dos imunizantes. Nesta remessa, São Luís e Imperatriz receberão 5% a mais de doses após pactuação com os municípios.

O público-alvo da campanha será estendido, alcançando pessoas a partir de 75 anos de idade. Desta forma, além dos profissionais de saúde, as novas doses também irão imunizar idosos de 75 a 84 anos. 

Confira abaixo quantas doses do sexto lote da vacina CoronaVac cada município receberá a partir do alcance da meta de 60% de cobertura vacinal.

Aqui quanto cada muncipio receberá

Maranhão já aplicou 74,5% das vacinas referentes à 1ª dose da imunização

O Maranhão já aplicou 74,5% das 171.417 doses referentes à 1ª dose da imunização contra a Covid-19. Todas as vacinas referentes à primeira dose necessária à imunização completa já foram distribuídas pelo poder público estadual aos municípios.

O Maranhão já recebeu 306.540 doses das vacinas CoronaVac e AstraZeneca, e o Governo do Estado segue entregando as vacinas aos municípios que ainda não receberam a segunda dose da CoronaVac.

Das vacinas que o Ministério da Saúde enviou aos municípios, apenas pouco mais de 45 mil doses referentes à segunda etapa da CoronaVac ainda estão em processo de distribuição. A distribuição conta com o auxílio da Secretaria de Segurança Pública.

“.. Organizamos uma logística de distribuição para que os municípios recebessem a remessa da segunda dose da CoronaVac próximo ao período da aplicação. Até o final da próxima semana teremos encerrado a distribuição das doses referente à segunda etapa da CoronaVac..”, disse a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças, Tayara Costa Pereira.

No Maranhão, o número de doses recebidas pelo Ministério da Saúde corresponde a menos de 5% da população de todo o estado, os municípios são responsáveis pela aplicação e na divulgação do número de doses aplicadas.

Nesta etapa, a vacina tem como público prioritário profissionais de saúde, idosos institucionalizados, população idosa de 90 anos ou mais, pacientes dialíticos e oncológicos, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas.

Entre os municípios que estão com baixa cobertura de vacinação os com grande concentração de indígenas: Amarante do Maranhão e municípios da Regional de Saúde de Barra do Corda como Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú, Arame, Grajaú e Barra do Corda.

Estima-se que, no estado, cerca de 2,3% da população indígena esteja se recusando a tomar a vacina.

A vacinação dos indígenas é de responsabilidade do Distrito Sanitário Especial Indígena, órgão federal, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforçará o trabalho já realizado pelas equipes da Força Estadual de Saúde que atuam constantemente nas áreas indígenas.

Os municípios também dão suporte à vacinação dos indígenas oferecendo estrutura, conforme solicitado.

Covid-19: Carlos Lula cumpre isolamento após testar positivo

O Secretária de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, informou em suas redes sociais nesta sexta-feira, dia 9, que testou positivo para Covid-19, está sem sintomas, mas já está em isolamento.