Hospital de Campanha em Santa Inês será transformado em Policlínica

 

santa ines

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa, e o deputado Felipe dos Pneus (Republicanos), foram informados nesta quinta-feira (6), pelo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, que o Hospital de Campanha em Santa Inês, será tranformado em Policlínica.

santa
Secretário Carlos Lula (Saúde), deputados Othelino Neto (Presidente da Assemleia Legislativa) e Felipe dos Pneus

O governador Flávio Dino atendeu um pedido do deputado Othelino, reforçando a demanda apresentada pelo deputado Felipe.

“Agradeço ao governador Flávio Dino e ao secretário Carlos Lula por terem atendido a essa demanda da população, que chegou através do deputado Felipe dos Pneus, que vem utilizando o seu mandato para levar benefícios para a cidade. É mais um avanço na saúde pública do Maranhão, em especial, da querida cidade de Santa Inês”, destacou Othelino.

A estrutura será adaptada para receber a Policlínica, com previsão de entrega no mês de setembro. A unidade funcionará de forma complementar aos serviços ofertados pelo Hospital Macrorregional “Dr. Tomás Martins”.

SES e COE/Covid-19 preparam liberação de música ao vivo em bares e restaurantes

 

24929_whatsapp_image_2020_08_05_at_11.40.29_8167730470564636855
Artistas entregaram um pedido de liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes (Foto: Márcio Sampaio)

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, está discutindo e buscando um entendimento para liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes, que deverá ser avaliado pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública do Estado do Maranhão (COE/Covid-19).

“O coronavírus infelizmente também tem causado impactos na economia, principalmente daqueles que vivem da arte e das apresentações culturais. Pensando nisso, aprovamos recentemente o retorno de pequenos eventos privados como casamentos e batizados, por isso, acreditamos que em breve a classe artística também poderá retornar às suas atividades”, disse Carlos Lula.

O pedido de liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes, entregue ontem quarta-feira (5), tem apoio de pelo menos 400 pessoas do segmento da música e cultura no estado. Após analisado pelo Comitê de Operações de Emergências, será discutida a viabilidade da retomada desta atividade.

Para garantir a prevenção e controle do coronavírus foram adotadas várias medidas em relação ao segmentto artistico, entre elas, suspensão temporária de atrações culturais ao vivo a fim de evitar a aglomeração, bem como pontos de contaminação em massa.

Já foram autorizadas regras sanitárias para o retorno de pequenos eventos privados como casamentos e batizados a partir de 15 de agosto. Agora, o texto está em fase de apreciação da Casa Civil e aguarda aprovação para ser protocolado e executado.

Live no Valparaíso vira show e estabelecimento será multado

 

Carloslula
Carlos Lula, secretário de Saúde do Maranhão, informou que Valparaíso Acqua Parck será multado por derespeito à prevenção contra o coronavírus

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reagiu com indignação nesta sexta-feira (31), com o desrespeito às determinações sanitárias contra o novo coronavírus registrado na live que virou show, da cantora Mara Pavanelly, ontem nas dependências do Valparaíso Acqua Park, em Paço do Lumiar.

Carlos Lula lamentou o ocorrido que está repercutindo nas redes sociais desde a noite de ontem. Ele disse ser impossível avançar no enfrentamento da contaminação do coronavírus, se empresários e população não ajudar.

O secretário também informou que a realização de shows está proibido e que o Valparaíso Acua Park será autuado. O estabelecimento pertence ao ex-juiz federal, Carlos Madeira, um dos pré-candidatos a prefeito de São Luís.

Rubens Jr diz que apoio de Carlos Lula mostra que está no caminho certo

 

Rubens Jr, pré-candidato do PCdoB à Prefeitura de São luís, e Carlos Lula, Secretário de Saude do Maranhão

O pré-candidato a prefeito de São Luís, Rubens Jr, continua aumentando sua rede de apoio para disputa das eleições na capital. Neste sábado (27), usou as redes sociais para agradecer apoio do secretário Carlos Lula (Saúde do Maranhão).

“Vamos juntos, por um ideal de uma cidade melhor!”, Carlos Lula ao declarar apoio a Rubens Jr.

O novo apoio aumentou o otimismo de Rubens Pereira Jr que projeta crescimento maior da sua candidatura a prefeito de São Luís.

“.. a nossa pré-campanha a prefeito de São Luís só crece neste momento..”, destacou no twitter.

 

‘Com 50 mil mortes não aprendemos nada?’, Carlos Lula sobre recursos para combate ao Covid-19

 

carlos-lula
Carlos Lula, Secretario de Estado da Saúde do Maranhão critica politização de distribuição de recursos para combate ao Coronavírus

A coluna painel da Folha de Sp nesta segunda-feira (22), diz que o Centrão melou o entendimento inicial entre o Ministério da Saúde e Secretários Estaduais e Municipais de Saúde, que estabelecia critérios técnicos para distribuição dos R$ 10 bilhões da MP 969, para combate ao coronavírus.

O Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, lamentou nas redes sociais a politização da distribuição dos recursos, e lembrou que isso ocorre quando o país passou de mais 1 milhão de contaminados e 50 mil mortos pela Covid-19.

 

Carlos Lula fez um apelo ao Congresso para considerar carater técnico e não político para distribuição do recurso, que segundo ele, é o único caminho possível.

“Não é hora de pensar em eleição, o momento é de salvar vidas”, alerta Carlos Lula.

A posição do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) é que a distribuição consider três aspectos:proporcionalidade populacional entre estados;  estrutura assistencial; incidência epidemiológica.

Covid-19: mais 50 mil testes rápidos aos municípios maranhenses

SES-testes-1

Os municipios no Maranhão começaram receber testes rápidos de Covid-19. Eles estão sendo enviados para as 19 Unidades Regionais de Saúde. Os 217 municípios do estado receberão os novos kits para exames em pessoas com suspeita do vírus.

O Maranhão já realizou mais de 93 mil testes para a detecção da doença; o terceiro maior número de testes do país.

“Quaisquer medidas relacionadas ao enfrentamento à pandemia partem do princípio de que é necessário conhecer o quadro epidemiológico do Maranhão, por meio da detecção de novos casos e ritmo do contágio do vírus. Tão importante quanto distribuir testes é a notificação dos municípios quanto aos casos positivos e descartados”, disse o secretário de Saúde Carlos Lula.

A quantidade de testes distribuída aos município leva em conta questões populacionais e epidemiológicas. Cada  estão sendo distribuídos nos dias 11 e 12 de junho. A Secretaria de Estado da Saúde já havia distribuído mais de 100 mil testes para as Secretarias Municipais de Saúde das 217 municípios.

Procura por hospitais e velocidade de contágio foram reduzidas com Lockdown na Grande São Luís

 

De acordo com o Secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, os efeitos do lockdown na Grande São Luís que durou 13 dias é notório na redução na procura de leitos quanto na diminuição da taxa de contágio do coronavírus.

Secretários enquadram Wellington do Curso, que humilhou médico Cubano

 

IMG_20200513_170000
Dep. Wellington do Curso e os Secretários de Estado: Carlos Lula (Saúde), Felipe Camarão (Educação) e Rogério Cafeteira (Esportes)

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso (PSDB-MA), que passou ser visto como capaz de fazer qualquer coisa para aparecer, finalmente conseguiu, e dá pior maneira.

O vídeo em que o deputado humilha e constrange um médico cubano em São Luís, causou reações negativas para ele nesta quarta-feira (13) nas redes sociais.

O médico contratado pelo governo do Maranhão, através de edital, para trabalhar no enfrentamento da Covid-19 foi abordado por Wellington do Curso quando estava em uma unidade de saúde da capital maranhense.

Vários cidadãos revoltados com o vídeo não economizaram nos adjetivos pejorativos contra o parlamentar, entre eles, os secretários de estado: Carlos Lula (Saúde), Felipe Camarão (Educação) e Rogério Cafeteira (Esportes).

“Oposição sem agenda não ajuda em nada. Parlamentar sem foco não passa de alguém tentando se promover a todo custo. O Deputado da “polêmica” não está preocupado com a saúde da população, muito menos com o atendimento às vítimas do COVID 19 (..) Quero dizer ao Senhor que trate comigo sobre eventuais dúvidas acerca da legalidade dos atos da Secretaria. Você tem meu celular pessoal e sabe o endereço da SES. Tenha a honradez de tratar comigo e nunca, nunca humilhe qualquer profissional no seu local de trabalho (..) Muito nos honram os médicos, brasileiros e estrangeiros, que aceitaram a convocação de nossos editais. Vivemos uma Pandemia, deveríamos rejeitar ajuda? Não, Deputado, não rejeitarei. Até a sua ajuda eu aceito de bom grado. Mas se apenas quiser atrapalhar, fique em casa (..) Atitudes como a sua apenas fazem a sociedade desprezar cada vez mais a política e os políticos. Respeite os maranhenses e deixe de tumultuar o atendimento em nossas unidades de saúde”, Carlos Lula, Secretário de Saúde.

“É um deputado insignificante, mas o ato praticado contra um médico que está salvando vidas foi tão horroroso que vou ter que repudiar o sujeito que tem como grande destaque do mandato ter ido de bicicleta uma vez para a AL. Nunca fez NADA pelo Maranhão e ainda faliu seu curso”, Felipe Camarão, Secretário de Educação.

“Médicos cubanos foram muito bem recebidos na Itália, Espanha e outros países da América do Sul pela atitude solidária. Aqui em São Luís o deputado Wellington resolve agredir médicos que ajudam a salvar vidas de maranhenses. “Síndrome de abstinência de picadeiro” desse deputado”, Rogério Cafeteira, Secretário de Esportes.

Nota do Governo do Maranhão

Sobre a acusação feita pelo deputado estadual Wellington do Curso de que no Maranhão médicos cubanos foram contratados pelo Governo do Estado de forma ilegal, conforme vídeo divulgado nas redes sociais e em grupos de aplicativos de mensagens, a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) emite a seguinte nota:

Os médicos cubanos foram contratados conforme regras estabelecidas no Decreto Nº 35.762 de 27 de abril de 2020 editado pelo governador Flávio Dino, e posterior Edital de Convocação que chamou para comparecer perante a Secretaria de Estado de Saúde (SES) inicialmente 40 profissionais médicos selecionados em processo seletivo simplificado. Todos os médicos cubanos ou de qualquer outra nacionalidade, inclusive brasileiros, no caso em questão, fizeram parte do Programa Mais Médicos ou foram intercambistas de acordo com a Lei Nº 12.871. Ou seja, já preenchiam os requisitos para exercer a profissão no Estado Brasileiro antes mesmo da contratação pelo Governo do Maranhão, nesta situação de pandemia.

Ao se deslocar até uma unidade de saúde (UPA da Vila Luisão) e lá constranger um profissional da saúde, no exercício de seu trabalho, o deputado Wellington do Curso, ofende a dignidade da pessoa humana e sua condição de estrangeiro, visto que existem outros meios para a realização da denúncia, em caso de discordância da contratação dos médicos ou de qualquer outro profissional. É lamentável que, principalmente neste momento de grande crise sanitária, o deputado se utilize do cargo para constranger e humilhar profissionais de saúde, colocando em risco a sua saúde e a de outras pessoas e produzindo mais uma notícia falsa.

“..não utilizaremos a dor alheia como instrumento de luta política..”, Carlos Lula aos críticos

 

carlos-lula-714x1024
Dr. Carlos Lula, Secretário de Saúde do Maranhão/Foto: Reprodução

O secretario de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, reagiu em tom de indignação na manhã desta segunda-feira (27), às críticas de políticos de oposição ao governo do estado em relação ao enfrentamento ao novo coronavírus. Para o secretário, não é momento de usar a dor alheia como palanque.

“Em tempos de necropolitica, nada mais simbólico do que gente querendo palco com a dor alheia. Tenham piedade, meus amigos. Se não pode ajudar, não atrapalhe. Não passam de hipócritas. Vocês não possuem nenhuma solidariedade com a dor do outro”, reagiu Carlos Lula.

O secretário, Carlos Lula, cobrou dos críticos apoio ao invés de ficarem atrapalhando de forma ‘raza e vil’. Ele ainda sugere que existe outras formas de ser útil e responsáveis.

“Apenas querem fazer uso desvirtuado da política, da forma mais rasa e vil possível. Não me surpreende vindo de gente metida com agiota. Vocês não fazem ideia do qto os profissionais dos hospitais têm lutado todos os dias. Existem outras formas de sermos úteis e responsáveis (…), um mandato tem que ser coletivo. Precisa ser propositivo. É o meu apelo: em vez de espetáculo, resolução. Assim trabalhamos e continuaremos a trabalhar para proteger os maranhenses (…), e nada disso vai fazer parar minha luta diária – e de toda minha equipe – por mais leitos. Nós vibramos com cada vida salva. Temos foco. E nunca, nunca utilizaremos a dor alheia como instrumento de luta política. Há limites para tudo”, concluiu Carlos Lula.

Pessoas entre 30 e 49 anos são maioria entre contaminados no Maranhão

 

faixa etaria

Pessoas de meia idade são maioria entre os casos de Covid-19 confirmados até agora no Maranhão. O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ao anunciar nesta segunda-feira (13), aumentos de leitos chamou à atenção para perfil do maio número de pessoas contaminada no estado.

“Falando de tantos leitos se imagina que sejam voltados, em sua maioria, para pessoas idosas com a doença. Ledo engano. Em todo o Maranhão 282 casos estão na faixa de 20 a 49 anos* (65%), mostrando que a doença está infectando mais adultos! Então fica o alerta!”, destaca Carlos Lula. 

bairros

A fiscalização e ações de combate ao Covid-19 foram intensificadas neste inicio de semana,  secretário Carlos Lula, preocupado com o que poderá acontecer nas próximas semana, voltou fazer um apelo às pessoas que ainda insistem em não cumprirem o isolamento social, recomendado pela Organização Mundial de Saúde e especialistas.

“Outro alerta: organizem as idas aos supermercados. De preferência, apenas uma vez por semana! Um estudo da Filândia mostra que as partículas do vírus, mesmo a distância, ficam suspensas no ar muito tempo em locais fechados”, pediu Carlos Lula.