Camarão retira oficialmente pré-candidatura ao governo do MA

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (PT), comunicou através de uma Carta Aberta ao partido dos Trabalhadores no Maranhão, nesta sexta-feira, dia 14, que não é mais pré-candidato ao governo do estado, retomando o projeto inicial de disputar uma vaga na Câmara Federal.

“.. pelo bem de um projeto nacional do nosso Partido dos Trabalhadores, no sentido de eleger o presidente Lula e construir uma forte bancada federal nas eleições de 2022; pela minha posição de aliado do governador Flávio Dino, que já apresentou o nome do vice-governador Carlos Brandão como sua escolha pessoal para sucessão ao governo do Maranhão e, neste sentido, não há como ser aliado e adversário ao mesmo tempo, venho manifestar através desta carta, a decisão de retirar minha pré-candidatura ao Governo do Maranhão, em 2022..”, destaca trecho da carta de Camarão ao PT.

“Que tal o federal da educação ?”, Camarão sobre 2022

O secretária de Educação, Felipe Camarão (PT), deu a entender nesta segunda-feira, dia 20, que ‘jogou a toalha’ em relação à pré-candidatura ao governo do estado.

Nas redes sociais sinalizou que está de volta ao projeto inicial, disputar uma vaga na Câmara Federal em 2022. Apoiadores e seguidores de Camarão reagiram positivamente à provável mudança de rumo do pré-candidato do PT ao governo do Maranhão.

Lançado pré-candidato ao governo por seguimentos do PT no Maranhão, Felipe Camarão passou a considerar outras possibilidades, após o governador Flávio Dino anunciar apoio ao nome do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) para sucedê-lo.

O movimento de Felipe Camarão pode está relacionado à possibilidade do PT optar por não lançar candidatura própria no Maranhão, em razão das costuras de alianças em nível nacional, que terão implicações nos estados.

O PT decidira no inicio do ano durante encontro tático do partido sobre candidatura própria, composição e apoios.

“Foi lindo demais! Obrigado Deus! Avante, Maranhão!”, diz Felipe Camarão

O ato de pré-candidatura de Felipe Camarão, ao governo do Maranhão, pelo partido dos trabalhadores na noite de quinta-feira, dia 4, em São Luís, superou a expectativa e motivou mais organizadores do evento e apoiadores do Secretário de Educação do Estado.

“Com o coração cheio de gratidão e amor, agradeço a todos que estiveram hoje ao meu lado, nesse momento inesquecível. Convido todos os maranhenses para se unirem a nós e, juntos, construirmos o Maranhão do futuro. Demos aqui em São Luís mais um passo na nossa pré-candidatura ao Governo do Maranhão e FOI LINDO DEMAIS! Obrigado, meu Deus! Avante, Maranhão!”,  

Além de Felipe Camarão (PT), disputam a indicação do governador Flávio Dino como candidato do grupo, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o senador Weverton Rocha (PDT) e o secretário de Industria e Comércio, Simplício Araújo (Solidariedade).

Esta semana em Imperatriz o governador confirmou que se reunirá ainda neste mês de novembro, com partidos e os pré-candidatos que assinaram a carta compromisso do grupo, para dialogar sobre a sucessão e ratificou os critérios que serão utilizados para definição: lealdade e fidelidade ao programa de governo que vem sendo implantado no estado; capacidade de agregação política; e potencial eleitoral.

Camarão e Maranhãozinho: Merenda Escolar e as Eleições 2022

Os pré-candidatos ao governo do Maranhão, Felipe Camarão (Secretário de Educação), e Josimar de Maranhãozinho, deputado federal, nesta quinta-feira, dia 28, travaram um embate na internet sobre ‘Merenda Escolar’, com sabor de disputa eleitoral.

Começou com a cobrança do deputado em tom irônico ao governo do estado, sobre a falta de ‘merenda escolar’ em Junco do Maranhão, e o questionamento sobre se estava faltando também alimentos no Palácio dos Leões.

Em resposta, Felipe Camarão, disse que a culpa da falta de ‘merenda’ nas escolas era de Bolsonaro, que mudou a forma de repasse de recursos, e sugeriu ao deputado que melhor se informasse com o aliado, se referindo ao presidente

Daí em diante, se deu uma sucessão de questionamentos e respostas, em tom de disputa eleitoral.

Professores da rede estadual ganham progressão na carreira no MA

Os professores da rede pública estadual tiveram mais um importante reconhecimento e valorização da categoria.

O Governo do Estado anunciou que 15.925 educadores do quadro da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) foram beneficiados com a concessão de progressões funcionais, além de mais de 2 mil gratificações de titulação, promoção e estímulo profissional, que estão em fase de implementação, com previsão para constar a partir do contracheque de novembro.

“As progressões já estarão implementadas nos contracheques a partir do mês de novembro, juntamente com o vencimento do mês. Esta é a maior concessão de progressões da história, dada à categoria, alcançando praticamente 16 mil professores. Somente no Governo Flávio Dino, já somamos aproximadamente 40 mil progressões concedidas desde 2015 (..) Por determinação do governador Flávio Dino, estamos com uma força tarefa na Seduc e Segep para que sejam analisados e implementados todos os processos já protocolados, de modo que possamos manter, daqui ‘pra frente’, o fluxo dos processos e sua respectiva implantação”, destacou Camarão.

Em novembro, 1.127 pedidos de titulação, cujos processos estão em fase final de análise. Além disso, seguirá com análise de outros 976 pedidos, protocolados nos últimos dias. A partir de agora, o fluxo dos processos de solicitação desse benefício será permanente.  

Também serão contemplados com os ganhos os profissionais da Educação que pleitearam gratificações de estímulo profissional, pelo Pró-funcionário.

A medida é um incentivo aos profissionais, que culmina em incremento nos vencimentos mensais destes trabalhadores. 

A previsão é de que os benefícios gerem um impacto financeiro de mais de R$ 3,1 milhões ao mês na folha de pagamentos. 

Maranhão inicia distribuição de absorventes nesta sexta-feira dia 15

O governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Educação, começará nesta sexta-feira, dia 15, a distribuição de absorventes para estudantes da rede pública estadual, no Centro Educa Mais Dorilene Silva Castro.

O objetivo é combater a ‘pobreza menstrual’, que afeta estudantes com baixa em todo o Brasil.

“..Por determinação do governador Flávio Dino vamos combater esse problema que coloca em risco a saúde física e mental de meninas e causa a evasão escolar. Enfrentaremos essa dificuldade com uma política pública séria, que melhorará a qualidade de vida de muitas meninas que não têm acesso a esse produto de higiene (..) Vamos combater esse problema que coloca em risco a saúde física e mental de meninas e causa a evasão escolar. Enfrentaremos essa dificuldade com uma política pública séria, que melhorará a qualidade de vida de muitas meninas que não têm acesso a esse produto de higiene”, destacou Felipe Camarão.

Cerca de 163 mil meninas da rede pública estadual, nos 217 municípios maranhenses, serão beneficiadas.

Serão distribuídos oito absorventes higiênicos por mês para cada estudante, totalizando 1,3 milhão de itens distribuídos mensalmente, por um período de 12 meses. 

Felipe Camarão apresenta seu nome ao PT para disputar governo do MA

Como informou mais cedo nesta quinta-feira, dia 7, o secretário de Educação do Estado, Felipe Camarão, no inicio da noite de hoje, apresentou oficialmente ao Diretório Estadual e os militantes do PT no Maranhão, seu nome para disputar o governo pelo partido.

“Com humildade entreguei há pouco, no PT MA, duas cartas: a 1ª ao diretório estadual e a 2ª aos companheiros petistas. O PT elegerá ano que vem, o próximo presidente do Brasil. Possui mais de 187 diretórios municipais, 56.877 filiados no MA e envergadura para compor uma chapa majoritária (..) Portanto, deixo aqui, para apreciação do maior partido da América Latina, o meu nome à pré-candidatura ao Governo do Estado do Maranhão. Avante!”, destacou Camarão nas redes sociais.

SEDUC determina 100% das aulas presenciais nas escolas do estado

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou quarta-feira, dia 6, as datas de retorno presencial das aulas em escolas da Rede Pública Estadual.

O Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, autorizou o retorno de todas as aulas presenciais nas escolas da rede de ensino com condições adequadas.

“O baixo número de pessoas infectadas pela Covid-19, a diminuição no número de internações, o avanço da vacinação dos profissionais da educação e dos adolescentes, possibilitam as condições para um retorno seguro e com muito respeito. Essa é uma medida também de justiça social, para que os nossos estudantes da rede pública tenham as mesmas oportunidades que os da rede particular, principalmente no desempenho em avaliações nacionais como o Enem e outros vestibulares”, apontou.

O retorno iniciou pelas turmas das terceiras séries do Ensino Médio, deste ontem quarta-feira, seguido pelos estudantes da 2ª série do Ensino Médio, a partir do próximo dia 13, a partir do dia 18, retornam presencialmente as primeiras séries do Ensino Médio e demais anos ofertados pela Rede Estadual.

Também está autorizada a realização de atividades e práticas do componente curricular de Educação Física, que antes estavam limitadas ao espaço da sala de aula, eventos culturais, entre outros atos semelhantes nas escolas estaduais.

Começa nesta segunda, dia 30, avaliação no ensino médio e fundamental

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), aplicam a partir desta segunda-feira, dia 30, até quinta-feira, dia 2, as provas do Sistema Estadual de Avaliação do Maranhão (Seama) para estudantes dos 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio.

Aproximadamente 325 mil estudantes foram mobilizados para fazerem as provas. Destes, 87,5 mil são da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual e 238 mil são das redes municipais.

Serão aplicadas provas de Língua Portuguesa e Matemática, com foco em interpretação e resolução de problemas.

As provas têm duração de 2 horas. Os estudantes do Ensino Fundamental responderão uma prova de 44 questões, sendo 22 para a disciplina Língua Portuguesa e outras 22 para Matemática. Os estudantes do Ensino Médio responderão 52 questões, metade de Língua Portuguesa e outra metade de Matemática. Aqui mais informações

Adolescentes de 12 a 17 anos serão vacinados contra Covid-19 no MA

O secretário Carlos Lula (Saúde), anunciou na noite desta quarta-feira, dia 11, a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos em todo Maranhão, contra a Covid-19.

A ação é resultado da parceria entre as secretarias de Saúde e Educação do Estado. A vacinação começa a partir desta semana nas escolas estaduais de Paço de Lumiar.