Governo do Maranhão quer a gestão do Parque Nacional dos Lençóis Maranhense

 

brasil-lencois-maranhenses-868x644-750x430
Foto: Reprodução

O estado do Maranhão quer ficar com a gestão dos lençóis maranhenses. Principal ponto turístico do Maranhão, o território é federal e recentemente foi incluído em uma lista de localidades que serão privatizadas pelo governo de Jair Bolsonaro, junto com os parques nacionais de Jericoacoara (CE) e Iguaçu (PR).

A movimentação para trazer o espaço para influência do estado começou antes mesmo do anúncio da privatização. O governador Flávio Dino enviou um ofício ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) pedindo que a gestão passasse para o estado, por meio da Maranhão Parcerias (Mapa), em 6 de setembro.

“A proposta fortalecerá as relações interinstitucionais entre o Estado do Maranhão e a União, aperfeiçoará a gestão socioambiental integrada da unidade de conservação em apreço, bem como a sua relação com o seu entorno”, defende o governador Flávio Dino.

O ofício, porém, até hoje não recebeu resposta. Pouco menos de três meses depois, em 3 de dezembro, o governo federal anunciou que o parque seria privatizado, mesmo com a demonstração de interesse do estado.

“O governo estadual destaca que mantém o interesse na administração do parque e que aguarda um retorno sobre o pedido feito pelo governador Flavio Dino em junho, ao Ministério do Meio Ambiente”, disse o governo do Maranhão em nota.

O Ministério do Meio Ambiente ainda não se posicionou oficialmente sobre a solicitação do governo do Maranhão. (Congresso em Foco)

Risco de volta da ditadura militar no Brasil é real para 40% dos brasileiros

 

bolsonaro-exercito
Bolsonaro: elogios à ditadura militar desde a época de deputado (Marcos Corrêa/PR)

A possibilidade dos militares voltarem a governar o Brasil é uma realidade para 40% brasileiros, segundo pesquisa VEJA/FSB publicada na edição desta semana. Outros 28% acreditam que essa possibilidade é pequena — e só 26% estão razoavelmente tranquilos nesse aspecto.

O levantamento também mostra que a grande maioria – 77% – acredita que a democracia é sempre, ou na maior parte das vezes, o melhor sistema de governo.

Apenas 10% apontaram a ditadura como uma alternativa ideal.  A pesquisa foi feita em meio a seguidas referências do presidente Jair Bolsonaro à ditadura militar que governou o país entre 1964 e 1985. (Revista Veja)

“Em vez de fuzis e tiros contra jovens;.. educação, música e esperança..”, Flávio Dino

 

musica

“Em vez de fuzis e tiros contra jovens, acredito em educação, música, esperança. Hoje entregamos 4.000 instrumentos musicais para municípios e escolas”, provocou Flávio Dino.

Não é novidade que o governo do maranhão tem mantido uma postura de contraponto em relação às medidas do governo Bolsonaro. Nesta quinta-feira (5), o governador Flávio Dino ao participar da entrega de 4.000 instrumentos musicais para várias escolas municipais no estado, aproveitou para dar mais uma alfinetada em Jair Bolsonaro.

Joice Hasselmann e Carla Zambelli usam CPI para lavarem ‘roupa suja’

 

hasselmann e zambelli
Foto: Reprodução

A reunião da CPI das Fake News na Câmara Federal na quarta-feira (4), com a presença da deputada federal Joice Hasselmann (PSL), que se ofereceu para depor e denunciou um ‘gabinete do ódio’, que segundo ela, seria comandado pelos irmãos Carlos e Eduardo Bolsonaro, filhos do presidente, promoveu um embate triste entre as antigas amigas e deputadas Joice Hasselmann e Carla Zambelli.

A classificação para o que aconteceu durante a sessão da CPI em vários momentos foi uma verdadeira e lamentável ‘lavem de roupa suja’. As revelações e baixarias foram de conspirações na campanha e após a chegada ao poder de Jair Bolsonaro a questões pessoais.

Ministro atenderá sugestão de Márcio Jerry sobre Base de Alcântara

 

marcos-pontes-marcio-jerry-1260x800
Ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB)/Foto: Reprodução

O ministro Marcos Pontes, Ciência e Tecnológica, durante audiência nesta quarta-feira (4), que será criado um Grupo de Trabalho Interinstitucional para acompanhar os investimentos em Alcântara. A sugestão para criação do grupo foi do deputado federal Marcio Jerry (PCdoB-MA), ele reunirá representantes do governo federal, estadual, prefeitura de Alcântara, Congresso Nacional, comunidade cientifica e quilombola.

‘Em audiência pública o ministro Marcos Pontes compromisso com proposta apresentada por mim ainda no início da tramitação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas: instituir um Grupo de Trabalho Interinstitucional para acompanhar investimentos em Alcântara’, disse Márcio Jerry no twitter.

O fim da Fundação Cultural Palmares

 

palmares
Foto: Reprodução

Por Marivaldo Pereira

“[…] Atenção, secretárias do lar
Vamos parar
Tô gargalhando aqui
O Brasil vai se enrolar
Não saí da senzala
Apenas para limpar sua sala

Papo reto
O meu cabelo toca o teto
O poder
É preto
[…].”
(Cristiane Sobral e Ataque Beliz, Todo Poder ao Povo)

A nomeação do novo presidente da Fundação Palmares é mais um atentado à Constituição e ao povo negro praticado pelo atual Governo em sua cruzada anticivilizatória.

Bolsonaro jamais escondeu sua postura assumidamente racista. Ainda durante a campanha, chegou a equiparar quilombolas a animais, ao afirmar que seu peso deveria ser medido em arrobas, e prometeu que não demarcaria nem um centímetro de terra para suas comunidades. Questionado sobre sua postura racista, rechaçou a afirmação dizendo que “até tem um amigo negro”.

Jair Bolsonaro criador do Aliança Pelo Brasil comemora decisão do TSE

 

feliz
presidente Jair Bolsonaro, feliz com a decisão do TSE/Foto: Reprodução

“É benefício para alguns, onerosa para todos e sem nenhum ganho para o sistema eleitoral”,  ministro Og Fernandes relator que votou contra.

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu por 4 a 3, na noite de ontem terça-feira (3), ser possível assinatura eletrônica nas fichas ou listas expedidas pela Justiça Eleitoral para criação de partido político, desde que haja prévia regulamentação pelo TSE e condições tecnológica para garantir autenticidade das assinaturas.

tseMas, enquanto o TSE não define a regulamentação, o presidente Bolsonaro vai comemorando, mesmo a decisão ainda não garantindo viabilidade da criação formal do Aliança Pelo Brasil, partido cujo o dono é Bolsonaro que demonstrou toda sua satisfação com a decisão no twitter.

Votaram a favor o ministros Salomão, Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, Sérgio Banhos e Luís Roberto Barroso. Ficaram vencidos em parte o relator, a presidente da Casa, ministra Rosa Weber, e o ministro Edson Fachin.

‘Ninguém te ama como eu’: Bolsonaro admite que se enganou com Trump

 

bosa e trump
Presidentes Donald Trump (EUA) e Jair Bolsonaro (Brasil)/Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro na noite de ontem, segunda-feira (2), na TV Record, de propriedade do parceiro e bispo, Edir Macedo, deu entender que se enganou com o Donald Trump, após se entregar de ‘corpo e alma’ ao presidente norte-americano, numa relação de subserviência constrangedora do seu governo com o EUA.

Mais cedo Bolsonaro disse que “qualquer coisa”, telefonaria para Trump, para resolver.

“Caso não tenha sucesso, me enganei sobre Trump”, disparou Bolsonaro.

O motivo da declaração de Bolsonaro foi descobrir que Trump nunca foi parceiro e amigo dele como pensava e sonhava. Ontem o presidente estadunidense, anunciou nas redes sociais aumento das tarifas de todo aço e alumínio importado do Brasil e da Argentina como retaliação à desvalorização “maciça” de suas moedas frente ao dólar.