Ipec: Com 48%, Lula venceria em 1° turno; Bolsonaro tem 23%

Pesquisa Ipec mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula venceria a eleição para o Palácio do Planalto já em 1° turno, ainda que na margem de erro na pior das hipóteses.

Lula (PT) aparece com 48% das intenções de voto, enquanto Jair Bolsonaro (sem partido) está com 23%. Na sequência aparecem Ciro Gomes, do PDT, (8%), João Doria, do PSDB, (3%) e Luiz Henrique Mandetta, do DEM, (3%). Votos em branco e nulos totalizam 10%, enquanto 4% disseram não saber responder.

Dois cenários foram apresentados pelo Ipec aos eleitores.

No primeiro deles, Lula mantém 11 pontos percentuais à frente da somatória de todos os outros candidatos, o que garantiria sua vitória em 1° turno com folga. Já no segundo, o ex-presidente petista aparece com 45% do total de intenções de voto, enquanto Jair Bolsonaro é a preferência de 22%, seguido por Ciro Gomes (6%), Sergio Moro (5%), Datena (3%), João Doria (2%), Luiz Henrique Mandetta (1%) e Rodrigo Pacheco (1%). Ainda assim, Lula seria eleito em 1° turno, dentro da margem de erro.

O levantamento foi realizado entre os dias 16 e 20 de setembro, com 2002 entrevistados em 141 municípios de todas as regiões brasileiras, com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e com 95% de confiança. (Revista Fórum)

Queiroga testa positivo para Covid-19 e fica nos EUA

Após protagonizar um dos comportamentos mais toscos de uma autoridade brasileira em uma agenda oficial e internacional, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou nesta terça-feira, dia 21, que testou positivo para Covid-19.

O ministro vai ficar 14 dias nos EUA cumprindo quarentena. Ele participava da comitiva brasileira na reunião anual da ONU.

“Comunico a todos que hoje testei positivo para #Covid19. Ficarei em quarentena nos #EUA, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária. Enquanto isso, o @minsaude seguirá firme nas ações de enfrentamento à pandemia no Brasil. Vamos vencer esse vírus”, disse Marcelo Queiroga no twitter.

Queiroga descobriu o resultado positivo ao fazer o teste para o retorno ao Brasil. Ele disse que foi informado pelo presidente Bolsonaro.

“fez discurso de cercadinho, recheado de fake news”, Dino sobre Bolsonaro

O governador Flávio Dino (PSB-MA), reagiu com indignação nesta terça-feira, dia 21, ao pronunciamento do presidente Bolsonaro na reunião da ONU.

O governador do Maranhão chamou Bolsonaro de desleal por criticar governadores e prefeitos no enfrentamento à pandemia do coronavírus. Ele lamentou o nível do pronunciamento do presidente, que segundo ele, “..fez discurso de “cercadinho”, cheio de fake news e de agressões..”.

“Muita deslealdade de um chefe de Estado usar a tribuna da ONU para atacar governadores e prefeitos do seu país. E para insistir em mentiras sobre a pandemia. Esse é o Bolsonaro “moderado”? (..) Bolsonaro foi para a ONU fazer discurso de “cercadinho”, recheado de fake news e de agressões. Ele realmente quer o Brasil como “pária internacional”, isolado e sem voz ativa no mundo. Imenso prejuízo para a nossa economia e para a imagem do Brasil’, disse Flávio Dino.

Bolsonaro é o único do G-20 na ONU que não se vacinou

Do Uol

Jair Bolsonaro é único entre os líderes do G20, no encontro anual da ONO (Organização das Nações Unidas), que declarou que não tomou e não iria tomar a vacina.

Houve uma discussão sobre se os líderes e suas comitivas diplomáticas teriam que apresentar seus atestados de vacinação para entrar em Nova York.

A ONU acabou informando às comitivas que haveria uma exceção diplomática e a entidade não iria cobrar os atestados.

ONU cobrará governo Bolsonaro sobre milícia, Ditadura e polícia

Do Uol 

O presidente Jair Bolsonaro será pressionado nesta segunda-feira, dia 13, quando o Comitê da ONU sobre Desaparecimentos Forçados iniciar a primeira avaliação feita sobre a situação no Brasil.

O exame cobrará respostas do governo sobre a violência policial, sobre as milícias e a atitude do estado em relação aos desaparecidos durante a ditadura militar (1964-1985), dois aspectos que Bolsonaro abriu polêmicas por defender posturas que violam o direito internacional.

A reunião contará com representantes sociedade civil brasileira e com autoridades do Itamaraty e do Ministério dos Direitos Humanos, Família e Mulher.

Bancada maranhense vota em peso a favor do novo Código Eleitoral

O texto-base do novo Código Eleitoral foi aprovado na Câmara Federal, quinta-feira, dia 9, na próxima semana serão analisados os destaques. A matéria foi aprovada com 378 a 80 votos.

Uma dos mais polêmicas temas foi retirado do projeto: a quarentena de cinco anos de desligamento do cargo que seria exigida de juízes, membros do Ministério Público, guardas municipais, militares e policiais para poderem concorrer às eleições a partir de 2026.

A bancada maranhense votou em peso a favor do texto, com exceção dos deputado Junior Lourenço (PL) e Marreca Filho (Patriota) que não votaram.


Aluisio Mendes (PSC-MA) -votou Sim
André Fufuca (PP-MA) -votou Sim
Bira do Pindaré (PSB-MA) -votou Sim
Cleber Verde (Republican-MA) -votou Sim
Edilazio Junior (PSD-MA) -votou Sim
Gastão Vieira (PROS-MA) -votou Sim
Gil Cutrim (Republican-MA) -votou Sim
Hildo Rocha (MDB-MA) -votou Sim
Josimar Maranhãozinho (PL-MA) -votou Sim
Junior Lourenço (PL-MA) – Ausente
Juscelino Filho (DEM-MA) -votou Sim
Marreca Filho (Patriota-MA) – Ausente
Pastor Gil (PL-MA) -votou Sim
Pedro Lucas Fernan (PTB-MA) -votou Sim
Rubens Pereira Jr. (PCdoB-MA) -votou Sim
Zé Carlos (PT-MA) -votou Sim

Lideranças políticas no MA defendem Estado Democrático de Direito

No Maranhão lideranças políticas utilizaram as redes sociais nesta terça-feira, dia 7 de setembro, para defenderam as instituições e o Estado Democrático de Direito.

Hoje está acontecendo em várias cidades, com destaque para Brasília, atos de apoio ao presidente Bolsonaro.

Entre os posicionamentos se destacam do governador Flávio Dino (PSB), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania).

Lula crescendo e desaprovação de Bolsonaro aumentando

O Instituto Atlas Político divulgado nesta segunda-feira, dia 6, véspera dos atos convocados por Jair Bolsonaro, para o 7 de setembro, traçou um panorama eleitoral de 2022.

Os números estão cada vez mais favoráveis ao ex-presidente Lula.

A desaprovação de Bolsonaro voltou a subir. Foi de 62% em julho, para 64%. Em maio, o índice estava em 57%.

A aprovação, por sua vez, chegou ao menor patamar desde o primeiro levantamento, feito em abril de 2020: 32%. Além desses, 4% não souberam responder.

A avaliação também bateu recorde negativo. Pela primeira vez, aqueles que avaliam o governo como Ruim ou Péssimo são mais que 60%: 61%. Por outro lado, os que avaliam como Ótimo ou Bom são 24%. Outros 14% avaliam a gestão de Bolsonaro como Regular.

Eleições

A vantagem do ex-presidente Lula (PT) para Bolsonaro se ampliou tanto em primeiro quanto em segundo turno, segundo a pesquisa.

Em um cenário de primeiro turno com cinco candidatos (Lula, Bolsonaro, Ciro Gomes, João Doria e Eduardo Leite), o petista registra 40,6% contra 34,5% do atual presidente.

O ex-presidente chega a 42,6% quando são quatro postulantes; Bolsonaro fica com 35,4%. O terceiro colocado nos cenários é Ciro Gomes (PDT), que varia entre 8,8% e 10,2%.

A pesquisa revela ainda que, em um eventual segundo turno, Lula ganharia de Bolsonaro com 52,5% dos votos, contra 35,9% do atual presidente – uma vantagem de 16,6 pontos. 11,6% não souberam responder.

Lula melhora imagem

Segundo os dados da pesquisa Atlas, Lula vem em uma crescente desde janeiro, em uma situação oposta a de Bolsonaro. Essa foi a primeira vez que o instituto mostra o ex-presidente com mais de 40% dos votos em primeiro turno.

Além disso, o instituto mostra uma expressiva melhora na imagem do ex-mandatário.

De julho para setembro, a imagem positiva subiu de 43% para 46% e a negativa despencou de 54% para 48%. Entre maio e dezembro de 2020, a imagem negativa de Lula passava dos 60%. Desde janeiro, os índices ficam cada vez mais favoráveis ao petista.

A imagem de Lula é a melhor desde que o instituto começou esta medição, em maio de 2019. (Revista Fórum)

Governadores do NE garantem que Estados defenderão legalidade e paz

O Fórum dos Governadores do Nordeste reunidos no Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira, dia 25, atenderam a proposta do governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), e divulgaram uma Carta à Nação defendendo a legalidade no país.

“Fiz agora a proposta e foi acolhida, por unanimidade, no Fórum de Governadores do Nordeste, reunido em Natal, uma Carta à Nação defendendo a legalidade e reiterando que as forças policiais estaduais não participarão de tumultos e golpes”, destacou Dino nas redes sociais.

Pesquisa XP-Ipespe confirma Lula com 40% e Bolsonaro 24%

Pesquisa XP-Ipespe divulgada nesta terça-feira, dia 17, confirma tendência de crescimento de Lula na disputa de 2022, para Presidência da República.

Na pesquisa realizada neste mês de agosto Lula aparece com 40% dos votos contra 24% de Jair Bolsonaro.

Na sequencia aparecem: Ciro Gomes (10%), Sérgio Moro (9%), Mandetta e Eduardo Leite (4%), João Doria (5%), Datena (5%) e Rodrigo Pacheco (1%).

A pesquisa XP-Ipespe mostra também queda da popularidade do governo Bolsonaro continua em queda. Em julho era 52% de “ruim e péssimo”, em agosto o percentual é de 54%.

Lula apresentou tendência de crescimento em todas as pesquisas realizadas até o momento, um total de cinco.

Foram entrevistadas 1000 pessoas em todo país entre os dias 11 a 14 de agosto. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.