Datafolha: Lula tem 50% e Bolsonaro 36% dos votos validos

Do G1

Pesquisa Datafolha divulgada no inicio da noite desta quinta-feira, dia 29, mostra Lula com 50% dos votos validos. O resultado das intenções de votos reforça a possibilidade de vitória do petista no 1º turno, no domingo, dia 2.

O levantamento foi realizado e 332 cidades entre os dias 27 e 29, onde foram ouvidas 6.800 eleitores. Encomendada pela Folha de SP e TV Globo e registrada com o número BR 09479/2022 no TSE.

O debate da TV Globo na noite de hoje, o último no 1º turno, é considerado decisivo para definir se a eleição termina no domingo ou não.

Ipec/Globo: Lula chega tem 52% dos votos e venceria no 1º turno

Pesquisa Ipec/Globo encomendada pela Globo, divulgada nesta segunda-feira, mostra o ex-presidente Lula (PT) com 48% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 31% na eleição para a Presidência da República em 2022.

Em relação aos votos válidos em que são excluídos os votos em branco e os nulos, o ex-presidente Lula lidera com 52%, contra 34%. Ciro: 6%; Tebet: 5%; Thronicke: 1%; e d’Avila: 1%.

Esse resultado garante a vitória de Lula no 1º turno das eleições.

A pesquisa ouviu 3.008 pessoas entre os dias 25 e 26 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob número BR-01640/2022.

Lula com 50% dos votos validos, vitória no 1º turno mais próximo

Da Folha de SP

Pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira, dia 22, mostra que Lula cresceu 2 pontos dos votos validos chegando a 50%, em relação a pesquisa anterior, ampliando as chances de vitória no 1º turno.

A força eleitoral de Lula continua destacadamente entre os pobres. Entre os que ganham até 2 salários mínimos, ele foi de 52% para 57% em comparação a pesquisa anterior.

Nesse seguimento Bolsonaro oscilou negativamente de 27% para 24%.

O Datafolha ouviu 6.754 nos dias 20, 21 e 22 de setembro em 343 cidades. Foi encomendada pela Folha de SP e TV Globo, e está registrado no TSE com número 04180/2022.

“Para bom entendedor, meia palavra basta”, FHC ‘declara voto’ em Lula

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, presidente de honra do PSDB, através de uma nota pública, divulgada nesta quinta-feira, dia 22, se posicionou sobre as eleições para Presidência da República.

“..Peço aos eleitores que votem no dia 2 de outubro em quem tem compromisso com o combate à pobreza e à desigualdade, defende direitos iguais para todos independentemente da raça, gênero e orientação sexual, se orgulha da diversidade cultural da nação brasileira..”, destaca FHC na nota.

Sem citar o nome de nenhum dos presidenciáveis, duas coisas ficam claras no posicionamento de FHC: a primeira, é a recomendação ao eleitor para não votar em Bolsonaro (PL); a segunda, é que as razões elencadas por FHC, mostram pautas defendidas por Lula (PT), o que leva a conclusão do apoio ao petista.

Nota pública | Voto Pró-Democracia nas Eleições:

“Como é do conhecimento público, tenho idade avançada e, embora não apresente nenhum problema grave de saúde, já não tenho mais energia para participar ativamente do debate político pré-eleitoral (…) Peço aos eleitores que votem no dia 2 de outubro em quem tem compromisso com o combate à pobreza e à desigualdade, defende direitos iguais para todos independentemente da raça, gênero e orientação sexual, se orgulha da diversidade cultural da nação brasileira, (…) valoriza a educação e a ciência e está empenhado na preservação de nosso patrimônio ambiental, no fortalecimento das instituições que asseguram nossas liberdades e no restabelecimento do papel histórico do Brasil no cenário internacional”. Fernando Henrique Cardoso.

Quaest: Lula no JN mobilizou mais internautas que Bolsonaro e Ciro

O impacto da entrevista de Lula (PT), no Jornal Nacional, na noite de quinta-feira, dia 26, foi analisado pela Quaest Pesquisa, o que revelou um impacto em 15 milhões de pessoas nas redes sociais.

As entrevistas de Jair Bolsonaro (PL) e Ciro Gomes mobilizaram respectivamente 9 milhões e 2 milhões de internautas.

Morre Jô Soares aos 84 anos em São Paulo

Do G1

O apresentador, ator, escritor, diretor e humorista Jô Soares morreu às 2h30 desta sexta-feira, dia 5, aos 84 anos. Considerado um dos maiores humoristas do Brasil, estava internado desde 28 de julho no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar de uma pneumonia.

A causa da morte não foi divulgada. O enterro e velório serão reservados à família e amigos, em data e local ainda não informados.

Trabalho Escravo: 337 pessoas resgatadas em 22 estados e o DF

A ‘0peração Resgate II: contra o trabalho análogo ao de escravidão’, divulgada nesta quinta-feira, dia 28, resgatou no Brasil 337 trabalhadores. É a maior ação conjunta de combate ao trabalho análogo ao escravo e tráfico de pessoas no país.

Começou no dia 4 de julho e segue em andamento. Quase 50 equipes de fiscalização estiveram diretamente envolvidas nas inspeções ocorridas em 22 estados e no Distrito Federal durante este mês.

Goiás e Minas Gerais foram os estados com mais pessoas resgatadas. O meio rural em geral foi a principal atividade econômica alvo da operação principalmente o cultivo de café e criação de bovinos para corte. Porém, no meio urbano, chama atenção os resgates em uma clínica de reabilitação de dependentes químicos e os casos de trabalho doméstico.

Pelo menos 149 dos resgatados na Operação Resgate II foram também vítimas de tráfico de pessoas. As fiscalizações ocorreram nas seguintes unidades da federação: AC, AL, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MS, MG, MT, PB, PE, PA, PI, PR, RJ, RO, RS, SC, TO, SP.

Operação Resgate II – é integrada pela Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) do Ministério do Trabalho e Previdência, Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública da União (DPU), Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) institui a data de 30 julho de 2013 o Dia Mundial do Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – com objetivo de “criar maior consciência da situação das vítimas do tráfico de seres humanos e promover e proteger seus direitos”.

No Brasil, o art. 149-A do Código Penal, inspirado no Protocolo de Palermo, define o crime de tráfico de pessoas, como o ato de agenciar, aliciar, recrutar, transportar, transferir, comprar, alojar ou acolher pessoa, mediante grave ameaça, violência, coação, fraude ou abuso, com a finalidade de: remover-lhe órgãos, tecidos ou partes do corpo; submetê-la a trabalho em condições análogas à de escravo; submetê-la a qualquer tipo de servidão; adoção ilegal ou exploração sexual.

XP-Ipespe: Lula com 44% lidera disputa presidencial

Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta segunda-feira, dia 25, confirma a liderança do ex-presidente Lula com 44% das intenções de votos. Jair Bolsonaro se mantem na segunda colocação com 35%.

A diferença que separa Lula de Bolsonaro são de 9 pontos.

Na simulação de 2º turno Lula venceria todos os demais candidatos.

O Ipespe entrevistou por telefone 2.000 eleitores, de 16 anos ou mais, entre os dias 20 de 22 de julho. O nível de confiança é de 95,5%, e o custo foi de R$ 84.000. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número BR-08220/2022.

Varíola do Macaco: OMS declara emergência internacional de saúde

Do Metrópoles

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom, decidiu, neste sábado, dia 25, que a varíola dos macacos é uma emergência de saúde pública de interesse internacional.

A decisão foi tomada após reunião do comitê de especialistas que analisa a situação do vírus ao redor do mundo, quinta-feira dia 21.

A OMS declara emergência internacional quando existe um “evento extraordinário” que traz risco à saúde pública de outros estados, por meio da disseminação internacional da doença. O status foi adotado em outros surtos ao longo da história, como a crise do H1N1, em 2009, e do zika vírus, em 2016.

Lula e Bolsonaro terão mais tempo de propaganda na TV e Rádio

Da Folha de SP

Com homologação das candidaturas, após as convenções que poderão ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto, o tempo dos candidatos na propaganda eleitoral no Rádio e TV serão definidos.

Para disputa presidencial as maiores fatias da propaganda ficarão com Lula e Bolsonaro. O tempo de cada candidato depende do peso de cada partido, coligação e número de concorrentes.

Lula que deverá contar com 7 partidos na sua coligação terá cerca de 3 minutos de cada bloco de 12 minutos e 30 segundos. Bolsonaro deverá ter 2 minutos e 50 segundos.