Ex-ministro do STF desqualifica Bolsonaro, ao declarar apoio a Lula

O ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, após declarar voto ao ex-presidente Lula, nesta terça-feira, dia 27, movimentou os meios políticos e a imprensa.

O posicionamento é considerado muito relevante por se tratar de um ex-ministro do STF, que apesar de indicado pelo então presidente Lula, foi o relator do caso Mensalão , durante o governo petista.

Joaquim Barbos, no vídeo divulgado nas redes sociais, não se limita a declarar voto em Lula para decidir a eleição no 1º turno, ele

“..Jair Bolsonaro não é um homem sério, não serve para governar um país como nosso, não está a altura, não tem dignidade para ocupar o cargo dessa relevância..”, disse Joaquim Barbosa.

Ipec/Globo: Lula chega tem 52% dos votos e venceria no 1º turno

Pesquisa Ipec/Globo encomendada pela Globo, divulgada nesta segunda-feira, mostra o ex-presidente Lula (PT) com 48% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 31% na eleição para a Presidência da República em 2022.

Em relação aos votos válidos em que são excluídos os votos em branco e os nulos, o ex-presidente Lula lidera com 52%, contra 34%. Ciro: 6%; Tebet: 5%; Thronicke: 1%; e d’Avila: 1%.

Esse resultado garante a vitória de Lula no 1º turno das eleições.

A pesquisa ouviu 3.008 pessoas entre os dias 25 e 26 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob número BR-01640/2022.

“Quem apostou que Lula não iria se posicionar, perdeu”, diz Capelli

O Secretário de Comunicação do Estado, Ricardo Capelli, na noite desta sexta-feira, dia 23, destacou em tom de provocação o vídeo do ex-presidente Lula (PT), ratificando quem são seus aliados e pedindo votos para eles na disputa eleitoral no Maranhão.

Capelli ao enaltecer o posicionamento de Lula em relação ao apoio a Carlos Brandão (PSB) e Flávio Dino (PSB), lembra que também nesta semana o presidente Jair Bolsonaro, sem citar nomes, disse que tem três candidatos ao governo do Maranhão.

“Bolsonaro tem 3 candidatos no Maranhão. Lula só tem 1. Quem apostou que Lula não iria se posicionar, perdeu”, provocou Capelli.

Lula com 50% dos votos validos, vitória no 1º turno mais próximo

Da Folha de SP

Pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira, dia 22, mostra que Lula cresceu 2 pontos dos votos validos chegando a 50%, em relação a pesquisa anterior, ampliando as chances de vitória no 1º turno.

A força eleitoral de Lula continua destacadamente entre os pobres. Entre os que ganham até 2 salários mínimos, ele foi de 52% para 57% em comparação a pesquisa anterior.

Nesse seguimento Bolsonaro oscilou negativamente de 27% para 24%.

O Datafolha ouviu 6.754 nos dias 20, 21 e 22 de setembro em 343 cidades. Foi encomendada pela Folha de SP e TV Globo, e está registrado no TSE com número 04180/2022.

“Para bom entendedor, meia palavra basta”, FHC ‘declara voto’ em Lula

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, presidente de honra do PSDB, através de uma nota pública, divulgada nesta quinta-feira, dia 22, se posicionou sobre as eleições para Presidência da República.

“..Peço aos eleitores que votem no dia 2 de outubro em quem tem compromisso com o combate à pobreza e à desigualdade, defende direitos iguais para todos independentemente da raça, gênero e orientação sexual, se orgulha da diversidade cultural da nação brasileira..”, destaca FHC na nota.

Sem citar o nome de nenhum dos presidenciáveis, duas coisas ficam claras no posicionamento de FHC: a primeira, é a recomendação ao eleitor para não votar em Bolsonaro (PL); a segunda, é que as razões elencadas por FHC, mostram pautas defendidas por Lula (PT), o que leva a conclusão do apoio ao petista.

Nota pública | Voto Pró-Democracia nas Eleições:

“Como é do conhecimento público, tenho idade avançada e, embora não apresente nenhum problema grave de saúde, já não tenho mais energia para participar ativamente do debate político pré-eleitoral (…) Peço aos eleitores que votem no dia 2 de outubro em quem tem compromisso com o combate à pobreza e à desigualdade, defende direitos iguais para todos independentemente da raça, gênero e orientação sexual, se orgulha da diversidade cultural da nação brasileira, (…) valoriza a educação e a ciência e está empenhado na preservação de nosso patrimônio ambiental, no fortalecimento das instituições que asseguram nossas liberdades e no restabelecimento do papel histórico do Brasil no cenário internacional”. Fernando Henrique Cardoso.

Genial/Quaest: ‘Onda do voto útil’ pode eleger Lula no 1º turno

Da Revista Fórum

Pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira, dia 21, mostra Lula com cerca de 48,9% dos votos válidos. Entre os eleitores que declaram votos em Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) e outros candidatos 26% dizem que mudariam seu voto para que Lula vença Bolsonaro (PL) no 1º turno.

Entre os eleitores de Ciro: 33% estariam dispostos a abandonar o pedetista para decidir a eleição já no primeiro turno em favor de Lula. Entre os de Simone Tebet, 24% dizem que podem optar pelo petista.

Entre os que declaram votos nos demais candidatos, 28% fariam o mesmo. Também entre os indecisos, 29% podem votar em Lula no primeiro turno.

Hoje foi divulgado nas redes sociais um vídeo campanha em apoio a Lula, onde vários artistas defendem o voto útil. No vídeo, os artistas “viram” o símbolo da arminha de Jair Bolsonaro (PL) com as mãos para o L de Lula.

Eleições 2022: Bolsonaro foi ‘mais do mesmo’ em discurso na ONU

Do UOL

O presidente Jair Bolsonaro (PL), nesta terça-feira, dia 20, um discurso completamente previsível ao transformar o púlpito da ONU (Organização das Nações Unidas), em palanque eleitoral.

Ele discursou por 20 minutos na abertura da Assembleia-Geral da ONU, em Nova York, após ser criticado por usar o funeral da rainha Elizabeth 2ª para fazer campanha. Por tradição, desde 1955, o Brasil é o primeiro país a discursar na abertura da Assembleia da ONU.

Lula e oito ex-presidenciáveis se reúnem em São Paulo

O ex-presidente Lula (PT) reuniu nesta segunda-feira, dia 19, oito ex-presidenciáveis em São Paulo. Participaram Guilherme Boulos (PSOL), Luciana Genro (PSOL), Cristovam Buarque (Cidadania), Marina, Geraldo Alckmin (PSB), Fernando Haddad (PT), Henrique Meirelles (União Brasil) e João Goulart Filho (PCdoB).

“Hoje é um dia alegre para mim. Esse encontro simboliza a vontade de todos em recuperar a democracia desse país. Vamos juntos pelo Brasil! #BrasilDaEsperança“, destacou Lula.

O movimento tem com um dos objetivos ampliar a frente de oposição a Bolsonaro para tentar decidir a eleição no 1º turno.

Eleições 2022: violência política pode afastar 9% dos eleitores das urnas

A última pesquisa Datafolha revelou que 9% dos eleitores poderão não votar no dia 2 de outubro. O motivo é o medo da violência política. De acordo com o levantamento, cerca de 40% dos eleitores ouvidos disseram acreditar que poderá ocorrer atos de violência por causa da eleição.

Entre os que acham ou temem que aconteçam violência política na s eleições estão: mulheres (45%) e homens (35%); eleitores de Lula (50%) e Bolsonaro (26%).

Já ocorreram duas mortes no período eleitoral de militantes políticos envolvendo apoiadores de Bolsonaro e Lula. Além de inúmeros episódios que poderiam ter levado e desfechos mais trágicos, inclusive ameaças a pesquisadores sondagem eleitoral.

Produtora reage a ‘intolerância’ e confirma show de João Gomes em ITZ

Do G1

A Imperial Produções, responsável pelo show de João Gomes em Imperatriz, classificou o pronunciamento do SinRural como ‘intolerância’ e afirma que a atitude só prejudica a cidade.

Em nota, disse ainda que o show não será cancelado e que poderá acontecer em outro local da cidade, ou em municípios vizinhos.

“A intolerância dos diretores do sinrural em relação ao show do João Gomes que aconteceria no Parque de Exposições deixa claro o porque de Imperatriz ainda não ter a relevância que merece no cenário nacional. A movimentação econômica que vai acontecer aqui na região é gigantesca. O comércio movimentará milhões. Todos são afetados: a manicure, o salão de beleza, o motorista de aplicativo, a rede hoteleira, os restaurantes, os vendedores ambulantes e toda cadeia alimentar que leva o sustento para dentro de sua casa através das oportunidades geradas em um festival como esse”, diz a nota.