“..uso da ABIN para interesses pessoais é sujeito a impeachment..”, diz Dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse neste sábado, dia 12, se caso a ABIN tenha sido usada mesmo para atender interesses pessoais do presidente Jair Bolsonaro e seu filho o senador Flávio Bolsonaro, como divulgado pela imprensa nesta semana, fica caracterizado crimes de responsabilidade, comum e improbidade administrativa.

“Caso confirmado, o uso da ABIN para interesses exclusivamente pessoais de Bolsonaro não é apenas crime de responsabilidade, sujeito a impeachment. É também crime comum e ato de improbidade administrativa”, Flávio Dino no twitter.

A PGR (Procuradoria Geral da República) determinou investigação preliminar sobre a atuação da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), em relação a defesa do senador Flávio Bolsonaro, no caso da ‘rachadinhas’.

A ABIN teria preparado dois relatórios com orientações sobre como obter documentos para embasar um pedido de anulação do caso na Justiça, isto a partir de supostamente acesso ilegal junto a Receita Federal.

Ibope/TV Mirante em São Luís: 44% reprovam Bolsonaro e 46% aprovam Dino

Pesquisa Ibope/TV Mirante divulgada na última segunda-feira (21), em São Luís, também perguntou sobre avaliação dos governos Bolsonaro e Flávio Dino.

44% dos entrevistados disseram que a gestão Bolsonaro é ruim ou péssima, 29% consideram regular e 26% boa ou ótima.

Quanto a avaliação do governador Flávio Dino em São Luís, os números são positivos.

46% avaliaram sua gestão como boa ou ótima. Para 36% é regular e 16% ruim ou péssima.