Bolsonaro visitará apenas São Luís e Imperatriz no Maranhão

O presidente Bolsonaro vem ao Maranhão apenas no dia 29, onde visitará apenas Imperatriz e São Luís.

A primeira informação era que ele visitaria também Açailândia e São Pedro dos Crentes, como havia informado o senador Roberto Rocha.

O objetivo é fortalecer campanhas alinhadas com o bolsonarismo em São Luís e Imperatriz., os dois maiores colégios eleitorais do estado.

Nesta semana, Bolsonaro cancelou agenda em Balsas, alegando, falta de apoio da PM do Maranhão. Prontamente desmentido pelo governador Flávio Dino e o secretário Jefferson Portela (Segurança).

(Com informação do Marrapá)

Concedido Direito de Resposta ao MA sobre ‘viagem de Bolsonaro a Balsas’

O programa ‘Os Pingos nos Is’ da Rádio Jovem Pan, concedeu Direito de Resposta ao governo do Maranhão, nesta quinta-feira, dia 22, sobre viagem do presidente Bolsonaro ao Maranhão.

Ontem, quarta-feira, dia 21, quando estava encerrando uma entrevista na emissora, o presidente Jair Bolsonaro, disse que havia cancelado uma viagem à cidade de Balsas no Maranhão, porque o governo do estado não cedeu a polícia militar para fazer sua segurança.

Nomeação de Kassio Nunes Marques no STF é publicada no Diário Oficial da União

A nomeação do desembargador Kassio Nunes Marques como ministro do Supremo Tribunal Federal foi publicada há pouco em edição extra do Diário Oficial da União.

Marques foi aprovado pelo Senado nesta quarta-feira (22/10) com 57 votos favoráveis e dez contrários.

O piauiense de 48 anos ocupará a cadeira do ministro Celso de Mello, recém-aposentado. É o primeiro indicado por Jair Bolsonaro para a Corte. (Conjur)

Dino e Eliziane criticam Bolsonaro por desautorizar compra da vacina Chinesa Chinovac

O presidente Jair Bolsonaro incomodado com o lucro político do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), pré-candidato a presidente em 2022, desautorizou nesta quarta-feira, dia 21, o ministério da Saúde, comprar a vacina chinesa Chinovac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.

A decisão de Bolsonaro ocorre um dia após o ministro Pazuello, anunciar a compra de 46 milhões de doses da vacina junto ao governo de São Paulo.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que ontem participou da reunião dos governadores com o ministério da Saúde, para tratar das vacinas, reagiu à decisão do presidente Bolsonaro, dizendo que ele só pensa em “palanque e guerra”. Ele também defendeu que os governadores procurem o Congresso Nacional e a Justiça, para garantir o aceso da população à vacina.

“Bolsonaro agora quer fazer a “guerra das vacinas”. Só pensa em palanque e guerra. Será que ele não quer jogar War ou videogame com Trump ? Enquanto jogasse, ele não atrapalharia os que querem tratar com seriedade os problemas da população(..) Não queremos uma nova guerra na Federação. Mas, com certeza os governadores irão ao Congresso Nacional e ao Poder Judiciário para garantir o acesso da população a todas as vacinas que forem eficazes e seguras. Saúde é um bem maior do que disputas ideológicas ou eleitorais”, destacou Dino no twitter.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), também lamentou a decisão do governo Bolsonara. Para ela, é ‘estupidez’ e ‘irresponsabilidade’ desprezar e politizar uma vacina eficaz só por causa do país que produz.

“A decisão de desautorizar o Ministério da Saúde a comprar a vacina chinesa contra o Coronavírus beira a estupidez. Desprezar uma vacina eficaz apenas em razão do país q/ a produz é menosprezar a vida. Queremos a cura da doença. Politizar saúde pública é irresponsabilidade”, disse Eliziane.

O presidente Bolsonaro não esconde de ninguém sua prioridade com as eleições 2022. Ele é o próprio ‘pragmatismo político’ em nome da permanência no poder’.

“.. juiz da Suprema Corte não pode ser objeto de negociações políticas..”, diz grupo Muda Senado

O grupo de senadores que integram o  Muda Senado emitiram nota contra à indicação do desembargador Kássio Nunes Marques para o Supremo Tribunal Federal.

Marques foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a vaga do ministro Celso de Mello, que se aposentou na semana passada.

NOTA PÚBLICA DO GRUPO MUDA, SENADO

Recentemente o Presidente da República indicou para tomar assento como Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) o desembargador federal Kassio Nunes Marques. Nós Senadores da República, abaixo assinados, queremos registrar publicamente nossos votos contrários a essa indicação. A escolha de um juiz da Suprema Corte de um país não pode ser objeto de negociações políticas. Um magistrado deve apenas seguir sua consciência e a Constituição Federal. Defendemos o início do cumprimento de pena após decisão judicial em segunda instância, o fim do foro privilegiado, a independência dos poderes, o combate intransigente à corrupção e o respeito absoluto à Constituição Federal. Queremos manifestar também nossa posição contrária à reeleição dos presidentes do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, vedação que é absolutamente clara na Constituição Federal, no seu artigo 57, parágrafo quarto. Respeitando as posições divergentes, queremos registrar nosso posicionamento de forma clara e transparente.

Atenciosamente,

Alessandro Vieira (Cidadania-SE)

Styvenson Valentim (Podemos-RN)

Lasier Martins (Podemos-RS)

Jorge Kajuru (Cidadania-GO)

Reguffe (Podemos-CE)

Eduardo Girão (Podemos-CE)

(Com informação do Congresso em Foco)

Relatório da PF alega constrangimento e não divulga vídeo de dinheiro na cueca

O ministro Roberto Barroso (STF), com base no relatório da PF, divulgou detalhes como os mais de R$ 30 mil, em dinheiro vivo, encontrados dentro da cueca do senador Chico Rodrigues (DEM-RR).

Durante a ação realizada na residência do senador em Boa Vista, a PF alega ter filmado o momento em que cédulas foram encontradas na cueca do parlamentar.

“Esta equipe policial possui um vídeo da segunda busca pessoal efetuada, contudo, nesse caso, considerando a forma como os valores foram escondidos pelo senador Chico Rodrigues bem no interior de suas vestes íntimas, deixo de reproduzir tais imagens neste relatório para não gerar maiores constrangimentos”, diz o Relatório da PF.

Segundo o relatório da PF, o delegado questionado se o senador escondia algo em suas vestes, ele respondeu “bastante assustado” que não havia nada. Mas, a PF ao fazer a revista no parlamentar encontrou no interior de sua cueca, próximo às nádegas, a quantia de R$ 15.000,00.

“Ao fazer a busca pessoal no senador Chico Rodrigues, num primeiro momento, foi encontrado no interior de sua cueca, próximo às suas nádegas, maços de dinheiro que totalizaram a quantia de R$ 15.000,00”, desta outro trecho do Relatório da PF.

Mais informações aqui no Uol

“..acabar com a corrupção seria como auto-extermínio..”, Dino sobre Bolsonaro

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), comentou nas redes sociais a operação da PF de ontem, terça-feira, dia 14, onde um dos alvos foi o vice-líder do governo Bolsonaro no Senado.

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), foi flagrado com ‘dinheiro nas nádegas’, como informou a revista Crusoé.

Para Dino, o episódio envolvendo a suspeita contra o senador, em desvios de recursos destinado ao combate ao coronavirus, mostra a corrupção nos ‘círculos íntimos’ do governo Bolsonaro.

“.. a corrupção está, sempre bem perto dele.., Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de auto-extermínio..”, .

Novo Código de Trânsito Brasileiro está publicado no Diário Oficial da União

Sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, com vetos, o novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), está publicado no Diário Oficial da União desta quarta, dia 14.

A Lei 14.071/2020 altera o código vigente desde 1997.

Com a mudança foi ampliado de cinco para dez anos a validade da CNH, elimina a retenção de carteira de motorista como penalidade por dirigir com velocidade 50% superior à permitida na via e dobra a pontuação para suspender a habilitação, dos atuais 20 pontos para até 40 pontos para quem não tiver cometido infração gravíssima. Aqui a Lei 14.071/2020

Informações Congresso em Foco

Para Flávio Dino interesses ‘eleitoreiros’ de Bolsonaro estão acima aos do país

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), reagiu nesta quarta-feira, dia 7, a estratégia do governo Bolsonaro em adiar para depois das eleições municipais, medidas importantes para o país, principalmente na área econômica.

“Inacreditável que, por razões puramente eleitoreiras, o governo federal esteja adiando todas as definições econômicas para depois de 15 de novembro. E ainda haverá 2º turno. Desemprego, câmbio, inflação de alimentos, tudo vai ser solucionado em poucas semanas antes do Natal ?”, lamentou Flávio Dino.

Segundo matéria publicada no jornal O Estado do SP, o presidente está “fazendo política”, o objetivo é ficar “quietinho” e deixar medidas impopulares e duras, como financiamento do Renda Cidadã, para depois das eleições municipais. A negociação agora pode atrapalhar a estratégia do presidente e seus aliados de “varrer o PT” do Nordeste. 

Bolsonaro confirma Kassio Marques para vaga de Celso de Mello no STF

O presidente Bolsonaro confirmou na live desta quinta-feira (1º) a escolha do desembargador Kassio Marques do TRF-1, para a vaga do ministro Celso de Mello, que deixa o Supremo Tribunal Federal no próximo dia 13.

“.. temos uma vaga para o ano que vem, essa segunda vaga vai ser para um evangélico..”, disse Bolsonaro.

A principal característica de Marques é a discrição. Seus pares consideram que ele tem densidade técnica e tem mostrado coragem em decisões firmes, que se destacam pela fundamentação jurídica sólida.

Também há avaliação de que a indicação dele reflete cansaço com a valorização excessiva do academicismo. O número de diplomas não tem sido um bom termômetro para a escolha de julgadores. (Conjur)