No STF Bolsonaro é chamado de ‘moleque’ e TSE deve reagir aos ataques

Da Folha de SP

As reações no STF e TSE em relação a live do presidente Jair Bolsonaro na noite de ontem, quinta-feira, dia 29, onde o Sistema Eleitoral foi atacado duramente sem provas, não poderia ser pior.

No STF um dos magistrados chegou a classificar o presidente Bolsonaro de ‘moleque’.

Um dos integrantes do TSE destacou a importância das respostas institucionais e de comunicação contra os ataques, mas que não foram suficientes para barrar Bolsonaro.

“..blefe para plateia cada vez menor..”, Eliziane sobre ‘live bomba’ de Bolsonaro

A senadora Eliziane (Cidadania-MA), lamentou na noite desta quinta-feira, dia 29, o esforço desesperado do presidente Bolsonaro em desqualificar ‘sem provas’ o sistema eleitoral brasileiro.

Segundo a senadora, o presidente ‘se transformou em alguém sem nenhuma credibilidade’.

“Em uma live c/ videos requentados e teorias delirantes, o presidente ñ provou absolutamente nada contra as urnas eletrônicas. Mais um blefe p/uma plateia cada vez menor e mais radical. É o remake da cloroquina. O presidente se transformou em alguém sem nenhuma credibilidade”, cravou Eliziane Gama.

O presidente convocou a população e imprensa, desde que não fizessem perguntas, para acompanharem hoje sua ‘live bomba’ quando provaria ‘fralde’ nas Eleições realizadas através das urnas eletrônicas, mas o que aconteceu foi o mais do mesmo.

Lula venceria fácil Bolsonaro; Flávio Dino é aprovado por 74,4% no MA

Pesquisa Econométrica contratada e divulgada pelo Programa Ponto e Virgula, nesta quinta-feira, dia 29, revelou novos números sobre a corrida eleitoral ao governo do Maranhão e presidência da República.

Para a presidência, Lula venceria Bolsonaro com folga. O petista aparece com 59,5%; Bolsonaro tem 23,4%; Ciro Gomes 6,5%; Sérgio Moro 1,3%; João Dória 1,2% e Mandetta com 0,7%. Nenhum/Brando/Nulo são 3,6%; não sabe/não respondeu’ 3,9%.

A aprovação do governador Flávio Dino e sua atuação no enfrentamento à pandemia também foi medido: aprovam 74,4%; reprovam 24,3%. Não sabe 1,3%.

Para o governo do Maranhão, a ex-governadora Roseana Sarney lidera nos cenários Espontâneo e Estimulado.

A Ecometria também mediu o nível de rejeição dos pré-candidatos, a ex-governador Roseana Sarney também lidera com 48,2%.

A pesquisa ouviu 1.616 pessoas, entre 22 e 25 de julho, com margem de erro de 2,4 pontos percentuais, para mais ou para menos, e nível de confiabilidade de 95%.

Dino diz que culpa do preço do gás e combustíveis é do governo federal

Do Brasil Atual

O presidente Jair Bolsonaro voltou culpar os governadores pela alta de preços dos gás e combustíveis.

Segundo ele, os tributos estaduais são os responsáveis e os governadores deveriam, nas suas palavras, colaborar para o fim desses impostos.

Ao repórter Jô Miyagui, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), contestou Bolsonaro.

“..Este tema deve ser resolvido pelo Congresso Nacional no âmbito da reforma tributária. Eu particularmente sou a favor do fim do ICMS, eu acho que ele deve ser extinto no Brasil. Mas nenhum governador pode fazer isso sozinho (..) Ele deveria saber que existe uma Constituição, existe o Código Tributário Nacional, existe a Lei de Responsabilidade Fiscal, que os governadores têm que cumprir. Você não pode fazer renúncia de receita sem a previsão da compensação. Existe o Confaz, o Conselho Nacional de Política Fazendária, que é do Ministério da Economia (..) Ou finge não saber e quer se esconder das suas próprias responsabilidades. Basta você comparar: o ICMS sempre existiu. E por que recentemente houve essa disparada no preço dos derivados de petróleo? Por conta de uma política equivocada, criminosa, de equiparação de preços ao mercado internacional em dólar..”, disse Flávio Dino.

Rayssa pede para não haver recepção em Imperatriz por causa da Covid-19

Raissa Leal, 13 anos, medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio, deu um grande exemplo de cidadania e compromisso público, antes de desembarcar na cidade de Imperatriz nesta quarta-feira, dia 28, onde estava preparado uma grande recepção para ela.

“Vice é igual a cunhado, tem que aturar”, Bolsonaro sobre Mourão

O presidente Jair Bolsonaro durante entrevista à Rádio Arapuan FM, nesta segunda-feira, dia 26, voltou mostrar toda sua insatisfação com seu vice-presidente Hamilton Mourão.

“..Ele tem uma independência muito grande. Por vezes, aí, atrapalha um pouco a gente. Mas o vice é igual cunhado: você casa e tem que aturar o cunhado do teu lado. Você não pode mandar o cunhado embora..”, disse Bolsonaro.

PEC que proíbe militares no governo ganha folego na Câmara Federal

O deputado Arthur Lira (PP), presidente da Câmara Federal, deu inicio na sexta-feira, dia 23, à tramitação da PEC, que impede militares ocupem cargos políticos no governo.

“A presidente da CCJ, escolherá o relator ou relatora. Ela tem prazo de cinco sessões da comissão para votar a admissibilidade da PEC dos militares”, disse a deputada Perpétua Almeida, autora da proposta.

O encaminhamento do deputado Arthur Lira, durante o recesso parlamentar, acontece em meio a mais recente crise envolvendo supostas ameaças do general Braga Neto (Ministro da Defesa), em relação às Eleições 2022.

Agora a CCJ terá realizar cerca de cinco reuniões para examinar o texto. Depois da admissibilidade analisada, a PEC vai para uma comissão especial, onde terá o seu mérito avaliado.

A PC da deputada Perpétua cria duas exigências para o militar da ativa: se afastar da atividade caso tenha menos de dez anos de serviço, ou passar automaticamente para a inatividade se tiver mais de dez anos de serviço. (Congresso em Foco)

Bolsonaro e Centrão estão com ‘casamento’ marcado, mas ‘lua de mel pode melar’

Do Gustavo Uribe, da CNN

Sem agenda oficial definida no Nordeste, porém com previsão de inicio para o final deste mês de julho, o ex-presidente Lula (PT) deverá se reunir com lideranças do Centrão na região.

Os encontros deverão ocorre mesmo depois do presidente Bolsonaro abrir seu coração e o governo para o PP e declarar ‘amor eterno’ ao bloco político no Congresso.

“..Não vai ser um casamento pela internet. Eu conheço o Ciro. Integrei, mais da metade do meu tempo de parlamentar, o PP..”, disse Bolsonaro.

Na Bahia, Lula deve se encontrar com o vice-governador, João Leão (PP), há possibilidade da participação de integrantes da bancada estadual e federal.

Já em Pernambuco, o encontro deverá reunir deputados estaduais e federais. Havia inicialmente a possibilidade de viabilizar um encontro de Lula e Ciro Nogueira no Piauí, mas com o convite de Bolsonaro ao presidente do PP para ocupar a Casa Civil, a costura foi abandonada.

Dino classifica ‘ameaça a Eleição’ de gravíssima; Braga Netto e Arthur Lira negam

O governador do Maranhão Flávio Dino (PSB), na manhã desta quinta-feira, dia 22, cobrou posicionamento imediato do Ministério da Defesa, em relação a publicação do Jornal O Estado de S. Paulo, sobre a suposta ameaça atribuída ao general Braga Neto (ministro Chefe da Defesa) do governo Bolsonaro, às eleições 2022.

Braga Netto teria mandado avisar o deputado Arthur Lira (PP), presidente da Câmara Federal, no dia 8 de julho e pediu para comunicar a quem interessasse que não haveria eleições em 2022 sem voto impresso, no momento da fala ele estaria junto com os chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

As Forças Armadas são instituições de estado e devem proteger a Democracia. Então nunca é demais lembrar:

Constituição Federal, art. 5º, XLIV – constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático;

Lei de Segurança Nacional, Art. 17 – Tentar mudar, com emprego de violência ou grave ameaça, a ordem, o regime vigente ou o Estado de Direito. Pena: reclusão, de 3 a 15 anos. (…)

Art. 18 – Tentar impedir, com emprego de violência ou grave ameaça, o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos Estados. Pena: reclusão, de 2 a 6 anos. Escolham aí o tipo penal.

O ministro do STF, Roberto Barros, presidente do TSE, em postagem nas redes sociais disse que Braga Netto e Arthur Lira negaram o teor da matéria do Jornal o Estado de SP.

O deputado Arthur Lira também se manifestou nas redes sociais sobre a polêmica, porém seu posicionamento foi pouco esclarecedor.

O general Braga Netto (Chefe da Defesa), também se posicionou durante evento hoje em Brasilia, onde leu uma nota que disse que será publicada no site do Ministério da Defesa.

“Hoje foi publicada uma reportagem na imprensa que atribui a mim mensagens tentando criar uma narrativa sobre ameaça feitas por interlocutores a presidente de outro poder. O Ministro da Defesa não se comunica com os presidentes dos poderes por meio de interlocutores. Trata-se de mais uma desinformação que gera instabilidade entre os poderes da República em um momento que exige a união nacional”, destacou Braga Netto.

Continua em alta rejeição de Jair Bolsonaro e seu governo

Do Poder360

Segundo pesquisa pesquisa PoderData divulgada nesta quarta-feira, dia 21, o presidente Bolsonaro e a sua gestão continuam com rejeição em alta.

Porém, as taxas se mantiveram estáveis em relação às do levantamento anterior, feito 15 dias antes, com variações dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais.

56% avaliam Bolsonaro como ruim ou péssimo; 26%, o desempenho de Bolsonaro é bom ou ótimo; 15% o avaliam como regular.