Datafolha: 55% não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Segundo a pesquisa DataFolha, o presidente Bolsonaro, que ocupa a segunda colocação na corrida eleitoral para presidência da república, mantém a liderança em rejeição com 55%.

Esse percentual aumenta também as chances da vitória de Lula num eventual 2º turno, e torna quase impossível a reeleição do presidente.

Datafolha: Lula venceria no 1º turno, com 53% dos votos validos

Da Folha de SP

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, dia 23, mostra Lula (PT) com 53% votos validos, Jair Bolsonaro (PL) tem 32%. Esse resultado garantiria vitória do petista no 1º turno.

No 2º turno vence todos os demais candidatos. Quanto a rejeição a liderança é de Bolsonaro:

Jair Bolsonaro (PL), 55%; Lula (PT), 35%; Ciro Gomes (PDT), 24%; General Santos Cruz (PODEMOS), 18%; Luciano Bivar (UNIÃO BRASIL):16%; Vera Lúcia (PSTU):16%; Eymael (DEMOCRACIA CRISTÃ):16%; Sofia Manzano (PCB):15%; Pablo Marçal (PROS):15%; Felipe d’Avila (NOVO), 5%; Leonardo Péricles (UP),14%; Simone Tebet (MDB),14%; André Janones (AVANTE),14%; Votaria em qualquer um/ não rejeita nenhum, 2%; Rejeita todos/ não votaria em nenhum,1%; Não sabe, 2%.

Pesquisa ouviu 2.556 pessoas com 16 anos ou mais em 181 municípios nos dias 22 e 23 de junho. A margem de erro máxima é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

DataFolha: Lula com 54% dos votos venceria no 1º turno

Pesquisa DataFolha divulgada no inicio da noite desta quinta-feira, dia 26, mostra Lula (PT) com 54% e Bolsonaro (PL) com 30%, dos votos válidos.

Na totalidade dos votos o petista tem 48%, contra 27% de Bolsonaro, uma vantagem de 21%. A pesquisa confirma a possibilidade de vitória de Lula no 1º turno.

A pesquisa ouviu 2.556 eleitores acima de 16 anos em todos os estados brasileiros e o Distrito Federal, nos dias 25 e 26 desta semana. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

81% dos brasileiros são a favor do ‘Passaporte da Vacina’ contra Covid

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, não está só na defesa da exigência do ‘Passaporte Vacinal’ contra a Covid-19.

Pesquisa Datafolha mostra que 81% dos brasileiros apoiam ‘passaporte da vacina’, o que ratifica a importância do Projeto Lei de autoria de Othelino, que prevê a obrigatoriedade de apresentação do comprovante de imunização para o acesso em estabelecimentos e eventos em geral em todo Maranhão. 

Segundo o DataFolha, 81% dos entrevistados são a favor da exigência do “passaporte de vacina”; 18% são contra; e 1% não soube responder.

O Projeto de Lei Lei 001/2022 do deputado Othelino Neto, que trata sobre a obrigatoriedade do Passaporte Vacinal, tem como objetivo proteger não só a população, mas, também, a atividade econômica.

Lula é o melhor e Bolsonaro pior presidente da história

O Datafolha perguntou aos brasileiros qual o melhor presidente que o Brasil já teve, o ex-presidente Lula (PT), foi o escolhido por 51% das pessoas consultadas. Para 48% dos entrevistados, o presidente Jair Bolsonaro é o

Datafolha também mostra vitória de Lula no 1º turno

Pesquisa Datafolha, sobre a corrida eleitoral para presidência da república em 2022, divulgada nesta quinta-feira, dia 16, também mostra longa vantagem de Lula (PT) em relação as demais pré-candidatos, e que venceria no 1º turno.

No cenário A: Lula tem 48%; Bolsonaro 22%; Moro 9%; Ciro 7%; João Dória 4%; branco/nulo/ninguém 8% e não sabe 2%.

No cenário B: Lula tem 47; Bolsonaro 21%; Moro 9%; Ciro 7%: Doria 4% oscilando para 3%; Simone Tebet e Rodrigo Pacheco 1%.

A pesquisa foi realizada entre 13 e 16 de dezembro e ouviu 3.666 pessoas com mais de 16 anos em 191 cidades brasileiras. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos.

Eleições 2022: Bolsonaro tem maior rejeição desde a redemocratização

Da Folha de SP

A rejeição de Jair Bolsonaro é a maior já registrada, nas últimas oito eleições para Presidente da República, desde a redemocratização.

Em 2018 sua rejeição de 44% já era considerada muito alta, mas mesmo assim conseguiu ser eleito. O seu opositor no 2° das eleições, Fernando Haddad (PT) tinha 41%.

“..popularidade de Bolsonaro não é sustentável..”, diz Flávio Dino

 

dino_bozo

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), alertou o campo progressista, nesta sexta-feira (14), para não desanimar com a pesquisa DataFolha que revela crescimento da popularidade de Bolsonaro.

Para Flávio Dino, o crescimento significativo do governo e de Bolsonaro, a melhor desde o início, não é sustentável. De acordo com ele, os problemas familiares e no próprio governo deverão reverter esse cenário.

Flávio Dino também aconselhou o campo progressista a continuar apresentando alternativas para os problemas do país de maneira “clara, viável e conectadas com as necessidades da população”.

Pesquisa Datafolha: Lula e Moro têm mais credibilidade que Bolsonaro

 

lula_e_moro
Foto: Reprodução

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (5) aponta que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o ex-presidente Lula são os políticos em quem os brasileiros mais confiam. Segundo o levantamento, ambos têm mais credibilidade que o presidente Jair Bolsonaro.

Os pesquisadores pediram para que os entrevistados dissessem qual o nível de confiança que eles têm em 12 diferentes figuras políticas com uma escala de 1 a 10, sendo aqueles que atingem até 5 pontos considerados de baixa confiança, de 6 a 8 de média confiança e, de 9 a 10, de alta confiança.

Moro e Lula lideram entre aqueles que têm a maior credibilidade: 33% e 30% de alta confiança, respectivamente – um empate dentro da margem de erro. O ex-juiz federal lidera a lista, no entanto, por ter um nível de desconfiança menor que o do ex-presidente. 23% consideram que têm confiança média no ministro e 42% apontaram baixa confiança. Já no caso do petista, a confiança média ficou em 16% e a baixa confiança atingiu 53%.

O ex-juiz federal e o ex-presidente também são aqueles que mais aumentaram sua credibilidade entre os brasileiros nos últimos anos. A confiança em Lula, que estava em queda, voltou a subir: foi de 20% de alta confiabilidade em fevereiro de 2016 para 30% agora. Já a de Moro foi de 14% para 33%. (Revista Fórum)

Pesquisa completa aqui.

Para evitar confusão 51% deixaram de falar em política no WhatsApp

 

whatsApp

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (24), pelo jornal  Folha de S. Paulo mostra que mais da metade da população brasileira (51%) desistiu de comentar sobre política só no WhatsApp. A motivação foi para evitar brigas e confusões principalmente com parentes e amigos.datafolha2-677x1024

O estudo também demonstra que 59% dos entrevistado acreditam que as redes sociais divulgam mais fake news assim desinformando, mas 77% acha que as redes dão voz aos ‘anônimos’ na sociedade.

O número de pessoas que seguem o presidente Jair Bolsonaro de acordo com a pesquisa é de 18%. Sobe para 27% em simpatizantes do PSL e 31% nos que ganham mais de 10 salários mínimos.

54% acreditam que as redes sociais são importantes para a classe política saiba o que a sociedade está discutindo, e 48% acham importantes canais de criação de movimentos sociais e políticos.

A pesquisa ouviu 2.948 pessoas nos últimos dias 5 e 6, em 176 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. As respostas da pesquisa se referem a comportamentos adotados de dezembro de 2018 a dezembro de 2019.