Eleição 2022: Bolsonaro na frente com 38%; Flávio Dino aparece com 3%

 

49968327352_247b1a99a9_c-660x372
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro continua liderando a corrida eleitoral para a presidência em 2022. Em levantamento divulgado nesta quinta-feira (6), realizado pelo site Poder 360, Bolsonaro aparece ainda com ampla vantagem em relação a Fernando Haddad (PT),  segundo colocado.

Bolsonaro tem 38% seguido por Haddad com 14%, em seguida, na terceira posição está Sérgio Moro com 10%, o quarto é Ciro Gomes (PDT), com 6%.

Os outros que pontuam na sequência da pesquisa são: Luiz Henrique Mandetta com 5%; o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), com 4%; e governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), com 3%.

Brancos e nulos somam 12%, enquanto 8% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

EexL7IiWsAAKJE4

Poder

poder 3

 

Projeto de Lei poderá impedir candidatura de Sérgio Moro à Presidência

 

Sérgio Moro
Sérgio Moro, ex-juiz da Lava Jato e ministro de Bolsonaro/ Foto: Jorge William / Agência O Globo)

Sérgio Moro, ex-juiz da Lava Jato e ministro de Bolsonaro, e agora pré-candidato à Presidência, em 2022, está no centro de dois projetos de Lei na Camara Federal, que estabelece quarentena para ex-magistrados e membros do MP possam se candidarem a cargos eletivos.

Um garante a não-retroatividade, mas outro deixa a questão em aberto

Os deputados federais Fábio Trad (PSD-MS) e Beto Pereira (PSDB-MS), ambos autores de projetos de lei que propõem quarentena política a magistrados e membros do Ministério Público, divergem sobre possibilidade de a proposta atingir o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, possível candidato à Presidência da República, em 2022.

Enquanto Trad é enfático ao dizer que seu texto não retroage — ou seja, não alcança quem já deixou a magistratura, como é o caso do ex-juiz da Lava-Jato em Curitiba —, Beto afirma que, no âmbito do seu PL, a questão fica em aberto e deverá ser discutida pelos parlamentares.

A divergência mostra que matéria suscitará amplo debate.

Nesta seman a quarentena ficou evidênciado após o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, defender a exigência de um período de oito anos de inelegibilidade para ex-juízes que se candidatem a cargo eletivo público — atualmente o prazo é de seis meses.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a proposta e disse que o assunto deve avançar nos próximos meses na Casa. (Correio Braziliense)

“O PSB está de portas abertas. Depende dele”, Siqueira sobre convite a Flávio Dino

 

flaviodinosiqueira
Governador do Maranhão, Flávio Dino, e o presidente Nacional do PSB, Siqueira Campos: “PSB está de portas abertas para Flàvio Dino”

Carlos Siqueira, presidente Nacional do PSB, convidou Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, para se filiar no partido. Ele negou que o convite tenha relação com a disputa 2022, mas é fato que Flávio Dino tá jogo da sucessão presidencial.

O PSB tem maior fundo eleitoral e tempo de televisão que o PCdoB

“..essa conversa já aconteceu há algum tempo, mas não se discutiu candidatura. Ele nunca falou isso comigo. É um grande quadro. O PSB está de portas abertas. Vamos ver. Depende dele..”, disse Siqueira.

Flávio Dino defende discurso unificado contra Bolsonaro em 2022

 

maxresdefault

O governador, Flávio Dino, um dos principais opositores e críticos do governo Bolsonaro, é também um dos nomes mais fortes da oposição para 2022.

Em entrevista ao Correio Brasilênse, disse que a oposição precisa abdicar divisões do passado e adotar um discurso de soluções para os graves problemas do país.

“Precisamos ter uma mensagem unificada, agora, para facilitar a busca de um discurso único para 2022. Porque, se não criarmos um clima positivo no atual momento, chegaremos nas eleições com um nível tal de animosidade, de mágoa, que prejudicará o diálogo”, indicou o governador maranhense”, disse Dino.

Leia mais aqui

O midiático Sérgio Moro vira colunista do jornal O Globo, e Bolsonaro debocha

 

1567119990616
Sérgio Moro e Jair Bolsonaro/Foto: Reprodução

Sérgio Moro, ex-juiz da Lava-Jato  e minstro da Justiça de Bolsonaro, agora é colunista do Jornal O Globo. Mídiático encontrou uma maneira de permancer em evidência após rompimento com o governo Bolsonaro.

Moro sabe que para  se manter potencial candidato à presidencia da república precisa está ativo no debade político. Para isso, já se posiconou estratégicamente. Segundo ele, contra o ‘populismo’ (de esquerda ou de direita). Para quem não tinha ambições e interesse político e de poder adotou uma estrtégia interessante.

Na sua conta no twitter Sérgio Moro está sendo atacado por bolsonaristas e esquerdistas. Para os de esquerda ele usou a função de juiz da Lava Jato para tirar Lula da disputa presidencial em 2018 e eleger Bolsonaro. Já os bolsonaristas o chamam de ‘traíra’ porque depois de servir ao governo saiu atirando contra.

Até Bolsonaro não resistiu e debochou do seu ex-ministro e aliado, perguntando se ele também já assinou contrato com A Folha e Estado de SP.

‘.. não só virou herói da mídia, como agora faz parte dela..’, Bolsonaro debochando de Moro

Flávio Dino volta se encontrar com o Presidente Nacional do PSB

 

flavio Dino e Carlos Siqueira
Foto: Reprodução

O governador Flávio Dino (PCdoB) voltou se reunir nesta quinta-feira (13), com a cúpula do PSB, um dos partidos da base de apoio do seu governo no Maranhão. Dessa vez o encontrou com o presidente nacional da partido Carlos Siqueira aconteceu em Brasília.

psbTambém participaram da agenda política o ex-governador de São Paulo Márcio França e pelo líder do partido na Câmara Alexandre Molon. As conversas giram em torno das eleições de 2022.

Para alguns analistas políticos o PSB poderia ser uma alternativa partidária que tornaria a provável candidatura de Flávio Dino para presidência da republica em 2022 mais competitiva. O interesse do PSB em ter o governador do Maranhão nos seus quadros para disputar as eleições não é de agora, inclusive defendido pelo próprio Carlos Siqueira presidente do PSB. (Com informações do Blog Marrapá)

Eliziane reforça ideia da Frente Ampla após resultado da Pesquisa Atlas Político

 

eliz
Senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA)/Foto: Reprodução

O Senadora Elizaene Gama (Cidadania-MA) destacou nas redes sociais o resultado da Pesquisa Atlas Político que mostra o desempenho da gestão do governador do Maranhão, e ainda, o nome do governador Flávio Dino (PCdoB), entre os principais pré-candidatos de oposição a Jair Bolsonaro.

Eliziane

Sobre a Frente Ampla que a senadora Eliziane destaca é a mesma defendida pelo governador Flávio Dino que já se reuniu para discutir com várias lideranças políticas de diferentes matizes, entre elas, os ex-presidentes: Sarney, Lula e Fernando Henrique.

Pesquisa mostra Flávio Dino na terceira posição com 13% para presidente

 

Flávio-Dino-1200x720
Foto: Reprodução

Levantamento realizado pela consultoria Atlas Político entre os dias 7 e 9 de fevereiro e divulgado nesta quarta-feira (12)  pelo El País aponta que, até o momento, os principais rivais de Bolsonaro são o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-juiz Sergio Moro.

Sem Lula e Sérgio Moro na disputa, o presidente aparece com 41% das intenções de voto, seguido pelo apresentador Luciano Huck (sem partido), com 14% dos votos. Na terceira posição está o governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB), com 13%, o governador de São Paulo João Doria (PSDB), tem 2,5%.

Mais informações aqui

Gastão nega articulação para tirar o PROS do seu comando no Maranhão

 

pros
Deputado Federal, Gastão Vieira (PROS-MA)/Foto: Reprodução

O deputado federal Gastão Vieira negou que haja uma articulação entre o diretório nacional do PROS e o deputado Josimar de Maranhãozinho (PL), para tirar a legenda do seu controle.

“Ao contrário das informações plantadas pelo megalomaníaco deputado que se acha dono do Estado, não há nenhuma negociação ou mudança de comando do partido do Estado. O comando nacional do PROS sequer teve qualquer conversa com o deputado Josimar, por uma razão simples: no nosso partido não há filiados e parlamentares que respondem a processos cíveis e criminais na Justiça”, afirmou Gastão em nota encaminhada ao blog do John Cutrim. (Do Marrapá)

Convite de Lula a Flávio Dino para se filiar ao PT é boato

 

lula-flavio-dino-e1580209339590
Lula e Flávio Dino/Foto: Reprodução

Desde ontem, com a entrevista da presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, ao Valor, a Central de Boatos de Brasília foi ligada para especular sobre Flávio Dino no PT.

O colunista Lauro Jardim, de O Globo, publica hoje que Lula teria dito, no recente encontro que teve com o governador do Maranhão, para Dino “voltar para casa”. Dino já foi filiado ao PT.

Em 2018, sim, Flávio Dino chegou a ser sondado por alguns petistas se não considerava voltar para o partido. As conversas, porém, não evoluíram.

Dino acha difícil consolidar seu projeto de candidato a presidência da República pelo PCdoB, mas essa ainda é sua primeira opção.

Em relação a Lula, ele tem grande simpatia por Dino mas sabe que um convite desses no atual momento traria mais problemas do que soluções para o PT.

Além de Fernando Haddad, o PT tem dois governadores em mandato com ambições presidenciais, Camilo Santana (Ceará) e Rui Costa (Bahia). Lula não pode impedir que batalhem pela indicação tão cedo para trazer Dino. Isso poderia implodir o partido. (Revista Fórum)