Flávio Dino defende frente contra Bolsonaro nas eleições de 2020

 

cropped-flaviopsb
Foto: Reprodução

O governador Flávio Dino (PCdoB), está defendendo uma frente de centro-esquerda para enfrentar o Bolsonbarismo nas eleições municipais em 2020. Ele intensificou as conversas com vários setores e lideranças do campo da esquerda e centro esquerda principalmente no Sul e Sudeste do país.

A ideia do governador do Maranhão vem obtendo simpatia de muita gente na esquerda, inclusive do PT em São Paulo. Se a frente prosperar e as urnas garantirem vitórias estratégicas no próximo ano, poderá estabelecer um cenário mais favorável para enfrentar Bolsonaro em 2022.

O assunto foi sobre a frente de centro-esquerda foi tratado ontem à noite, segunda-feira (9), no programa online “Painel Haddad”, cuja apresentação é do presidenciável Fernando Haddad.

‘Chance da oposição em 2022 é um Projeto acima dos interesses partidários’ diz Flávio Dino

 

carta capital
Governador do Maranhão Flávio Dino/Foto: Reprodução

Em entrevista concedida à Revista Carta Capital, na mais recente publicação, o governador Flávio Dino (PCdoB), voltou revelar suas impressões e preocupações com o futuro do país.

Vários temas foram explorados na entrevista e analisados pelo governador do Maranhão, que passou a figurar entre os principais nomes da esquerda para disputa presidencial em 2022.

Sobre alternativa da oposição para restabelecer um dialogo mais proativo com a sociedade para o Brasil, Flávio Dino, demonstrou um cenário que necessita ser ampliado ainda muito. Ele tem alertado para a divisão implantada no Brasil entre bolsonaristas e os defensores da Constituição.

“Acho que ainda não conseguimos apontar um novo caminho. Temos exercido o direito de crítica e resistido bravamente a iniciativas deletérias do ponto de vista social e econômico, mas é nossa obrigação fazer mais. Como muitos setores despertaram para os riscos reais que o governo Bolsonaro representa, estamos em melhores condições do que em janeiro. Há uma marcada divisão no Brasil. De um lado situa-se o bolsonarismo e, de outro, aqueles que respeitam a Constituição.”

Ainda sobre qual a melhor estratégia da oposição para enfrentar o bolsonarismo, Flávio Dino, diz que será necessário um projeto nacional que deverá está acima dos interesses partidários.

“Sem dúvida, a união política é imprescindível. Resta discutir o modelo jurídico mais adequado. Para mim, o conceito de federações partidárias é bem interessante. A chance de a oposição vencer em 2022 depende de um projeto nacional desenhado em conjunto, acima dos interesses partidários.”

Governador Flávio Dino vira alvo de bolsonaristas após projeção nacional

 

dino e bolsonaro
governador Flávio Dino e o presidente jair Bolsonaro/Foto: Reprodução

Blog Marrapá – O crescimento do nome de Flávio Dino como provável candidato à Presidência do Brasil em 2022 tem causado desconforto no seio do bolsonarismo. O governador do Maranhão é um dos membros da esquerda que mais tem se destacado nacionalmente por suas posições políticas e pelo bom governo que faz à frente do estado.

O incômodo está tão grande que a cúpula bolsonarista resolveu enviar ao Maranhão representantes do alto escalão para criticar Flávio Dino. Primeiro foi Léo Índio, primo de Carluxo, que veio ao estado com o único objetivo de tentar frear a ascensão do governador.

Agora, a deputada Joice Hasselmann, líder do governo Bolsonaro no Congresso, ratifica que o objetivo da extrema-direita é minar o que é hoje a maior ameaça para as próximas eleições. Nas redes sociais, ela – que cobrou R$ 100 por pessoa para palestrar sobre a Reforma da Previdência – atacou veementemente Flávio Dino.

Além dos bolsonaristas à nível nacional, o governador do Maranhão também é alvo diário de representantes do presidente no estado. Coronel Monteiro, que possui cargo no governo federal, e Maura Jorge, candidata do PSL derrotada em 2018, vivem somente para atacar o governo do Estado.

Todas essas evidências mostram que Flávio Dino está incomodando o Palácio do Planalto.

FAMEM ratificará em Brasília apoio a unificação das eleições em 2022

 

fas
Erlanio Xavier, Presidente da FAMEM/Foto: Reprodução

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Erlanio Xavier, se reunirá na próxima terça-feira (4), com dirigentes de associações e federações municipalistas em Brasília.

O objetivo será confirmar apoio à Proposta de Emenda Constitucional (PEC056/2019) que unifica as eleições para todos os cargos em 2022.

A PEC teve parecer favorável do deputado Valtenir Pereira (MDB – MT), relator da proposta na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal.

Os prefeitos do Maranhão estão sendo convocados para assinarem o documento de apoio. A proposta foi apresentada à bancada maranhense durante a realização da XXII Marcha dos Prefeitos à Brasília em abril deste ano.

A ideia é adiar a eleição de 2020, estendendo por mais dois anos os mandatos dos atuais prefeitos (as) e vereadores, de forma que os eleitores retornem às urnas somente em 2022 para eleger presidente, senadores (as), deputados (as) federais, deputados (as) estaduais e os cargos Executivos e Legislativos municipais.

“Com a unificação, o país deixaria de realizar os pleitos de dois em dois anos, com custos milionários, contribuindo para agravar ainda mais a maior crise financeira enfrentada pelo país em sua fase republicana”, ressalta Erlanio Xavier.

Decisão de Flávio Dino para 2022 definirá cargo majoritário que Othelino Neto deverá disputar

 

dep Othelino
Deputado Othelino Neto (Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão)/Foto: Reprodução

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, voltou presidir a sessão no plenário da casa nesta terça-feira (21), após rápida e marcante passagem no comando do governo do Estado.

Em entrevista ao blog upaonews.com e o jornalista Henrrique Pereira, ele fez um balanço da experiência à frente do governo, falou também brevemente sobre a conjuntura política no estado e nacionalmente, e ainda, a respeito da união do grupo político liderado pelo governador Flávio Dino.

Quanto a disputa majoritária em 2022, principal assunto nos meios políticos durante os dois dias no governo, ele ratificou sua determinação e interesse em concorrer a uma das vagas, mas diferente de alguns seguimentos políticos e da imprensa foi mais cauteloso.

“Já disse que vejo com simpatia a possibilidade de disputar o Senado, mas ainda não é algo concreto, até porque precisamos ver também qual será a decisão do governador Flávio Dino em relação a 2022. Se ele vai mesmo disputar a eleição de Presidente da República ou Senado. A partir dessa decisão dele é que outras peças vão se mexendo. Essa intensão minha como de outros, em participar da chapa majoritária é legitima. Nós precisamos é ter o discernimento para que não façamos de nossos desejos algo impositivo. Em política essas coisas se resolvem no dialogo para atender os interesses das mais diversas forças políticas, mas claro, antes de decidirmos quem será candidato a governador, vice-governador e senador precisamos ouvir sua excelência o povo”, disse Othelino Neto.

Ainda relativamente jovem, mas já de notória habilidade política, o deputado Othelino desfruta do bom momento político com prudência e colhe os frutos do trabalho que vem realizando.

Ouça aqui a entrevista com o deputado Othelino Neto

Othelino Neto retorna à presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão maior politicamente

 

3112cba6-337d-4b63-9ab7-089a0855fbc8-633x390
Rodrigo Lago, Edivaldo Holanda Júnior, Othelino Neto e Osmar Filho durante reunião no Palácio dos Leões (Foto: Gilson Teixeira)

O vice-governador Carlos Brandão (PRB), reassumiu o governo do Maranhão neste sábado (18), após passagem rápida, marcante e consolidadora do deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), à frente do Poder Executivo Estadual.

O governador Flávio Dino retorna ao comando do Estado, na segunda-feira (20), após participação num evento sobre Justiça e Segurança na London School of Economics and Political Science, na Inglaterra.

Othelino Neto assumiu o governo na última quinta-feira (16), em razão de um gesto político facilmente compreendido e de união do grupo político liderado por Flávio Dino. No exercício do governo Othelino adotou sua marca já conhecida de político habilidoso e agregador. Características que o torna atualmente quase unanimidade na Presidência do Parlamento Estadual.

Nas agendas internas e externas durante exercício do governo do Maranhão, Othelino Neto, viu seu prestigio político confirmado e fortalecido por vários seguimentos da sociedade, entre eles, a classe política.

O momento político favorável do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto, é notório e atento a isso, o próprio já não esconde sua pretensão de alçar voos mais alto na política.

Apesar do tempo, Othelino já não é tratado apenas nos bastidores políticos como liderança forte e consolidada no Maranhão, tanto que é fato a inclusão do parlamentar na lista de potenciais nomes na disputa de uma das três vagas majoritárias no pleito de 2022, são elas: Governador, vice-Governador e Senado.