SES e COE/Covid-19 preparam liberação de música ao vivo em bares e restaurantes

 

24929_whatsapp_image_2020_08_05_at_11.40.29_8167730470564636855
Artistas entregaram um pedido de liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes (Foto: Márcio Sampaio)

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, está discutindo e buscando um entendimento para liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes, que deverá ser avaliado pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública do Estado do Maranhão (COE/Covid-19).

“O coronavírus infelizmente também tem causado impactos na economia, principalmente daqueles que vivem da arte e das apresentações culturais. Pensando nisso, aprovamos recentemente o retorno de pequenos eventos privados como casamentos e batizados, por isso, acreditamos que em breve a classe artística também poderá retornar às suas atividades”, disse Carlos Lula.

O pedido de liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes, entregue ontem quarta-feira (5), tem apoio de pelo menos 400 pessoas do segmento da música e cultura no estado. Após analisado pelo Comitê de Operações de Emergências, será discutida a viabilidade da retomada desta atividade.

Para garantir a prevenção e controle do coronavírus foram adotadas várias medidas em relação ao segmentto artistico, entre elas, suspensão temporária de atrações culturais ao vivo a fim de evitar a aglomeração, bem como pontos de contaminação em massa.

Já foram autorizadas regras sanitárias para o retorno de pequenos eventos privados como casamentos e batizados a partir de 15 de agosto. Agora, o texto está em fase de apreciação da Casa Civil e aguarda aprovação para ser protocolado e executado.

AL-MA faz homenagem para Milson Coutinho e Indalécio Wanderlei

 

c15448135c4408670a40b04f473b5c25

A Assembleia Legislativado Maranhão homenageu nesta terça-feira (4), o ex-prefeito de Governador Nunes Freire, Indalécio Wanderlei (PT), 55 anos, que morreu no dia 29 de junho, e o desembargador, professor, historiador e escritor Milson Coutinho, que faleceu hoje, aos 81 anos.

O deputado Othelino Neto, presidente da Assembleia Legislativa, lamentou as duas mortes, lembrando que Indalécio Wanderley foi um militante político respeitado. Quanto ao desembargador Milson Coutinho, disse do privilégio de desfrutar de sua amizade.

“O desembargador Milson Coutinho trabalhou com meu avô, Othelino Novas Alves, e com meu pai, Othelino Filho, no Jornal Pequeno, onde, juntos, empunharam a bandeira da liberdade e travaram históricas lutas pela democracia (..) Era um dos homens mais cultos do Maranhão e deixou um conjunto de obras que marca a sua trajetória como escritor e, também, como presidente da Academia Maranhense de Letras. Perdemos um dos grandes nomes de nossa história”, finalizou.

 

Live no Valparaíso vira show e estabelecimento será multado

 

Carloslula
Carlos Lula, secretário de Saúde do Maranhão, informou que Valparaíso Acqua Parck será multado por derespeito à prevenção contra o coronavírus

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reagiu com indignação nesta sexta-feira (31), com o desrespeito às determinações sanitárias contra o novo coronavírus registrado na live que virou show, da cantora Mara Pavanelly, ontem nas dependências do Valparaíso Acqua Park, em Paço do Lumiar.

Carlos Lula lamentou o ocorrido que está repercutindo nas redes sociais desde a noite de ontem. Ele disse ser impossível avançar no enfrentamento da contaminação do coronavírus, se empresários e população não ajudar.

O secretário também informou que a realização de shows está proibido e que o Valparaíso Acua Park será autuado. O estabelecimento pertence ao ex-juiz federal, Carlos Madeira, um dos pré-candidatos a prefeito de São Luís.

Mais municípios contemplados com kit de emenda do senador Weverton

 

WhatsApp-Image-2020-07-21-at-15.04.32

Em solenidade realizada na sede da Famem, em São Luís, nesta terça-feira (21), mais 15 municípios do Maranhão receberam equipamentos para o trabalho dos Conselhos Tutelares nas cidades.

Os equipamentos são oriundos de emenda parlamentar do senador Weverton (PDT-MA).

50e9d0f081cc0ffb1c47f31d48613a54O deputado Othelino Neto, presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, que também participou da entrega, parabenizou o senador Weverton.

Foram contemplados os municípios de São Vicente Férrer, Magalhães de Almeida, Boa Vista do Gurupi, Itaipava do Grajaú, Lago do Junco, Cidelândia, Tuntum, Sucupira do Riachão, Lagoa do Mato, Governador Edson Lobão, Carutapera, Cachoeira Grande, Poção de Pedras, São Mateus e Jenipapo dos Vieiras.

No total, R$ 1,8 milhão foi destinado para a aquisição dos kits compostos por um automóvel; cinco computadores; uma impressora; um refrigerador; um bebedouro; um ar condicionado; uma TV Smart e uma cadeirinha auto para transportar crianças.

Vigilância Sanitária executou mais de 2.250 ações durante a pandemia no Maranhão

 

24399_whatsapp_image_2020_07_06_at_11.48.15_41148972098462521
Foram 1.259 ações realizadas pela Vigilância Sanitária durante a pandemia (Foto: Márcio Sampaio)

A Vigilância Sanitária do Estado desde o início da pandemia do novo coronavírus executou mais de 2.253 ações de fiscalização e apuração de denúncias, barreiras sanitárias e blitz para cumprimento dos decretos referentes ao combate à Covid-19.

Das ações realizadas, 1.259 foram de fiscalização e apuração de denúncias; 827 foram blitz realizadas em estabelecimentos através de parceria com a Polícia Militar e o Procon-MA para verificação do cumprimento das normas restritivas emitidas pelo Governo do Maranhão; 121 barreiras sanitárias realizadas em aeroportos; e 46 barreiras sanitárias realizadas no trânsito durante o período de lockdown.

Foram lavrados 1.330 termos de fiscalização, 347 termos de intimação exigindo o cumprimento de diretrizes sanitárias de enfrentamento a Covid-19; além de 1.445 autos de infração, com abertura de processos administrativos sanitários contra os que descumpriram os decretos ; e, interdição sanitária de seis estabelecimentos reincidentes ou que se recusaram a cumprir as determinações do Governo.

Eliziane Gama oficializa apoio à pré-candidatura de Rubens Jr

 

RE
Senadora Eliziane Gama durante ato de aopio à pré-candidatura de Rubens Junior, à prefeito de Sâo Luís

O Cidadania da senadora Eliziane Gama, declarou apoio oficial nesta sexta-feira (3), à pré-candidatura de Rubens Júnior (PCdoB) à prefeitura de São Luís.

A agenda política foi acompanhada por dezenas de lideranças e pré-candidatos à vereador. Entre os participanrtes, os presidentes Estaduais do Cidadania e PCdoB, Eliel Gama e o deputado federal Márcio Jerry, respectivamente.

Para a Senadora Eliziane Gama, a escolha por Rubens Jr é fruto da convicção do Cidadania e que ambos são fruto da mesma geração de políticos

“Rubens e eu começamos a vida pública juntos em 2006, ele é a junção de capacidade política, que vem de berço, e de alguém que se preparou para a vida pública. Além da enorme contribuição que deu ao governo Flávio Dino..”, ressaltou Eliziane.

Rubens Jr, lembrou a trajetória vitoriosa da senadora Eliziane e sua atuação parlamentar em momentos importantes e por causas justas.

“Estamos juntos desde sempre, este apoio me honra muito. Não é uma aliança partidária de ocasião. O Cidadania e o PCdoB estão juntos desde sempre.., nossa luta não é partidária, é uma trajetória de vida em defesa dos que mais precisam e pela verdade e por um programa”, destacou. Rubens Junior.

Verador é flagrado cheirando calcinha durante sessão da Câmara

 

O vereador, Ditinho Bueno (PSC), de Bragança Paulista foi flagrado, na última terça-feira (23), pela câmera de sua própria transmissão on-line, durante uma sessão da Câmara Municipal, observando e cheirando uma calcinha.

Os vereadores participavam de forma digital da 21ª Sessão Ordinária de 2020. Alguns participavam da sessão de suas residências. Ditinho, no entanto, estava em seu gabinete, na Câmara Municipal. (Revista Forum)

 

Regras que lojas de rua e shopping devem seguir na reabertura a partir de segunda (15) no MA

regras comercio

Parte do setor lojista já estava autorizada a funcionar no Maranhão, a partir de 15 de junho, como já estava previsto, as demais lojas de rua e de shopping (tais como sapatarias, lojas de roupas e presentes) também podem reabrir.

Mas continua proibido o funcionamento de praças de alimentação, cinemas, áreas infantis e quaisquer grandes promoções ou eventos que possam causar grandes aglomerações ou gerar tumultos.

Os restaurantes, lanchonetes, bares e similares localizados em galerias e shopping centers somente poderão funcionar com delivery (entrega) ou drive-thru (retirada no local) . Essa regra já valia para esse tipo de estabelecimento fora do shopping também.

Ou seja, qualquer bar, restaurante ou similar – dentro ou fora de shopping – não pode vender para consumo no local. Academias de ginástica também não podem reabrir ainda.

Portaria do setor lojista

Regras sanitárias para todas as empresas

Maranhão é o que menos perdeu empregos no Nordeste por causa do coronavírus

 

O Maranhão apresentou o menor numero de perda de vagas de empregos com carteira assinada na Nordeste. O levantamento tem como base os meses entre janeiro e abril deste ano, período impactado pela coronavírus.

“Entre os estados do Nordeste, o Maranhão foi aquele que menos perdeu empregos formais em 2020, até o momento. Mais uma prova da falsa dicotomia entre cuidar da saúde e da economia. Lutamos em todos os âmbitos, todos os dias”, disse o governador Flávio Dino.

No Brasil 763.232 empregos formais foram perdidos no período, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho.

No Nordeste, a queda foi de 190.081 vagas com carteira. E no Maranhão, foi de 3.959 postos de trabalho.

Ou seja, o Maranhão ficou com 0,5% do corte de vagas do Brasil. Em outras palavras, a cada 200 empregos perdidos, apenas um foi no Maranhão.

Em termos porcentuais, o Maranhão teve a menor variação negativa no Nordeste e a sétima menos favorável entre todas as 27 unidades da federação.

Medidas econômicas

Para combater os efeitos negativos da pandemia na economia, o Governo do Maranhão lançou uma série de medidas, tanto no mercado formal quanto no informal.

Houve contratação de mais de mil profissionais da saúde por seletivo, contratação de mais de 600 artistas locais para shows online, compras antecipadas de diárias de hotéis e pousadas para serem usadas por estudantes, contratação de guias online e compra de peças de artesanatos.

A economia também foi movimentada pela compra de 440 mil máscaras feitas por costureiros e costureiras, pela compra de voucher de profissionais de beleza e pela compra de itens da agricultura familiar para a distribuição de 200 mil cestas básicas.

As obras que levaram a 1.519 leitos exclusivos para coronavírus na rede estadual também contribuíram para sustentar o emprego no Maranhão.

Intercept Brasil: Deltan suspeitava que Ramagem era um vazador

 

vca_edit_abr_11071918985
Foto: Reprodução

A revelação do empresário Paulo Marinho para a jornalista Mônica Bergamo, divulgada neste domingo (17), está movimentando fortemente os meios políticos. Segundo ele, a Polícia Federal segurou a Operação Furna da Onça para 8 de novembro com o objetivo de evitar prejudicar a campanha de Jair Bolsonaro.

A operação foi responsável por revelar o esquema de “rachadinhas” no gabinete de Flávio Bolsonaro, comandado por Fabrício Queiroz, de Rio das Pedras.

A operação era um desdobramento do depoimento do delator Caio Miranda, que foi fruto da operação Cadeia Velha, a operação que antecedeu Furna da Onça e que tinha quem como delegado encarregado?

Isso mesmo, Alexandre Ramagem!

Ramagem não seguiu na operação Furna da Onça e encerrou seu relatório sobre a operação Cadeia Velha em dezembro de 2017.

Uma reportagem do site Intercept Brasil revelou que o procurador Deltan Dallagnol nunca confiou em Ramagem.

Segundo Deltan, Ramagem era um grande amigo do delegado Mario Fanton, que em 2015 havia acusado a operação de manipulação de provas e que acabou sendo denunciado por violação de sigilo funcional.

Dois anos depois, em 2017, a desconfiança de Deltan sob Ramagem aumentou ainda mais quando o procurador Ângelo Goulart Vilela foi preso por suspeita de ter vendido informações sigilosas da operação Greenfield.

O procurador teria dividido casa com Ramagem em Boa Vista e eles ainda trabalharam juntos em Roraima de 2008 a 2011.

Porém não trabalharam juntos na operação Greenfield.

(Revista Fórum)