Primeiro dia de distribuição da vacina no Maranhão chega a 15 das 19 Regionais

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, avaliou no final da tarde desta terça-feira (19) a distribuição das vacinas contra Covid-19 no Maranhão.

A ação faz parte da execução da primeira etapa da Fase 1 do Plano Estadual de Vacinação, que irá imunizar 78.223. 

“Até o final do dia desta terça (19) pelo menos 15 das 19 Regionais de Saúde já haviam recebido os imunizantes. Nas outras quatro não foi possível fazer a entrega em razão das condições meteorológicas, teve muita chuva durante o dia e as aeronaves tiveram que parar. Então, ainda não conseguimos entregar as vacinas nas regionais de Presidente Dutra, São João dos Patos, Pedreiras e Codó”, disse Carlos Lula.  

Pelo menos 160 cidades já receberam os imunizantes. Segundo o secretário, normalmente uma campanha de vacinação leva cerca de três semanas semanas. A previsão é que até esta quarta-feira, dia 20, seja concluída a entrega em todos os 217 municípios do Maranhão.

Carlos Lula também informou a dificuldade que os municípios estão apresentando em informar o quantitativo de vacinas já aplicadas. Por conta de problemas no sistema do Ministério da Saúde, os municípios estão realizando essa contabilidade de forma manual.

Os 217 municípios maranhenses que vão executar a vacinação contra a Covid-19 devem registrar os dados dos vacinados no Módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), desenvolvido pelo Ministério da Saúde.

Maranhão vacina as primeiras pessoas contra a Covid-19

No Maranhão a vacinação contra a Covid-19 foi iniciada na noite desta segunda-feira, dia 18, em ato com a presença do governador Fávio Dino. Os escolhidos em sua maioria são funcionários da Saúde, uma forma de homenagear os profissionais que estão na linha de frente no combate à doença.

Hoje também foi finalizado, a distribuição de agulhas e seringas para todas as Regionais de Saúde do Maranhão. Foram enviados 315.400 insumos, os quais deverão ser utilizados para imunizar o público-alvo nos 217 municípios durante a Etapa 1 da primeira fase de vacinação contra a Covid-19. 

Na etapa 1 da primeira fase de vacinação contra a Covid-19, conforme Informe Técnico do Ministério da Saúde serão vacinadas pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas, pessoas com deficiência institucionalizadas, população indígena aldeada e profissionais da saúde da linha de frente.

Carlos Lula comemora recebimento do 1º lote de vacinas para o Maranhão

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira, dia 18, para informar o recebimento das primeiras unidades da vacinas contra a Covid-19, que serão distribuídas no estado.

“Nesse momento estou na câmara fria no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo, com nosso lote de vacinas do estado Maranhão, dia histórico que vai nos permitir vencer a pandemia”, comemorou Carlos Lula.

“O Maranhão está pronto para ajudar no que for necessário”, Dino sobre Manaus

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse há pouco ao Radar que estado está pronto para ajudar na situação da falta de oxigênio nos hospitais de Manaus, cujo sistema de saúde está à beira do colapso.

“Impossível não se indignar e não se emocionar. O Maranhão está pronto para ajudar no que for necessário, como já informei ao governador Wilson”, afirmou.

Dino também fez um desabafo: “espero que os irresponsáveis que chamam o coronavírus de “gripezinha” e absurdos similares paguem pelo caos. Perante os tribunais, perante a história e perante Deus”.

Já no Ministério da Saúde, circula a versão de que a responsabilidade sobre o fornecimento de oxigênio é da Secretaria Estadual. A pasta seria uma mera auxiliar. (Revista Veja)

Governo alinha logística do plano de vacinação contra a Covid-19 no Maranhão

Secretarias de Estado da Saúde, Governo e Segurança (SSP) se reuniram, nesta quinta-feira, dia 14, e alinharam as estratégias para receber e distribuir a vacina contra a Covid-19 no Maranhão.

O encontro aconteceu no Palácio dos Leões, e contou com a participação do secretário, Carlos Lula, Diego Galdino, e representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Segurança Pública. 

“Acreditamos que até o final deste mês estaremos iniciando o processo de imunização. Dessa maneira, é importante priorizarmos a segurança e, ao mesmo tempo, a celeridade durante a recepção e distribuição das doses. Nosso objetivo é continuar fazendo aquilo que temos feito desde o início da nossa gestão, que é cuidar das pessoas, e durante o enfrentamento à Covid reforçamos ainda mais este compromisso vital”, disse Carlos Lula. 

A Segurança dará apoio no transporte e distribuição das vacinas aos municípios. As vacinas virão de Fortaleza (CE) com destino para São Luís. Na capital, serão encaminhados para a Central Estadual de Distribuição e direcionadas às 18 Regionais de Saúde do estado e Região Metropolitana de São Luís.

Todo o processo deverá ser realizado em até três dias, com uso de vans refrigeradas e transporte aéreo. 

“Cada um dos presentes terá grande papel nesta mobilização. Acreditamos que ela poderá ser referência não apenas no estado, mas também para todo o país. Contamos com o planejamento que cada prefeitura está fazendo para executarmos com sucesso o Plano Estadual de Vacinação”, destacou Diego Galdino.  

Conforme o Plano Estadual de Vacinação, o cronograma de imunização contra a Covid-19 foi dividido em três fases. Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeada em terras demarcadas; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

A previsão dada pelo órgão federal é para que a vacinação comece simultaneamente em todos os estados na próxima semana. 

A Secretaria de Estado da Saúde garantiu o envio de 4 milhões de insumos, entre seringas e agulhas, aos municípios. Ao todo, o Maranhão conta com mais de 2 mil pontos de vacinação.

Braide apresenta sexta-feira, dia 15, o Plano Municipal de Vacinação

Em reunião com prefeitos das capitais nesta quinta-feira, dia 14, através de videoconferência, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou para a próxima quarta-feira, dia 20, o inicio da vacinação contra o coronavírus no país.

Como parte da preparação e realização da vacinação em São Luís, Eduardo Braide, apresentará amanhã, sexta-feira, dia 15, às 11hs o Plano Municipal de Vacinação.

Brasil atinge lamentável marca de mais de 200 mil mortes por Covid-19

Do G1

Em um momento crítico da pandemia e ainda sem vacinação, o Brasil passou a marca de 200 mil mortes por Covid-19 nesta quinta-feira (7), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde e divulgado em um boletim extra.

O total de óbitos registrados é de 200.011, com 7.921.803 casos confirmados.

A primeira morte pela doença no país aconteceu em fevereiro do ano passado. Nos meses seguintes, o número de óbitos subiu gradativamente, até que em junho foi atingido um estágio de platô com cerca de 1 mil mortes diárias.

Dino critica decisão de Bolsonaro, que suspendeu compra de seringas

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), mesmo em férias se mantém vigilante e ativo nas suas posições em relação ao governo Bolsonaro, nesta quarta-feira, dia 6, criticou a decisão do presidente que suspendeu a compra de seringas para vacinação contra a covid-19, sob alegação de anormalidade nos preços.

Para Dino, ‘decisão mais uma vez errada’, e mostrou como o governo deveria proceder.

“Decisão mais uma vez errada. O correto é usar o poder de requisição administrativa. Está na Constituição. E seria o caso de aplicar a Lei Delegada 4. Mas esta foi equivocadamente revogada em 2019 pela tal Lei da Liberdade Econômica”, criticou Flávio Dino no twitter.

Flávio Dino entrega mais ambulâncias para unidades de saúde no Maranhão

O Governo do Estado contemplou capital e cidades do interior maranhense com mais entrega de ambulâncias nesta segunda-feira, dia 4. Os novos veículos, equipados e com itens de segurança para equipe e pacientes, vão reforçar o transporte nas unidades de saúde.

O programa de entrega de ambulâncias é mais uma parceria com os municípios. A solenidade foi conduzida pelo governador Flávio Dino.

Os veículos são equipados com a possibilidade de se transformar em Unidade de Suporte Avançado (USA), que permite o trajeto da equipe em pé e com segurança. Na gestão, cerca de 300 ambulâncias já foram entregues. Nesta etapa, as unidades que receberam as ambulâncias são Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na Cidade Operária, Araçagi, Parque Vitória, UPA de São João dos Patos e Codó, Policlínica Cohatrac, Hospital Nina Rodrigues, Hospital Carlos Macieira (HCM), Hospital do Câncer e Hospital Presidente Dutra. 

Covid-19: Maranhão mostra eficiência ao ficar entre os com menor número de mortos

O site Poder 360 divulgou um mapa onde destaca o Maranhão como um dos quatro estados brasileiros com menor taxa de letalidade por Covid-19 do Brasil.

O gráfico foi utilizado na última sexta-feira, dia 18, pelo governador Flávio Dino, no último balanço sobre o enfrentamento da doença no Maranhão. 

“O Maranhão é reconhecido nacionalmente hoje como um dos estados que melhor têm enfrentado a pandemia do coronavírus e este mapa confirma isto (..) Estados mais ricos que o nosso, com uma economia maior do que a nossa, mostrando, portanto, a nossa eficiência na aplicação do dinheiro público”, avaliou o governador.