Rede Estadual no MA tem mais de 100 leitos de UTI exclusivos para Covid-19

 

22620_governador_flavio_dino_em_entrevista_coletiva_2_4433729654146947793

O governador Flávio Dino disse no final da manhã deste sábado (21), que no Maranhão, há mais de 100 leitos de UTI exclusivos para casos de coronavírus na rede estadual pública. O cálculo não inclui as UTIs dos municípios e nem da rede privada.

“Faço questão de lembrar que a imensa maioria dos casos não demanda internação hospitalar, de acordo com a estatística internacional. Oitenta por cento dos casos são tratados em casas porque as pessoas não desenvolvem sintomas graves (…) Temos, na rede estadual, mais de 100 leitos de UTI bloqueados e disponíveis para casos de coronavírus. Às vezes, correntes de fake news e pessoas sem informação adequada emitem declarações erradas”, disse Flávio Dino durante coletiva de imprensa. 

22620_30_novos_leitos_de_uti_no_hci_1_3666626243224389093

De acordo com o governador, neste momento, há apenas um destes leitos ocupados, no Carlos Macieira, em São Luís. É um caso suspeito, que ainda está sendo investigado.

O caso já confirmado é de um paciente que está em isolamento em sua residência, sendo monitorado e acompanhado pelas equipes de saúde. Ele não apresenta sintomas graves.

Na sexta-feira, foi anunciado mais 30 novos leitos de UTI. Eles estão prontos no Hospital das Clínicas Integradas (HCI), no bairro do Angelim, em São Luís. Parte do hospital foi desativado em 2018, ficando em funcionamento apenas a parte de exames de imagem.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, os leitos do HCI já estarão prontos para serem ocupados a partir de segunda-feira (23), caso haja necessidade.

Ação conjunta

Na segunda-feira (23), o governador vai fazer uma conferência virtual com todos os prefeitos que queiram participar. Será para tratar das ações contra o coronavírus e da expansão dos leitos.

Cirurgias

O governador também informou que, a partir de agora, haverá na rede estadual paralisação nas cirurgias eletivas, que são aquelas agendas previamente e não têm caráter emergencial. Isso será feito para que haja mais leitos disponíveis para os casos de coronavírus, se for necessário.

As consultas e cirurgias de emergência serão mantidas.

Vacinação contra H1N1

O governador também lembrou que a vacinação contra H1N1 começa na próxima segunda-feira (23) para crianças de seis meses a seis anos e idosos com mais de 60 anos. Ainda não existe vacina para coronavírus.

Flávio pediu que a população evite o pânico e que o Ministério da Saúde, responsável pelas doses, está enviando a quantidade necessária para o público-alvo.

Decreto com novas medidas

E 1

E 2.1

 

E 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s