Senado aprova incentivo à contratação privada de leito de UTI para o SUS

Da Agencia Senado

O Senado aprovou na terça-feira, dia 30, a proposta que permite a empresas e pessoas físicas abaterem do Imposto de Renda 2021 as despesas de contratação de leitos clínicos e de UTI para uso de pacientes com covid-19.

A proposta foi relatada pelo senador Weverton (PDT-MA), o texto agora segue para a sanção da Presidência da República. Segundo ele, a proposta vai contribuir para a captação quase imediata de recursos financeiros para o SUS.

“Infelizmente não podemos esperar que a medida cause grandes mudanças no cenário da pandemia no curtíssimo prazo, visto que atualmente o maior problema enfrentado pelo sistema de saúde é o esgotamento da capacidade instalada, tanto no setor público como no privado, de maneira que devemos reforçar que a política mais efetiva para alterar o curso da doença no país é a vacinação em massa”, disse Weverton.

O Programa Pró-Leitos deverá durar enquanto vigorar o estado de emergência de saúde pública causado pela pandemia da covid-19.

Covid-19: Brasil supera 2 mil mortos em 24h, alerta é reforçado no MA

O Brasil alcançou nesta quarta-feira, dia 10, a trágica marca de 2.349 mortos vítimas da pandemia da Covid-19 e 11.205.972 infectados. É a primeira vez que o numero de mortos supra duas mil mortos em 24 horas.

No Maranhão onde os números estão apresentando aumento de pessoas infectadas, o governador Flávio Dino e outras autoridades, usaram fizeram apelos em tom de alerta e preocupação em relação ao avanço da pandemia no estado.

PROCON-MA cobra hospitais particulares transparência sobre Covid-19

O PROCON/MA realizou, nesta segunda-feira (08), reunião com representantes de hospitais particulares de São Luís e Imperatriz. No encontro virtual, os estabelecimentos foram cobrados a apresentarem informações sobre disponibilidade e expansão de leitos para tratamento da Covid-19. 

“Os hospitais apresentaram os dados solicitados sobre as ampliações de leitos já realizadas e as futuras e se comprometeram a apresentarem diariamente o quantitativo de leitos disponíveis, tanto pela internet, nas mídias sociais, como presencialmente impresso nas recepções dos hospitais”, informou a presidente do PROCON/MA, Karen Barros. 

O PROCON  notificou os hospitais a apresentarem as medidas adotadas para atender pacientes em geral e pacientes com plano de saúde que estão aguardando vagas de leitos de urgência, emergência e UTI, além do plano de expansão destes, incluindo previsão sobre quantidades e prazos, bem como informações sobre os leitos exclusivamente destinados a pacientes com Covid-19.

Os convênios, que também estão sendo notificados, deverão informar quantidade de associados no Maranhão, especificados por região. 

Covid-19

Desde a última sexta-feira (05), o órgão intensificou as fiscalizações relacionadas ao cumprimento de protocolos de segurança para a contenção da Covid-19, disponibilizando, inclusive, um número de WhatsApp para realização de denúncias de irregularidades. 

Entre as novas regras fiscalizadas, estão os horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais trazidos pelo Decreto Estadual n° 36.531/2021, vigente desde a última sexta-feira (5), além da manutenção de protocolos sanitários como distanciamento, uso de máscaras e limitação de pessoas nos ambientes. 

As denúncias ao PROCON/MA por meio do WhatsApp podem ser feitas através do número (98) 99207-7468.

Governo do Maranhão e as medidas para o período de 5 a 14 março

O secretário Carlos Lula (Saúde), resumiu as medidas apresentadas pelo governador Flávio Dino, nesta quarta-feira, dia 3, com objetivo de conter o avanço da contaminação e mortes por Covid-19 no Maranhão.

Antes do novo decreto o governo realizou várias reuniões com profissionais de saúde que fazem parte do Comitê de acompanhamento e que aconselha o governo sobre a pandemia; Chefes de Poderes Estaduais, FAMEM e prefeitos da Região Metropolitana de São Luís; e Entidades Empresariais.

Dados do Observatório Covid-19 Fiocruz mostra cenário de UTIs

Hoje o estado viabilizou mais leitos de UTI no Hospital Carlos Macieira. O secretário Carlos Lula, Saúde, comemorou mais lembrou que a luta continua.

O Maranhão recebe nesta quarta-feira, dia 3, mais 62.400 doses da vacina da CoronaVac. As vacinas são destinadas a imunização de 29.675 pessoas, entre trabalhadores da saúde e pessoas idosas com idade de 80 a 84 anos.

Com a nova remessa, o Maranhão totaliza 448.040 doses recebidas, sendo 98 mil da AstraZeneca e 350.040 da CoronaVac.

O Maranhão ainda é o estado com o menor número de mortos por Covid-19, no entanto, a mais de 15 dias figura entre os estados que apresentam crescimento em número de casos.

Governadores de 16 estados assinam carta contestando o presidente Jair Bolsonaro

Do UOL

Governadores de 16 estados assinaram uma carta na qual contestam o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), por uma postagem na qual ele listou valores que o governo federal teria repassado em 2020 a cada estado.

De acordo com o documento, os recursos efetivamente repassados para a área da saúde são uma quantia “absolutamente minoritária” dentro do montante publicado pelo presidente.

“Situação absurda similar seria se cada governador publicasse valores de ICMS e IPVA pertencentes a cada cidade, tratando-os como uma aplicação de recursos nos Municípios a critério de decisão individual (..) A estrutura de fiscalização do Governo Federal e do Tribunal de Contas da União tem por dever assegurar aos brasileiros que a finalidade de tais recursos seja obedecida por cada governante local”, diz a carta.

Hospital da Mulher vira referencia em caos de Covid-19 no município de São Luís

A Prefeitura de São Luís, entregou na manhã desta terça-feira, dia 16, 50 leitos exclusivos para casos moderados e graves de Covid-19, no Hospital da Mulher. A unidade será de referência da rede municipal de saúde.

Os leitos estão divididos em 30 de enfermaria, 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 10 de Suporte Avançado.

A ação é parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Síndromes Respiratórias realizada pela administração muncipal na capital. O prefeito Eduardo Braide destacou as medidas necessárias e adotadas para combater a pandemia.

O município pretende oferecer na sua rede 120 leitos exclusivos para Covid-19, sendo 30 leitos de UTI e 90 de enfermaria. No Hospital da Mulher, a partir de hoje, passa a ser referência no âmbito do município com total de 50 leitos divididos em 10 de UTI e 40 de enfermaria, sendo que destes 40 leitos 10 serão leitos de suporte avançado.

Maranhão aumenta número de leitos após aumento de casos de Covid-19

O Governo do Maranhão está ampliando o número de leitos exclusivos para atendimento a pacientes com a Covid-19.

São leitos clínicos e de UTI, distribuídos em unidades da rede estadual de saúde, para assistência aos casos moderados e graves da doença. Com novos leitos e o redimensionamento dos já existentes, o Maranhão passa a ter 732 leitos clínicos e 306 leitos de UTI exclusivos para casos da Covid-19.

Em fevereiro, a expansão continua com a entrega de novos leitos. A ampliação dessa reserva resulta do novo cenário epidemiológico de aumento de casos e da taxa de ocupação de leitos.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reforça que o empenho do Governo do Estado desde o início da pandemia tem um só objetivo: salvar vidas. 

“Acompanhamos diariamente a evolução do cenário de pandemia no estado. Quando observamos estabilidade no número de novos casos, tivemos condições de destinar leitos que eram Covid para atendimento a pacientes que passaram por cirurgias eletivas. Agora, além de abrirmos novos leitos, redimensionamos os que temos na rede para voltarmos a atender de forma exclusiva os pacientes com a Covid-19”, destaca o secretário. 

Entre os novos leitos, estão os 50 leitos clínicos entregues este ano no Hospital Aquiles Lisboa, em São Luís; os 11 leitos de UTI no Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, em Imperatriz; e os 12 novos leitos de UTI no Hospital Regional de Barreirinhas. 

Em São Luís, os hospitais de Cuidados Intensivos (HCI), Dr. Carlos Macieira, Dr. Genésio Rêgo, Dr. Raimundo Lima, além do Hospital Geral da Vila Luizão e da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (MACMA), também estão com mais leitos exclusivos para Covid-19. 

Com a expansão, a taxa de ocupação de leitos na Grande Ilha passa a ser de 87,30% em leitos de UTI e 43,96% em leitos clínicos.  

Rede de assistência

Nos demais municípios, os leitos da rede estadual de saúde exclusivos para atendimento a pacientes com a doença estão distribuídos nas cidades de Morros, Barreirinhas, Alto Alegre, Timbiras, Peritoró, Viana, Santa Luzia do Paruá, Coroatá, Imperatriz, Balsas, Santa Inês, Monção, Itapecuru, Timon, Pinheiro, Caxias, Presidente Dutra, Lago da Pedra, Grajaú, Carutapera, Bacabal e Chapadinha. 

Em Imperatriz, a taxa de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 passou a ser de 71,60% em leitos clínicos e 81,25% em leitos de UTI. Nas demais regiões do estado, as taxas de ocupação de leitos encontram-se em de 56,08% nos leitos de UTI e 19,55% nos leitos clínicos.

Os números de leitos e a taxa de ocupação, bem como demais informações sobre o cenário da pandemia no estado, são divulgados diariamente em boletim disponibilizado no site da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em http://www.saude.ma.gov.br.

Yglésio Moyses diz que hospital mente para não liberar leitos para o estado

O deputado estadual, Yglésio Moses (Pros), que também é medico, disse nesta segunda-feira, dia 8, que tem hospital particular em São Luís, criando leitos para Covid-19 em tempo recorde, de modo muito suspeito.

“..Estão toda hora com essa conversa de 100% de lotação apenas pra não fornecerem leitos pro Estado..”, disse no twitter.

Recuperados de Covid-19 já é 4 vezes maior que o de ativos no Maranhão

 

O mais recente boletim da Secretaria de Estado da Saúde, revelou que 78.984 pessoas estão recuperadas da Covid-19 no Maranhão. Já os casos ativos somam 18.345.

Os casos ativos seguem estáveis. A ocupação de leitos para coronavírus segue considerada baixa no estado.

A taxa de ocupação de leitos de UTI é de 62%. A de leitos clínicos, de 29%. Esses dados também reforçam o quadro de estabilidade no Maranhão.

A taxa de letalidade no Maranhão (2,53%) se mantém abaixo da média nacional (3,86%), como vem acontecendo desde o início da pandemia.