‘.. não vejo problema em eventual ampliação..’, Dino sobre CPI da Covid

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse nesta segunda-feira, dia 12, à CNN Brasil que não há problema na ampliação da CPI da Covid-19 para estados e municípios, desde que não infrinja a autonomia dos estados.

Ele também considera que a gravação da conversa do senador Kajuru e o presidente Bolsonaro tornou a CPI inevitável.

“Politicamente, eu não vejo nenhum problema que façamos uma eventual ampliação desde que atentemos para o debate jurídico. Estamos em uma federação, o poder legislativo federal controla o poder executivo federal. Recursos federais, nenhum problema. Recursos e atribuições típicas dos estados, é claro que o foro adequado são as assembleias legislativas (..) A CPI vai acontecer, principalmente depois dessa inusitada gravação do senador Kajuru com o presidente da República. A CPI já era uma tendência, agora ela se tornou inevitável, porque, se ela não for instalada, significa dizer que a chantagem do presidente da República contra os senadores, os governadores e o Supremo prevaleceu”, disse Flávio Dino.

Dino pede autorização ao STF para comprar vacina Sputinik

O governador Flávio Dino disse durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 9, que acionou o STF para importar a vacina Rússia SputiniK.

O governador não aguenta mais a estratégia protelatória do governo Bolsonaro para adquirir vacinas para imunizar a população.

“Maranhão apresentou ao STF uma petição requerendo a autorização à importação da vacina Sputnik. As leis são claras ao permitir a compra pelos Estados. Não há motivo para protelações. O Brasil não pode ficar eternamente no fim da fila das vacinas em nível internacional”, anunciou Dino.

O ministro Lewandowiski decidirá sobre a ação do governo do Maranhão, que pretende adquirir cerca de 4 milhões de doses da Sputinik.

“..com Bolsonaro, só haverá instabilidade, agressões e incompetência..”, Dino sobre demissão de ministro

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), um dos mais contumazes críticos do governo Bolsonaro, nesta segunda-feira, dia 29, classificou a demissão do general Fernando Azevedo do Ministro da Defesa, como prova da desagregação do governo federal.

“Muito grave a desagregação do governo federal, que não vem de hoje. Está mais do que provado que, com Bolsonaro, só haverá instabilidade, agressões e incompetência. Democracia e Constituição são as nossas luzes para vencer essas trevas”, destacou Flávio Dino, nas redes sociais.

Flávio Dino também comentou durante entrevista ao site O Antagonista sobre a carta do ex-ministro Fernando Azevedo.

Na noite de hoje o presidente Jair Bolsonaro anunciou o substituto de Fernando Azevedo, além de outras mudanças.

Casa Civil: sai Walter Braga Netto e entra o general Luiz Eduardo Ramos; Justiça e Segurança Púbica: sai André Mendonça e entra Anderson Torres, que era secretário de Segurança do governo do DF; Ministério da Defesa: sai o general Fernando Azevedo e Silva entra o general Walter Braga Netto; Relações Exteriores: sai Ernesto Araújo e assume o embaixador Carlos Alberto Franco França, chefe do cerimonial do Palácio do Planalto; Secretaria de Governo da Presidência da República, sai Luiz Eduardo Ramos e assume a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF).

Em nota o agora ex-ministro Fernando Azevedo agradeceu e disse que “preservou as Forças Armadas como instituições de Estado”.

“Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da
população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.
Fernando Azevedo e Silva”.

“Quem segura 80% da crise da Covid-19 em Imperatriz é a Rede Estadual”, diz Flávio Dino

O governador Flávio Dino, em clara resposta à tentativa de ‘sabotagem’ em Imperatriz, às medidas de enfrentamento a pandemia, disse durante coletiva desta sexta-feira, dia 26, que a rede estadual é responsável por 80% do atendimento e enfrentamento à pandemia no município.

“Largamente quem segura essa crise na cidade de Imperatriz é a Rede Estadual de Saúde, claro que há também a Rede Municipal, mas a estadual com a macro-estadual, com UPA, Materno Infantil e com o Hospital de Campanha que o governo do estado botou, vem segurando 80% dessa grave crise na cidade de Imperatriz. Fizemos parceria em Açailândia, para proteger a região Tocantina, e agora estamos fazendo com Porto Franco”, destacou Flávio Dino.

Na última quarta-feira, dia 24, a Justiça atendeu o Ministério Público e determinou que o Município de Imperatriz cumpra a Medida Provisória nº 343 que antecipou o feriado de 28 de julho para esta sexta-feira, 26 de março.

A decisão foi uma resposta à comunicação feita pela Prefeitura de Imperatriz de que tanto a antecipação do feriado quanto a restrição das atividades nos dias 27 e 28 de março não seriam adotadas na cidade.

Foi estipulado multa multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento. A decisão obrigou ainda o município cumprir o Decreto Estadual 36.601, de 19 de março, adotando medidas concretas para garantir, que nos dias 27 e 28 de março sejam exercidas apenas as atividades essenciais.

“Esse senhor deve respeitar as mães do Brasil”, Dino para Bolsonaro

O governador Flávio Dino comentou nesta quinta-feira, dia 4, em tom de lamentação, crítica e revolta as falas do presidente Bolsonaro, durante agenda em Goiais e Minias Gerais, em meio a fase mais critica da pandemia.

A maior autoridade brasileira hoje em Uberlândia chamou de idiotas os que estão cobrando o governo para comprar vacinas para salvar vidas.

“..tem idiota que a gente ver nas mídias sociais na imprensa, que diz vai comprar vacina, só se for na casa da tua mãe..”, disse o presidente.

Governo do Maranhão e as medidas para o período de 5 a 14 março

O secretário Carlos Lula (Saúde), resumiu as medidas apresentadas pelo governador Flávio Dino, nesta quarta-feira, dia 3, com objetivo de conter o avanço da contaminação e mortes por Covid-19 no Maranhão.

Antes do novo decreto o governo realizou várias reuniões com profissionais de saúde que fazem parte do Comitê de acompanhamento e que aconselha o governo sobre a pandemia; Chefes de Poderes Estaduais, FAMEM e prefeitos da Região Metropolitana de São Luís; e Entidades Empresariais.

Dino em reunião com Pazuello defen etapas e planos de imunização contra Covid-19

O governador Flávio Dino que participou de mais uma reunião virtual dos governadores com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ocorrida quarta-feira, dia 17, pauta foi principal foi o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19.

Durante a reunião, o ministro Pazuello informou que até 31 julho, serão distribuídas cerca de 230 milhões de doses de vacinas aos estados. Na próxima semana deverá ser liberadas novas doses produzidas pelo Butantan.

“Nós temos agora uma referência concreta, de cobrança, quanto à execução das próximas etapas do Plano Nacional de Imunização. O Brasil é muito grande, e não pode ficar na mão de apenas um ou dois fornecedores de vacinas. Executando o que foi pactuado na reunião, temos um rumo melhor para a execução da vacinação, que é aquilo que o Brasil precisa para garantir saúde e a retomada da economia”, afirmou Flávio Dino.

É esperado para a próxima semana a liberação de novas doses produzidas pelo Instituto Butantan, porém não foi informado a quantidade.

Governador Flávio Dino dialoga com deputado estadual Roberto Costa

Nesta quarta-feira (17) o governador Flávio Dino recebeu, no Palácio dos Leões, o deputado estadual Roberto Costa (MDB). O deputado apresentou ao governador algumas demandas sobre a cidade de Bacabal e São Luís.

“Conversamos sobre a recuperação da Capela de São Pedro, uma referência religiosa e cultural da nossa cidade e que precisa de algumas obras de reforma. Além disso, dialogamos sobre a importância de ser reativado o Hemomar da cidade de Bacabal. Ficamos felizes porque o governador nos atendeu e tomará as providências para recuperar a capela em São Luís e garantir o pleno funcionamento do Hemomar de Bacabal (..) Quando encontramos a recíproca e o respeito entre os poderes, garantimos bons encaminhamentos e importantes melhorias para a população. Com esse diálogo, quem ganha é o povo e nós também ficamos muito felizes”, disse o deputado Roberto Costa.

Dino agradece colaboração de servidores e população durante período do Carnaval

O governador do Maranhão, Flávio Dino, usou as redes sociais na noite desta terça-feira, dia 16, que seria festejado o Carnaval, para enviar uma mensagem de agradecimento à população maranhense pela colaboração em meio a pandemia, ele lamentou não ter havido a festa e agradeceu os servidores públicos por se manterem firmes no trabalho.

O governador fez um agradecimento especial ao artistas e profissionais da da área cultural, e assumiu o compromisso de que passado a pandemia, o Maranhão fará o melhor e maior carnaval da história.

“Quero deixar registrar a todos os artistas e grupos culturais que se Deus quiser, e vencida a pandemia em 2022 vamos fazer o melhor e maior carnaval da história do Maranhão”, destacou Flávio Dino.

Governo vai pagar 80% do aluguel para quem morar no Centro de SL

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), lançará nesta semana o ‘Aluguel no Centro’, medida anunciada nesta segunda-feira, dia 25, nas redes sociais tem objetivo de estimular as pessoas a morarem na região central da capital maranhense.

“No âmbito do Programa Nosso Centro, do @GovernoMA, que visa valorizar nosso patrimônio histórico, vamos lançar o “Aluguel no Centro” nesta semana. Vamos pagar 80% do aluguel para quem passar a morar no Centro de São Luís. Ação também visa apoiar famílias nesse momento de crise”, disse Flávio Dino no twitter.

O objetivo além de favorecer moradia dentro do ‘Program Nosso Centro” do governo do estado, pretende contemplar famílias mais impactadas com o atual momento de crise aguda no país.

“O secretário @GALDINODIEGO transmitirá os detalhes sobre o “Aluguel no Centro”, que tem como objetivos: 1. Valorizar nosso patrimônio histórico; 2. Apoiar famílias em momento de crise; 3. Melhorar mobilidade urbana, estimulando moradia perto do local de trabalho”, acrescentou Dino.