Márcio Jerry destina mais de R$ 27 milhões em emendas ao MA

Do Diário 98 

O secretário de Estado das Cidades, Márcio Jerry, deputado federal licenciado destinou em emendas para Maranhão, mas de R$ 27 milhões, que estão inclusos no Orçamento da União para 2022. Os recursos priorizam basicamente Educação e Saúde.

São R$ 17,6 milhões em emendas individuais impositivas e mais R$ 10 milhões da cota de Bancada.

Para área de saúde foram destinados R$ 9 milhões para serem aplicados em Assistência Hospitalar e Ambulatorial, e para atenção primária em unidades de atendimentos, pagamento de despesas, compra de materiais

Deputado do Maranhão é alvo da ‘Operação Descalabro’ deflagrada pela Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira, dia 9, a Operação Descalabro que apura suposto esquema criminoso no Maranhão voltado ao desvio de recursos públicos, da área da saúde, por meio do direcionamento de licitações. Estima-se que a fraude pode ter gerado prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

Segundo a PF, um Deputado Federal do Estado do Maranhão teria desviado dinheiro de suas emendas parlamentares à área da saúde, de abril a dezembro de 2020.

Segundo apurado pela Polícia Federal, o Deputado destinou emendas parlamentares, no montante R$ 15 milhões, para os municípios do interior do Estado do Maranhão, seu reduto eleitoral. Os Fundos Municipais de Saúde, ao receberam os recursos, firmaram contratos fictícios com empresas “de fachada”, pertencentes ao Deputado, que estão em nome de interpostas pessoas, desviando, assim, o dinheiro público. Posteriormente essas empresas efetuaram saques em espécie e o dinheiro era entregue ao Deputado, no seu escritório regional parlamentar em São Luís.

Em uma investigação iniciada pela Polícia Federal, quatro meses atrás, conseguiu-se não apenas constatar os desvios, como também acompanhar os saques e realizar o registro de áudio e vídeo da distribuição dos valores no escritório regional do parlamentar.

A investigação corre em sigilo perante o Supremo Tribunal Federal.

O Ministro Ricardo Lewandowski autorizou o cumprimento de 27 de mandados de busca e apreensão na cidade de São Luís e no interior do Maranhão, determinando o bloqueio de mais de R$ 6 milhões em patrimônio do parlamentar federal, entre outras medidas diversas da prisão.

O trabalho conta com a participação de 98 policiais federais. As penas se somadas podem chegar a 34 anos.

O nome da operação foi dado em razão do prejuízo pesado causado aos cofres públicos em plena época de pandemia.

Othelino Neto repudia uso político e polêmica sobre repasse ao Aldenora Bello

 

othelino
Deputado Othelino Neto (PCdoB), Presidente da Assembleia Legislativa/Foto: Reprodução

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, lamentou nesta quinta–feira (28) a polêmica criada sobre repasse dos recursos fruto das Emendas Parlamentares no valor de R$ 4, 2 milhões para o Hospital Aldenora Bello. O parlamentar também aproveitou para repudiar o uso político da questão, o que chamou de inadequada em se tratando de atendimento a pessoas com câncer.

‘.. quanto ao pagamento de emendas parlamentares disponibilizadas para viabilizar a manutenção dos serviços do hospital Aldenora Belo, vale esclarecer que a Assembleia Legislativa protocolou ofício junto à SES no dia 25.10..’ disse Othelino Neto.

O deputado Othelino Neto falou hoje com o Secretário da Saúde, Carlos Lula, sobre o processo de transferência dos recursos para o Hospital, e foi informado que a Fundação Antônio Jorge Dino, apresentou apenas no último dia 12 de novembro o projeto. A liberação dos R$ 4,2 milhões é prioridade e será realizado em seis parcelas. Othelino alertou a Fundação para viabilização da documentação necessária.

‘..é imperioso que a Fundação Antônio Dino apresente a documentação pendente, atendendo ao que estabelece a legislação vigente. Finalmente, registro que a politização de um assunto tão sensível como o tratamento de pessoas com câncer é absolutamente inadequado..’, destacou Othelino Neto.

p 1

p 2