Brandão repudia racismo, misoginia e violência contra mulher

O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), repudiou nesta terça-feira, dia 2, praticas de racismo e violência contra mulheres. O posicionamento foi motivado pela ocorrência e repercussão dos fatos envolvendo os filhos dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, e ainda, a denuncia de ameaças contra a ex-deputado Emanuella D’Avila.

“O racismo é destrutivo. Impede uma convivência harmônica, pautada no respeito, empatia e, consequentemente, de construirmos uma sociedade melhor. Minha solidariedade a Títi e Bless, filhos dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, e todas as vítimas dessas ações criminosas (..) Não há espaço para a misoginia e violência contra a mulher. Que os autores das ameaças sofridas pela ex-deputada federal @ManuelaDavila prestem contas com as autoridades competentes e com o rigor da lei. Precisamos de um país civilizado, livre de barbárie e de impunidade”, disse Brandão nas redes sociais.