Para Dino falta ‘competência e responsabilidade’ na escolha de ministro

O imbróglio criada pelo próprio governo federal desde o último sábado, ao tentar acabar a pressão política para substituir Pazzuelo no ministério da Saúde, nesta segunda-feira, dia 15, a crise aumentou a temperatura no meios políticos, após a médica Ludhmila Hajjar recusar assumir a pasta.

Para o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), falta ‘competência e responsabilidade’, em escolher um substituto para pasta, antes de anunciar a mudança.

Com a provável nova mudança no Ministério da Saúde, no meio da maior crise sanitário da saúde, será a quarta mudança. Politicamente e para enfrentamento à pandemia do Covid-19 a situação é considerado muito ruim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s