“Eduardo Paz vai ser preso! Digo isso com o coração partido”, disse Crivella

O prefeito Marcelo Crivella, preso nesta terça-feira, dia 22, durante o 2º turno das eleições no Rio de Janeiro, profetizou que Eduardo Paz teria o mesmo destino de Sérgio Cabral e Pezão, porque teria cometido os mesmos erros dos ex-governadores.

“Eduardo Paz vai ser preso! Digo isso com o coração partido, porque ele cometeu os mesmos erros de Cabral e Pezão. Ele vai ser preso, a mesma coisa vai acontecer acontecer agora”, disse Crivella.

Crivella anunciou a prisão de Paz no debate do dia 28 de novembro. Acertou em parte, porque foi ele o foi alvo da Polícia Civil e Ministério Público.

Marcelo Crivella é preso faltando apenas nove dias para deixar a Prefeitura do Rio

Do G1

Operação da Polícia Civil e Ministério Público do Rio de Janeiro prenderam, na manhã desta terça-feira (22), o Prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), o empresário Rafael Alves e o delegado aposentado Fernando Moraes.

Também são alvos o ex-senador Eduardo Lopes, que não foi encontrado. Ele teria se mudado para Belém e deverá se apresentar à polícia. Ele foi senador do Rio pelo Republicanos, ao herdar o cargo de Crivella, e foi secretário de Pecuária, Pesca e Abastecimento do governador afastado Wilson Witzel.

A ação é um desdobramento da Operação Hades, que investiga um suposto ‘QG da Propina’ na Prefeitura do Rio. Os mandados são cumpridos pela Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (CIAF) da Polícia Civil e do Gaocrim, do MP-RJ. A decisão é da desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita.

A prisão de Crivella acontece 9 dias antes de terminar o seu mandato. Como o vice-prefeito dele, Fernando McDowell, morreu em maio de 2018, quem assume a prefeitura enquanto o prefeito estiver preso é o presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Felipe (DEM).