FAMEM defende retorno das aulas de forma virtual e presencial no Maranhão

A FAMEM (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão), defende o retorno dos alunos para sala de aula em formato híbrido (presencial e virtual).

O posicionamento foi colocado pelo secretário-executivo da entidade municipalista, Marcelo Freitas.

O governo do estado do Maranhão concluiu nesta terça-feira,1º, a escuta democrática junto à comunidade, escolas, estudantes, pais, professores e trabalhadores da educação, sobre o retorno das aulas.

Segundo o secretário de estado da Educação, Felipe Camarão, a maioria dos entrevistados decidiram pelo adiamento do retorno para 2021.

“Nós não devemos ter aula presencial ainda no ano de 2020.  Vamos concluir o ano letivo de forma remota, utilizando tecnologias”, afirmou Felipe Camarão.

Depois de distribuir chips e recarga para erstudantes do 3º ano, o governo do Maranhão estenderá a distribuição para estudantes do segundo e primeiro ano do Ensino Médio. 

Para o secretário da Famem, as duas frentes de investimento seriam uma alternativa para o retorno já que as condições da rede não permitem o retorno presencial de todos

Com o objetivo de entender a situação em cada Município e compartilhar informações entre os gestores, a CNM (Conselho Político da Confederação Nacional dos Municípios), tem uma pesquisa em andamento sobre a volta às aulas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s