“..foi à CPI e não pôde defender certos absurdos..”, Dino sobre Queiroga

Do Uol

‘Foi uma espécie de retaliação’, segundo o governador, Flávio Dino (PCdoB), o ‘parecer de desobrigação do uso da vacina’ pedido ao ministro Marcelo Queiroga, pelo presidente Jair Bolsonaro.

Ainda para Dino, nenhum médico do Brasil liberaria o uso de máscara nesse momento.

“O ministro foi à CPI e não pôde defender certos absurdos. A minha visão é que as atitudes do presidente, chamando-o de modo depreciativo, [como quando disse] ‘esse tal Queiroga’, e essa encomenda impossível de ser atendida, eu acredito que infelizmente foi uma retaliação do presidente da República contra o seu ministro (..) O Bolsonaro não consegue conviver com qualquer pessoa que minimamente discorde dele”, afirmou Flávio Dino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s