Maranhão vai revender Gás Natural Veicular nos postos de combustíveis

O Gás Natural Veicular (GNV) estará disponível nos postos de combustíveis maranhenses nos próximos meses. A novidade foi confirmada nesta quarta-feira, dia 25, pelo governador Carlos Brandão.

“Teremos gás natural veicular em nosso estado. Assinaram contrato hoje a Eneva e a Suzano, que serão parceiras na disponibilização deste produto aos consumidores. As empresas farão toda a logística do GNL, com a dispensa da construção de gasodutos. Energia limpa e toda nossa (..) Daremos um salto na disponibilização deste produto para o nosso consumidor. Somos um estado rico, plenamente capaz de atender às demandas que virão, fortalecendo uma cadeia de negócios que será positiva para todos e respeitosa com o meio ambiente”, comemorou Brandão.

As informações sobre a novidade no Maranhão aconteceu após reunião de trabalho com o presidente da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), Allan Kardec, e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (SEPE), José Reinaldo Tavares.

A revenda do GNV, combustível fóssil mais limpo e econômico, se comparado com a gasolina, foi possível graças a um contrato firmado entre o governo do Maranhão e duas empresas: a Eneva, especializada em exploração e produção de gás natural; e a Suzano Papel e Celulose, ambas em atividade no estado.

As duas empresas investirão cerca de R$ 530 milhões para a disponibilização desse tipo de combustível no Maranhão.

Promissora alternativa de combustível automotivo, o GNV apresenta importantes vantagens técnicas no mercado de combustíveis, como baixa redução de CO2, menor desgaste de partes e componentes do motor e o menor custo no mercado brasileiro.

A revenda de GNV vai proporcionar geração de emprego e renda, uma vez que vai beneficiar diretamente motoristas de aplicativo, taxistas e vans em um momento de alta inflação nos preços da gasolina e do diesel, por exemplo.

Gás e ZPE

A chegada do GNV soma-se a outra importante notícia para a retomada da economia e atração de novos investimentos, a Zona de Processamento de Exportação do Maranhão (ZPE-MA).

Ontem (24) foi promovida a solenidade de instalação da Comissão Estadual da ZPE-MA, em São Luís. A ZPE é uma área onde empresas se instalam para produção de bens a serem comercializados fora do país.

Uma vez instalada no Maranhão, a ZPE vai ajudar na atração de mais investimentos e na geração de emprego e renda local.

​O processo de implantação do Gás Natural Veicular nos postos maranhenses deve ocorrer inicialmente nas cidades de São Luís e Imperatriz e essa nova opção de combustível deve estar disponível aos consumidores ainda este ano.

Preços dos Combustíveis: postos são notificados na Grande Ilha

 

O Procon/MA já notificou esta semana dez postos de combustíveis da Grande Ilha.

A ação verifica se os preços praticados pelos estabelecimentos estão em conformidade com o reajuste anunciado pela Petrobras.

Nesta quarta-feira, foi anunciado o sétimo aumento consecutivo nas refinarias, com reajuste de 3% para gasolina e 6% para o diesel.

Apesar dos constantes aumentos autorizados pelo Governo Federal, os preços têm se mantido abaixo da média nacional na capital.

Os postos deverão justificar os preços praticados em até 10 (dez) dias, a contar da data de recebimento da notificação.

De acordo com o balanço realizado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), no período de 21 a 27 de junho, São Luís se destaca como a segunda capital com a gasolina mais barata do Nordeste e a primeira entre as capitais vizinhas.

• Média da gasolina entre as capitais: R$ 4,04.

• Média em São Luís: R$ 3,80

O Procon orienta os consumidores a denunciarem ao órgão irregularidades e aumento execessivo de combustíveis.