Márcio Lobão é solto após pagar fiança de R$ 5 milhões

 

marcio_lobao_edison_lobao
Foto: Reprodução

O desembargador do TRF4, Gebran Neto, que também é relator da Lava Jato em Curitiba, mandou soltar na manhã deste sábado (14), Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão (MDB-MA). Ele foi preso no inicio desta semana no Rio de Janeiro.

A prisão de Márcio Lobão foi substituída por medidas cautelares, ele está proibido de deixar o país e falar com outros investigados no esquema que é acusado de participar. Ele teve que pagar ainda uma fiança de R$ 5 milhões.

Ele o pai são acusados de receberem propina milionária da Transpetro, subsidiária da Petrobras.

Operação Galeria: filho do ex-ministro Edson Lobão é preso no Rio

 

marcio_lobao
Márcio Lobão/Foto: Reprodução

Márcio Lobão alvo da ‘Operação Galeria’  foi preso por tempo indeterminado na manhã desta terça-feira (10) no Rio de Janeiro onde mora. Ele é filho do ex-ministro Edson Lobão (MDB).

No Maranhão onde reside sua família e o pai Edson Lobão foi governador e também eleito senador várias vezes, Márcio Lobão, não é visto com frequência. Está é a 65ª fase da Operação Lava Jato.

Ele investigado por corrupção e lavagem de dinheiro com recursos obtidos da Transpetro, segundo a polícia, de forma indevida.

Segundo o MPF, Márcio Lobão e Edison Lobão solicitaram e receberam propinas dos Grupos Estre e Odebrecht em R$ 50 milhões entre 2008 e 2014.

O mandado de prisão foi expedido contra Márcio Lobão porque, conforme o MPF, há indícios de que ele permanecia praticando o crime de lavagem de dinheiro em 2019.

O nome de ‘Operação Galeria’ foi dado em razão de grande parte dos recursos terem sido investidos em galerias e obras de arte. Foram expedidos 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo (SP), Rio de Janeiro e Brasília (DF).