Primeiro caso suspeito de ‘varíola do macaco’ em São Luís

Registrado o primeiro caso suspeito da ‘varíola dos macacos’ (Monkeypox) na capital maranhense. Trata-se de homem, 42 anos, que deu entrada no Socorrão 1, com sintomas semelhantes da doença.

O homem foi encaminhado para o Hospital Carlos Macieira, onde ficará sob cuidados do Estado. O primeiro óbito Brasil de contaminação pela ‘varíola dos macacos’ aconteceu em 29 de julho, em Minas Gerais.

Rede Cuidar amplia tratamento aos sequelados da Covid-19 no MA

A Rede Cuidar deu inicio terça-feira, dia 20, à ampliação aos serviços de assistência aos pacientes recuperados da Covid-19 no Maranhão.

O serviço começou em São Luís nesta terça-feira (20), no anexo do Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM).

A Rede Cuidar vai garantir assistência, através de serviços médicos especializados, aos pacientes que apresentam sequelas em decorrência da Covid-19. 

“Inicialmente, estaremos funcionando também nas Policlínicas de Presidente Dutra, Santa Inês e Imperatriz e depois, iremos ampliar o serviço para outras policlínicas, para que possamos oferecer essa rede de atenção ao paciente que se recuperou da Covid-19 e também ao familiar que perdeu um ente querido, e eventualmente possa precisar de um acompanhamento psicológico”, destacou o secretário Carlos Lula. 

O paciente, após a consulta, poderá fazer os exames na própria unidade de saúde. Serão oferecidas consultas cardiológicas, neurológicas, pneumológicas, endocrinologia e psiquiatria, além de atendimento multiprofissional com nutricionista, fonoaudiólogo e fisioterapeuta.

O funcionamento será das 8h às 12h e das 14h às 18h, e, além do encaminhamento feito pelas unidades, o agendamento de consultas pode ser feito pelo WhatsApp (98) 99161-9028 ou presencial, no próprio Centro de Reabilitação da Rede Cuidar na capital.

Até o fim desta semana, o serviço também estará disponível em unidades da rede estadual de saúde em Santa Inês, Presidente Dutra e Imperatriz.

Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino, continua na UTI do Carlos Macieira

O governo do Maranhão através da Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos divulgou uma nota no inicio da noite deste domingo (23), onde esclarece sobre o quadro de saúde do ex-deputado e prefeito Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino.

Hoje uma noticia sobre o ‘falecimento’ de Sálvio Dino repercutiu rapidamente na capital e no interior. Ele tem 88 anos e foi diagnosticado com Covid-19, e segue internado no Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

Nota

A Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap) informa que o ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa, Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino, segue em tratamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

Sálvio Dino foi diagnosticado com Covid-19 há algumas semanas e iniciou tratamento hospitalar na cidade de Imperatriz, posteriormente sendo transferido para a capital. O estado de saúde é grave.