Eliziane Gama oficializa apoio à pré-candidatura de Rubens Jr

 

RE
Senadora Eliziane Gama durante ato de aopio à pré-candidatura de Rubens Junior, à prefeito de Sâo Luís

O Cidadania da senadora Eliziane Gama, declarou apoio oficial nesta sexta-feira (3), à pré-candidatura de Rubens Júnior (PCdoB) à prefeitura de São Luís.

A agenda política foi acompanhada por dezenas de lideranças e pré-candidatos à vereador. Entre os participanrtes, os presidentes Estaduais do Cidadania e PCdoB, Eliel Gama e o deputado federal Márcio Jerry, respectivamente.

Para a Senadora Eliziane Gama, a escolha por Rubens Jr é fruto da convicção do Cidadania e que ambos são fruto da mesma geração de políticos

“Rubens e eu começamos a vida pública juntos em 2006, ele é a junção de capacidade política, que vem de berço, e de alguém que se preparou para a vida pública. Além da enorme contribuição que deu ao governo Flávio Dino..”, ressaltou Eliziane.

Rubens Jr, lembrou a trajetória vitoriosa da senadora Eliziane e sua atuação parlamentar em momentos importantes e por causas justas.

“Estamos juntos desde sempre, este apoio me honra muito. Não é uma aliança partidária de ocasião. O Cidadania e o PCdoB estão juntos desde sempre.., nossa luta não é partidária, é uma trajetória de vida em defesa dos que mais precisam e pela verdade e por um programa”, destacou. Rubens Junior.

Weverton e Eliziane votam SIM ao projeto contra Fake News; Roberto Rocha votou NÃO

 

senadores-13
Senadores da Bancada Maranhense: Eliziane Gama (Cidadania), Weverton (PDT) e Roberto Rocha (PSDB)

O Senado Federal aprovou o projeto que pretende combater a disseminação de fake news nas redes sociais. O Projeto de Lei teve aprovação apertada de 44 votos favoráveis e 32 contrários e duas abstenções.

Os senadores do Maranhão, Weverton (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) votaram a favor do projeto contra fake news, Roberto Rocha (PSDB) votou contra.

O senador Weverton, líder do partido no Senado, ao encaminhar voto favorável ao projeto disse que ‘o projeto não é para político, mas para proteger a sociedade’.

Políticos maranhenses comentam saída de Weintraub do MEC em tom de alívio e criticas à sua gestão

 

IMG_20200618_214410-1

A confirmação da saída de Weintraub do MInistério da Educação nesta quinta-feira (18), foi destacada numa rede social por políticos do Maranhão, num misto de alívio e criticas a gestão dele no MEC.

O mais controverso, improdutivo e polêmico ocupante da pasta no país ficou no cargo durante 14 mese.

Márcio Jerry e Eliziane protestam contra retirada de R$ 83,9 milhões do Bolsa Família

 

O presidente Jair Bolsonaro retirou cerca de R$ 83,9 milhões, que seriam destinados ao Bolsa Família e beneficiariam cerca de 70 mil famílias, agora serão utilizados para bancar propaganda do governo.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), classificou de inacreditável a medida do governo Bolsonaro, “retirar R$ 83,9 milhões do Bolsa Família para gastar com propaganda”, questionou a senadora. O benefico atenderia famílias da Região Nordeste.

Já o deputado federal, Márcio Jerry, resaltou que o governo Bolsonaro faz questão de demonstrar todos os dias seu desprezo pelo povo.

A medida de certa forma não surpreendeu, uma vez que tem sido recorrente reclamações de falta de atenção do governo Bolsonaro, com o Nordeste. O presidente Bolsonaro perdeu a disputa eleitoral de 2018, nos nove estados da Região. Após assumir a presidência declarou ‘guerra’ aos governadores.

“Ou nos unimos em 2020 ou pode nem haver 2022”, Eliziane sobre pandemia e bolsonarismo

 

1580210094-3559282-747x429
Senadora Eliziane Gama (Cidadani-MA)/Foto:Reprodução

A senadora Elizaene Gama (Cidadania-MA), líde do partidido no Senado, nesta terça-feira (2), defendeu a unidade para enfrentar e vencer a pandemia, e ainda, ameaça autoritária bolsonarista, que deseja o caos e rompimento instucional no país.

“..precisamos nos unir com quem divergimos.., nossa convergência tem que ser no ponto principal: a defesa irrestrita do estado democrático de direito..”, alerta Eliziane

Eliziane se referia a iniciativa da frente ampla e suprapartidaria lançada no final de semana formada por políticos e artistas de várias matizes. Para ela, a unidade precisa se consolidar agora durante a batalha contra o coronavírus e fortalecer a luta em defesa do Estado Democratico de Direitos.

Eliziane cobra Bolsonaro sanção do projeto de socorro a estados e municípios

 

IMG_20200526_122248

“A sanção do projeto que garante recursos a estados e municípios para o combate à pandemia é urgente. O presidente está demorando demais para liberar esses recursos. A doença já se alastrou pelo interior do país e a demora na sanção deixa milhares de brasileiros vulneráveis (..) Lá na base, os prefeitos estão fazendo um gigante esforço pra evitar o colapso do sistema”, cobrou Eliziane Gama.

Eliziane quer divulgação do vídeo ‘devastador’ da reunião com Bolsonaro

 

1580210094-3559282-747x429
Senadora Eliziane Gama (Cidadani-MA)/Foto:Reprodução

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), com base na repercussão do suposto conteúdo do vídeo da reunião ministerial com o presidente Bolsonora, que passou ser tratado como ‘devastador’, cobrou nas redes sociais a divulgação pública da reunião.

Para Eliziane Gama “o país não merece ter um presidente sob suspeita”.

“O vídeo da reunião com os ministros apontado como prova por Sérgio Moro precisa vir a tona pelo bem da sociedade. Supostamente, Bolsonaro teria cobrado a troca na PF no Rio p/ proteger seus familiares. O país não merece ter um presidente sob suspeita”, cobrou Eliziane Gama.

O vídeo da reunião ministerial apontado pelo ex-ministro Sérgio Moro, que segundo ele, prova as intenções nada republicanas do presidente Bolsonaro em interferir na Polícia Federal, para ‘proteger seus familiares’ poderá ter desdobramentos graves para o governo e o país.

O fato veio atona no bojo da mudança da Direção Geral da Polícia Federal, que culminou com o pedido de demissão de Sérgio Moro (ex-ministro da Justiça).

Eliziane Gama sugere utilização dos CRAS e CREAS para que ‘invisíveis’ recebam o auxílio de R$ 600

 

imagem_materia
Senador Eliziane Gama (Cidadania-MA)/Fodo: Reprodução

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) está sugerindo ao governo Bolsonaro, a utilização dos CRAS e CREAS para que os milhões de ‘invisíveis’ que estão esperando o benefício de R$ 600, destinados em razão da crise do coronavírus, possam finalmente serem localizados e recebam o dinheiro.

“Milhões de brasileiros sem CPF, celular e até endereço precisam urgentemente do auxílio de 600 reais, aprovado pelo Congresso. O momento pede parceria entre União e municípios p/ resolver esse drama. Os CRAS, CREAS e Centros Pop podem ajudar na busca ativa dos mais necessitados (..) Dos 123 bilhões disponibilizados pelo Congresso, apenas 32 bilhões chegaram aos mais necessitados. Há milhões de brasileiros fora dos cadastros oficiais do governo. É urgente um trabalho conjunto c/ a Rede Suas e os munícípios p/ chegar aos cidadãos “invisíveis”. A fome ñ espera”, cobrou Eliziane.

Foi preciso a pandemia para descobrirem que existem quase 50 milhões de pessoas no país que não existem nos dados do governo, o que representa algo entorno de 25% da população. Eles se cadastraram para receberem o auxílio de R$ 600, mas ainda não conseguiram.

Flávio Dino e Eliziane Gama viram denuncias de crimes graves na fala de Sérgio Moro

 

IMG_20200424_143602

O desembarque do ex-ministro, Sérgio Moro, do governo Bolsonaro nesta sexta-feira (24), teve impacto comparado ao de uma ‘bomba atômica’ nos meios políticos e jurídicos causando perplexidade. Para o governador Flávio Dino, que também é ex-juiz federal, o pronunciamento do ex-ministro Moro, constitui crime de responsabilidade do ponto de vista jurídico.

“Do ponto de vista jurídico, o depoimento de Moro constitui prova de crimes de responsabilidade contra a probidade na Administração, contra o livre exercício dos Poderes e contra direitos individuais. Artigo 85 da Constituição Federal e Lei 1.079/50”, esclarece Flávio Dino.

A senador, Eliziane Gama, viu com perplexidade a quantidade de crimes denunciados no anuncio de saída do governo Bolsonaro. Para ela, o ex-ministro Moro precisa ser ouvido imediatamente pelo Congresso Nacional.

“Obstrução da justiça, falsidade ideológica, crime de responsabilidade, tudo junto nas declarações do ministro Moro. É necessário investigar essas informações e cobrar responsabilidades. Estamos pedindo que o Congresso Nacional ouça com urgência Sérgio Moro e tome providências”, destacou Eliziane.

Eliziane chama ataque de Bolsonaro ao Sistema Eleitoral de “Verborragia”

 

eliz
Senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA)/Foto: Reprodução

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), se somou aos políticos que criticaram Jair Bolsonaro, em relação a mais recente polêmica criada pelo presidente da republica. O alvo dessa vez de Bolsonaro foi o Sistema Eleitoral Brasileiro.

“Deslegitimar as eleições presidenciais de 2018, fazendo uma acusação grave, sem apresentar provas e sem levar os “fraudadores” à justiça em meio a uma crise econômica, fiscal e política global é de uma irresponsabilidade sem tamanho. Essa verborragia é um grave problema”, destacou Eliziane.

A senadora maranhense recomendou ainda que Bolsonaro se espelhe em posturas como as dos ministros Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Henrique Mandetta (Saúde). Para ela, os ministros citados conseguem mostrar resultados em suas pastas, sem ficarem criando conflitos “tolos”.

“O governo federal tem em seus próprios quadros pessoas que dão a linha de como deveria ser a atitude do governo, com mais gestão e menos conflitos. Os ministros Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Henrique Mandetta (Saúde)  tem conseguido mostrar trabalho e sempre se mantêm longe de confusões tolas e desnecessárias” completou Eliziane Gama.

Falando para brasileiros em Miami no EUA, Bolsonaro disse que as eleições de 2018, onde se elegeu presidente foi fraudada. No mesmo evento, ele também chorou e ainda arrancou risadas dos presentes. Sobre o impacto da Crise Econômica Global na economia brasileira, culpou o coronavírus, porém não disse que medidas serão adotadas para enfrentar a crise.