“PCdoB com dois bons nomes para disputa em São Luís é privilégio” disse Márcio Jerry

 

PCdoB
Márcio Jerry, Duarte Júnior e Rubens Junior/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry, presidente Estadual do PCdoB no Maranhão, foi o centro das atenções nesta quarta-feira (13), no Parlamento Estadual. O partido realizará na próxima semana sua Conferência Estadual na Assembleia Legislativa.

Márcio Jerry tratou de vários assuntos com imprensa, mas foi a eleição em São Luís que dominou a pauta. O PCdoB terá que decidir entre o deputado Duarte Junior e Rubens Junior, Secretario de Cidades, até janeiro.

De acordo com Márcio Jerry a definição do nome atenderá vários critérios, entre eles, potencial de agregar apoios políticos, nesse aspecto Rubens Junior leva certa vantagem. Porém, levantamentos realizados até o momento em relação a disputa em São Luís, a posição de Duarte Junior é bem melhor.

Mas, não será na Conferência Estadual do Partido que acontecerá nos próximos dias 22 e 23 em São Luís, que será conhecido o candidato do PCdoB para a eleição na capital. Márcio Jerry estabeleceu janeiro como prazo final para definição. Para ele, ter dois bons nomes disputando o direito de ser candidato pelo partido é privilégio.

Ao upaonews.com o deputado Márcio Jerry também falou sobre: O Acordo de Salvaguarda Brasil/EUA; debate no Congresso sobre a prisão após condenação em 2ª instância; golpe na Bolivia e invasão na Embaixada na Vanezuela; e por fim a realização do Encontro Estadual do PCdoB.

Veja aqui a entrevista com o dep. federal Márcio Jerry (PCdoB)

PCdoB no Maranhão realizará Conferencia Estadual visando eleições 2020 e 2022

 

pcdob
Foto: Reprodução

O PCdoB do Maranhão está convocando seus filiados para sua grande Conferencia Estadual que acontecerá nos próximos dias 22 e 23 de novembro, em São Luís, e que estabelecerá as metas do partido para as eleições de 2020 e 2022.

jerry
Deputado federal Márcio Jerry, presidente Estadual do Maranhão/Foto: Reprodução

Para o deputado federal Márcio Jerry, presidente Estadual do PCdB, o partido demonstrará no encontro o resultado da grande mobilização ocorrida no Maranhão antes do encontro.

“Contagem regressiva para a Conferência Estadual do PCdoB do Maranhão dias 22 e 23 de novembro. Evento que vai aprovar as diretrizes do partido para os próximos dois anos e renovar a direção partidária. Após processo de mobilização intenso, forte, belo, vivo em todo o Maranhão”, destacou Márcio Jerry.

Em encontro do PCdoB realizado no último sábado (9), durante Conferencia Municipal na capital, o partido ratificou o objetivo de lançar candidato a prefeito em São Luís e reforçar a representatividade no parlamento. Para Márcio Jerry o objetivo é vencer as eleições.

“O PCdoB disputará pra valer e para vencer a eleição a prefeito de nossa São Luís, para continuar as parcerias de resultados tão importantes”, disse Jerry.

O PCdoB no Maranhão conta atualmente nos quadros com 46 prefeitos, 2 deputados federais, 6 estaduais e o governador do estado. O objetivo da sigla e se manter como um dos principais partidos no Maranhão e com candidatos nas principais cidades São Luís e Imperatriz.

Para Márcio Jerry projeto de Bolsonaro sobre armas é vitória da Violência

 

jerry
Mércio Jerry (PCdoB-MA), vice-líder do partido na Câmara/Foto: Reprodução

O deputado Márcio Jerry, vice-líder do PCdoB na Câmara Federal, criticou a tramitação e aprovação nesta semana do projeto do governo Bolsonaro, que amplia, e que passará agora ser analisado no Senado.

O polêmico projeto chamado por Jerry de “bangue-bangue” não passou por nenhuma comissão da Câmara. Ele disse ainda que em sendo também aprovado no Senado representará uma vitória da cultura da violência.

“Mais armas de fogo significam dramaticamente mais mortes. É um absurdo que tem por trás seguramente o poderoso lobby das indústrias de armas. Sou contra o projeto, eu voto pela paz”, disse Jerry.

O projeto facilitar a posse e o porte de armas, e ainda, regulariza a posse sem comprovação de capacidade técnica e laudo psicológico. No Brasil morrem mais de 43 mil pessoas vitimas de arma de fogo.

Márcio Jerry não acredita em desculpas de Eduardo Bolsonaro

 

jerry_camara129817
Deputado Federal Márcio Jerry (PCdoB)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry, vice-líder do PCdoB na Câmara Federal, não está convencido das desculpas de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), feitas na noite de ontem quinta-feira (31), após a repercussão negativa da sua declaração em defesa da ruptura democrática no país.

“O pusilânime dep @BolsonaroSP apela a um pedido de desculpas fake como tentativa de evitar punição pela pregação criminosa de volta à ditadura. Não cola ! Tem que responder pela bravata autoritária” disse no twitter Márcio Jerry.

Para Márcio Jerry, o filho do presidente Jair Bolsonaro só se desculpou porque diante da repercussão, reação da sociedade e protestos de todos os seguimentos da classe política, Eduardo Bolsonaro passou considerar iminente a cassação do seu mandato.

Após defender a possibilidade de um ‘novo AI-5’, Eduardo Bolsonaro, conseguiu unir contra ele todos seguimentos políticos das alas mais moderadas as radicais, inclusive do próprio partido e de bolsonaristas viscerais. A cassação de Eduardo Bolsonaro colocou no colo da Câmara Federal a responsabilidade de punir o parlamentar exemplarmente por conspirar contra a democracia que lhe deu um mandato de deputado.

A punição a Eduardo Bolsonaro foi levantada pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), antes dos partidos de oposição anunciarem que vão pedir a cassação do deputado e filho do presidente.

“..apologia reiterada a instrumentos da ditadura é passível de punição pelas ferramentas que detém as instituições democráticas brasileiras..”, disse através de nota Rodrigo Maia.

Márcio Jerry pede consenso e respeito a maioria democrática para garantir os R$ 247 milhões

 

marcio entendimento
Deputado Federal Márcio Jerry (PCdoB)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) usou nesta sexta-feira (25) sua conta no twitter para dizer que a bancada federal continua em busca de entendimento para o Maranhão não perder os R$ 247 milhões a que tem direito a bancada maranhense em Brasília.

Márcio Jerry  também ressaltou a importância de priorizar o bom senso, os interesses do Maranhão e respeito democrático da maioria da bancada. Dos 18 deputados federais é  necessário o apoio formal de 14, mas apenas 10 assinaram. Os três senadores também assinaram.

jerry consenso 1

Com o fim do prazo na última quinta-feira (24), a bancada maranhense ainda tem até o inicio da próxima para encontrar um entendimento e impedir que o Maranhão deixe de receber os recursos.

Os deputados federais que ainda não assinaram são: Aluísio Mendes (PSC), Eduardo Braide (PMN), Edilázio Júnior (PV), Hildo Rocha (MDB), Josimar de Maranhãozinho (PL), Júnior Lourenço (PL), Marreca Filho (Patriota) e Pastor Gildenemyr.

Márcio Jerry ratifica defesa de soberania e quilombolas em Alcântara

 

marcio jerry alcantara
Márcio Jerry, vice-líder do PCdoB na Câmara Federal/Foto: Reprodução

O deputado federal, Márcio Jerry (PCdoB-MA), defendeu nesta terça-feira (22), o acompanhamento do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas para garantir a soberania e a preservação dos direitos das comunidades tradicionais do Maranhão.

Na opinião de Jerry, o pacto selado precisa ser encarado como uma oportunidade.

 

Márcio Jerry debate com movimentos sociais alterações nos limites dos Lençóis Maranhenses

 

lencois-ma-800x450
Foto: Reprodução
Fetaema-1024x768
Deputado Márcio Jerry (PCdoB)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) se reuniu nesta segunda-feira (14), com movimentos sociais no Maranhão para discutirem sobre alterações nos limites do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

O encontro aconteceu na sede da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras do Estado do Maranhão (Fetaema). Seguimentos da sociedade maranhense  estão preocupados com impactos sociais e ambientais na área.

“Comunidades tradicionais estão preocupadas e isso precisa ser avaliado devidamente. Incrementar a economia do turismo sem depredar o meio ambiente, tampouco marginalizar comunidades, é o nosso objetivo”, disse Márcio Jerry.

 

Para Márcio Jerry ‘ameaça para Lava Jato é a própria Força Tarefa’

 

marcio-jerry-1-940x540

Para o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) a grande ameaça à Operação Lava Jato não é o Supremo Tribunal Federal, mas a própria força tarefa baseada em Curitiba.

“Não é o STF que pode ‘fulminar’ a Lava Jato. Quem a fulminou mortalmente foram os abusos e ilegalidades da dupla Sérgio Moro e Deltan Dallagnol”, disse o parlamentar.

A declaração do deputado foi motivada pela formalização ontem quarta-feira (2), da decisão de que réus delatados terão direito terão direito de defesa. Hoje os ministros retomarão o tema para definirem os critérios. A decisão poderá anular dezenas de condenações da Lava Jato.

A decisão do STF poderá beneficiar inclusive o ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba cumprindo pena pelo caso do Triplex, mas já está com direito a progressão do regime.

“A revelação dos abusos da Lava Jato envergonham aqueles que a defenderam cegamente. Com a desculpa de combater a corrupção cometeram ilegalidades e instrumentalizarem o Ministério Público e a Justiça Federal para fazer a maior armação política da história do Brasil”, completou Márcio Jerry.

Márcio Jerry defende correções de erros da Lava Jato que até Augusto Aras reconhece

 

marcio aras
Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA), ratificou nesta quarta-feira (25) a necessidade de correções na Lava Jato, a manifestação do parlamentar foi motivado pelas declarações do subprocurador-geral Augusto Aras na CCJ do Senado hoje ao dizer ser necessários ajustes na Operação.

“Defendo que a boa Lava Jato seja incorporada a todo Ministério Público (…) Pretendemos que seja reposto na Lava Jato a impessoalidade”, disse Aras.

Para Márcio Jerry o subprocurador que assumirá a PGR (Procuradoria Geral da República) durante a sabatina no Senado reconheceu que há excessos e erros na Operação Lava Jato.

“Até Aras reconhece erros da Lava Jato e necessidade de correções. Se tem a “boa” Lava Jato, é porque tem a Lava Jato “ruim”. E se é necessário “repor” a impessoalidade, é porque existe “pessoalidade”. Ou seja, parte importante de nossas críticas à Lava Jato reconhecidas pelo novo PGR como corretas”, destacou Márcio Jerry.

Para Márcio Jerry derrubada de vetos de Bolsonaro evita ‘Abuso de Autoridade’

 

maarcio jerry abuso

O Congresso Nacional na noite desta terça-feira (24), derrubou 18 vetos e manteve 15 do projeto de Abuso de Autoridade. O resultado da sessão conjunta da Câmara e Senado foi mais uma derrota aplicada ao presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro.

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) comemorou a derrota do governo Bolsonaro e disse que o resultado da votação no Congresso em relação ao projeto tem como objetivo evitar o ‘abuso de autoridades’.

“A lei é para todos ! Inclusive para quem tem a responsabilidade de aplicar a lei. Decisão do Congresso Nacional hoje derrubando vetos do Bolsonaro se baseia exatamente em garantir que não haja ABUSO DE AUTORIDADE” comemora Márcio Jerry.