Márcio Jerry faz Boca Aberta surtar ao dizer que ele não era digno de presidir a Câmara

 

jerry
Márcio Jerry, deputado federal (PCdoB)/Foto: Reprodução

Os deputados federais Márcio Jerry (PCdoB-MA) e Boca Aberta (PROS-PR) quase vão às vias de fato no Plenário da Câmara Federal nesta quinta-feira (15). Foi necessário a intervenção da segurança para arrefecer os ânimos.

Tudo começou quando Marcio Jerry foi a tribuna e enquadrou Boca Berta, o mesmo que deu um troféu a Sérgio Moro durante recente audiência na Câmara Federal sobre as divulgações do VazaJato, ficou furioso após o parlamentar maranhense dizer que ele não era digno para ocupar a cadeira que um dia sentou Ulisses Guimarães.

“Quero, em primeiro lugar, me solidarizar com o presidente da Casa, deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), que conduz a Casa com correção democrática, visão ampla, com respeito à pluralidade que aqui existe. Agora, com todo o respeito, quero dizer que o deputado Boca Aberta, […] não é digno de estar na cadeira de Ulysses Guimarães, não é digno de estar na cadeira de Rodrigo Maia”, disse Márcio Jerry.

E o deputado maranhense foi além na sua fala, segundo ele, Boca Aberta desrespeita e ofende a todos, todos os dias na Câmara. Por essa razão não poderia deixar de fazer esse registro em nome da civilidade que deve existir entre parlamentares. o deputado paranaense Boca Aberta já tem tramitando dois processos tramitando na Casa.

Márcio Jerry chama de desonesto e oportunista ataques contra Flávio Dino no caso do Cajueiro

 

marcio-jerry (1)
Deputado Federal, Márcio Jerry(PCdoB-MA)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), classificou no twitter de oportunismo e desonestidade a postura e ataques de setores da imprensa e da política local contra o governador Flávio Dino, na polêmica da reintegração de posse da Comunidade do Cajueiro.

‘Lamentável a postura dos que de forma oportunista e desonesta atacam o gov Flávio Dino, um líder que tem na defesa do povo uma marca forte, bem como a marca da defesa de justiça e oportunidades para todos’, disse Jerry.

Márcio Jerry citou vários pontos que, segundo ele, confirmam o posicionamento, coerência e interesse de Flávio Dino e do governo para resolver a questão da desapropriação da área em litígio.

Jerry

Márcio Jerry volta questionar líder bolsonarista sobre suposta armação contra liberdade de imprensa

 

briga boa
Joice Hasselmann (PSL-SP) e Márcio Jerry (PCdoB-MA)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio (PCdoB), segue na cola da líder do governo na Câmara Federal, Joice Hasselmann (PSL). Na noite desta terça-feira (23), a aliada de Bolsonaro voltou receber uma reprimenda de Márcio Jerry no twitter.

Joice ao comemorar prisões de ‘hackers’ hoje em São Paulo, suspeitos de invadirem os celulares de Sérgio Moro, ela insinuou que o  editor do The Intercepet Brasil, Gleen Grennwald, poderia ser preso a qualquer momento.

joice e marcio

No último domingo (21), Joice Hasselmann denunciou que seu celular teria sido invadido por hackrs. Ontem segunda-feira (22), o ministro da Economia Paulo Guedes fez denuncia igual. Coincidentemente na véspera da Operação realizada hoje contra os ‘hackrs’.

Márcio Jerry chama Bolsonaro de desumano e boçal após suspensão e distribuição de remédios

 

Marcio-jerry (2)
Deputado Federal, Márcio Jerry (PCdoB)/Foto: Reprodução

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), reagiu com indignação no twitter nesta terça-feira (16), contra o presidente Jair Bolsonaro em relação a suspensão da fabricação e distribuição de 19 remédios para pacientes com câncer, diabetes e transplantados.

”Desumanidade, absurdo, boçalidade, agressão de Jair Bolsonaro aos pacientes. Que coisa!”, disse Márcio Jerry.

De acordo com o Estado de SP, o SUS encerrou contratos com alguns dos principais laboratórios do país, entre eles: Biomangunhos, Butantã, Bahiafarma, Tecpar, Farmanguinhos e Furp.

“Suspender a fabricação de 19 medicamentos para distribuição pelo SUS a pacientes de câncer, diabetes e transplantados é de uma desumanidade absurda, algo de gravíssimas repercussões. Mais uma boçalidade do Jair Bolsonaro contra o povo brasileiro”, protestou Jerry.

A medida poderá afetar cerca de 30 milhões de pacientes que precisam dos medicamentos para continuarem vivendo.

‘Perco uma votação, jamais a coerência’, diz Márcio Jerry após aprovação da Reforma

 

AB28615E-171A-4AE8-A9B5-1D246E895403A aprovação da Reforma da Previdência em 1º turno na noite desta quarta-feira (10), teve apoio de 14 dos 18 deputados federais da bancada maranhense. Apenas Márcio Jerry (PCdoB), Eduardo Braid (PMN), Bira do Pindaré (PSB) e Zé Carlos (PT) votaram contra.

Nas redes sociais o deputado Márcio Jerry disse que entre perder a votação ou sua coerência, optou e se manterá a última e ao lado do trabalhador.

‘Perco uma votação, jamais perco a coerência e compromisso com nosso povo trabalhador. Com muito orgulho votei contra essa reforma que deforma a previdência. Luta que segue. Avante !!!’, disse Márcio Jerry.

Votaram a favor:

Aluísio Mendes (Podemos)

André Fufuca (PP)

Cleber Verde (PRB)

Edilázio Júnior (PSD)

Gastão Vieira (PROS)

Gil Cutrim (PDT)

Hildo Rocha (MDB)

João Marcelo Souza (MDB)

Josimar Maranhãozinho (PL)

Junior Lourenço (PL)

Juscelino Filho (DEM)

Marreca Filho (Patriota)

Pastor Gildenemyr (PL)

Pedro Lucas Fernandes (PTB)

Márcio Jerry diz positiva visita ao Porto do Itaqui, e Aluízio Mendes se impressiona com números

 

marcio no itaqui
Márcio Jerry (PCdoB), deputado federal, durante visita ao Porto do Itaqui realizada pela Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Federal/Foto: Reprodução

Dos 42 membros da Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Federal, apenas três participaram da visita ontem, quinta-feira (4), ao Porto do Itaqui. Os parlamentares presentes foram Aluízio Mendes (PODE), Márcio Jerry (PCdoB) e Edilázio Júnior (PSD).

Após visita às instalações foi realizada uma mesa redonda, onde foram respondidos questionamentos dos parlamentares por Ted Lago, gestor da EMAP. Para ele, a visita foi importante para o Brasil conhecer melhor o trabalho que está sendo realizado no Porto.

“Essa é uma boa oportunidade que o Brasil conheça de perto, por meio de seus representantes na Câmara Federal, o modelo de gestão portuário que implementamos aqui. Trabalho sério com reconhecimento no mercado”, disse Ted Lago.

Para o deputado Márcio Jerry, a agenda foi bastante positiva e não houve surpresas, como alguns esperavam ou queriam.

“Conhecemos o trabalho da EMAP à frente do Porto, importante hoje não só para o Maranhão, mas todo centro norte do Brasil. Com modelo de gestão vencedor, a prova são os sucessivos recordes alcançados desde 2015”, comemorou Márcio Jerry.

A visita ao Porto coincidiu com apresentação do resultado do 1º Semestre do Porto, que apresenta a continuidade do crescimento da movimentação de cargas, com quase 111 milhões de toneladas o que representa um crescimento 18%, em relação aos seis primeiros meses de 2018.

O deputado Aluízio Mendes, disse que saiu da visita impressionado com os resultados do Porto.

“Saiu muito impressionado com os números apresentados e com a gestão do Porto do Itaqui”, declarou Aluízio, ao final da reunião.

Sobre a ‘Operação Draga’ realizada em 2017, para apurar denúncias de irregularidades no Porto, o presidente da EMAP informou que após dois anos e meio a Polícia Federal nada concluiu, tendo enviado o inquérito à Polícia Civil.

Ainda sobre eventuais repasses do Porto para o governo do Estado, Ted Lago disse que houve pagamentos de juros sobre capital próprio ao único acionista da empresa (o Governo do Maranhão), com manda Lei Federal Nº 6.404.

Márcio Jerry mostra incoerência de Joice Hasselmann sobre Moro ser chamado de ‘juiz ladrão’

 

6B3C83C8-A0FD-4734-BA57-2FAC38DAAE86

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA), questionou a líder do governo Bolsonaro na Câmara, Joice Hesselmann (PSL-SP), após ela informar que vai processar, o também deputado, Glauber Braga (PSOL-RJ), que chamou Sérgio Moro de ‘juiz ladrão’.

“A Joice Hasselmann anuncia processo contra o Glauber Braga por chamar o Moro de juiz ladrão, numa metáfora bem apropriada ao futebol. Mas outro dia a Joice Hasselmannn pediu a absolvição de um correligionário que chamou o ex-governador Alckmim de ‘assassino de policiais’”, disse Jerry no twitter.

Durante sessão conjunta da Câmara e Senado Federal, quarta-feira (3), Glauber Braga, voltou chamar Moro de ‘juiz ladrão’, e disse ainda que não teme ameaças dos aliados de Sérgio Moro e Jair Bolsonaro, e não recuará da sua opinião.