Câmara Federal gastou R$ 34,09 milhões com auxílio-moradia para deputados

 

posse_camara_ae_2
Foto: Reprodução

Entre o ano passado e o atual, foram desembolsados pela Câmara Federal R$ 34,09 milhões com ajuda de custo para 540 deputado com o Auxílo-Moradia realizarem a mudança do seu estado natal para a capital ou para o caminho inverso.

Nas eleições de 2018, o Congresso passou por uma renovação recorde, consequência direta do discurso anticorrupção e de redução de gastos públicos. Na Câmara, 47% das vagas parlamentares foram renovadas.

Cada deputado federal recebeu R$ 33,7 mil – o correspondente a um mês de salário – para “compensar as despesas com mudança e transporte”. O benefício distingue o local de origem do político e não exige que declaração como foi gasto o dinheiro.

(Do Congresso em Foco)

‘Perco uma votação, jamais a coerência’, diz Márcio Jerry após aprovação da Reforma

 

AB28615E-171A-4AE8-A9B5-1D246E895403A aprovação da Reforma da Previdência em 1º turno na noite desta quarta-feira (10), teve apoio de 14 dos 18 deputados federais da bancada maranhense. Apenas Márcio Jerry (PCdoB), Eduardo Braid (PMN), Bira do Pindaré (PSB) e Zé Carlos (PT) votaram contra.

Nas redes sociais o deputado Márcio Jerry disse que entre perder a votação ou sua coerência, optou e se manterá a última e ao lado do trabalhador.

‘Perco uma votação, jamais perco a coerência e compromisso com nosso povo trabalhador. Com muito orgulho votei contra essa reforma que deforma a previdência. Luta que segue. Avante !!!’, disse Márcio Jerry.

Votaram a favor:

Aluísio Mendes (Podemos)

André Fufuca (PP)

Cleber Verde (PRB)

Edilázio Júnior (PSD)

Gastão Vieira (PROS)

Gil Cutrim (PDT)

Hildo Rocha (MDB)

João Marcelo Souza (MDB)

Josimar Maranhãozinho (PL)

Junior Lourenço (PL)

Juscelino Filho (DEM)

Marreca Filho (Patriota)

Pastor Gildenemyr (PL)

Pedro Lucas Fernandes (PTB)

Othelino Neto destaca em reunião solução do passivo com população quilombola de Alcântara

 

othelino 2
Othelino Neto (PCdoB), Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão/Foto: Reprodução

Com participação dos deputados federais Márcio Jerry (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB) além de representantes do governo e parlamento estadual foi realizada nesta segunda-feira (13), na Assembleia Legislativa do Maranhão, uma reunião para discutir a regularização fundiária de comunidades quilombolas localizadas nas proximidades do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

othelino 3
Reunião sobre impactos do Acordo Brasil e EUA nas comunidades quilombolas em Alcântara/Foto: Reprodução

Para Othelino Neto, Presidente da Assembleia Legislativa, é fato a importância do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre Brasil e EUA para o país, mas é imperativo resolver o passivo com a população nativa de Alcântara desde implantação do CLA.

“Infelizmente, essas populações, que moravam à beira do mar e que viviam da pesca, tiveram a sua qualidade de vida reduzida a partir da implantação do CLA. E existe um débito histórico com as populações. Antes de nós partimos para um novo momento, é preciso que se resolva esse grande passivo para que, aí sim, se tenha credibilidade e a população tenha confiança em receber um novo projeto, quanto mais com as características deste que já foram anunciadas”, afirmou Othelino, frisando que é preciso que o Governo Federal resolva essa demanda, que está acumulada, para proteger a população quilombola.

Deputado Juscelino Filho é aclamado coordenador da Bancada Maranhense

 

aclamação
Parte da bancada maranhense em Brasília/Foto: Reprodução

O deputado federal Juscelino Filho (DEM) foi oficializado nesta terça-feira (26), coordenador da Bancada do Maranhão no Congresso Nacional, em Brasília. O deputado Júnior Lourenço é o de vice-coordenador.Quarta maior bancada do Nordeste, o Maranhão tem 21 representantes: 18 deputados e três senadores.