Militar mata outro dentro do Ministério da Defesa em Brasília

Do Metrópoles

Desentendimento entre dois militares da Força Aérea Brasileira no interior do Ministério da Defesa, em Brasília, nesta sábado acabou em morte, dia 19. A confusão ocorreu durante a mudança de turno no inicio da manhã.

Felipe de Carvalho Sales,19 anos, atirou na cabeça de Kauan Jesus de Cunha Duarte. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando chegaram o militar já estava morto.

Por volta das 11h05, o carro do Instituto Médico-Legal chegou para retirar o corpo de Marcio Alexander do anexo do Ministério da Defesa.

TCU: Defesa gasta verba da Covid com filé mignon e picanha

Da Folha de SP

O Ministério da Defesa comprou filé mignon e picanha com os recursos destinados ao enfrentamento à pandemia. A informação é resultado de uma auditoria realizada pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

Foram utilizados R$ 535 mil em produtos considerados de luxo.

“Não parece razoável alocar os escassos recursos públicos na compra de itens não essências, especialmente durante uma crise sanitária, econômica e social pelo qual o país está passando, decorrente da pandemia”, (Auditoria do TCU)

A auditoria foi aberta para investigar supostas irregularidades na aquisição de gêneros alimentícios desde 2017. Chamaram atenção os gastos das Forças Armadas durante a pandemia em 2020.

“..foram empregados cerca de 34 mil militares em todo território nacional em atividades com desinfecção de locais públicos, distribuição e aplicação de vacinas, campanhas de doação de sangue, entrega de kites de alimentação e higiene, transporte de pacientes, oxigênio e de itens de saúde..” justificou Ministério da Defesa.

ITENS DE LUXO

R$ 557 MIL (gastos com itens não essências com recursos da covid-19)

R$ 535 mil (correspondem a despesas da Defesa, ou 96% do total)

GASTOS COM ALIMENTAÇÃO DE 2017 E 2021

Ministério da Defesa: R$ 4 bilhões

Ministério da Educação: R$ 2 bilhões

Ministério da Saúde: R$ 567 milhões