Covid-19: vacinação é intensificada no final de março em São Luís

A Prefeitura de São Luís intensificou o cronograma de vacinação contra a Covid-19, no final do mês de março.

Com a conclusão da aplicação da segunda dose em pessoas agendadas para esta segunda-feira (29), a vacina para idosos com 70 anos será oferecida na terça (30) e quarta-feira (31), fechando assim o mês de março.

“À medida que estamos avançando nos públicos, sempre em ordem decrescente de idade, é preciso oferecer a melhor logística para atender bem as pessoas durante a vacinação”, destacou Eduardo Braide.

Na terça-feira (30), com inicio da vacinação de idosos de 70 anos, pela manhã, vacinam os nascidos em janeiro, fevereiro e março; à tarde, os nascidos em abril, maio e junho.

Já na quarta-feira (31), pela manhã, recebem a primeira dose idosos de 70 anos nascidos em julho, agosto e setembro; e pela tarde, nascidos em outubro, novembro e dezembro, concluindo, assim, a aplicação da primeira dose da vacina para o público desses idosos.

A Prefeitura de São Luís abriu no último sábado, dia 27, o cadastro para idosos a partir de 65 anos na plataforma #VacinaSãoLuís. Tão logo cheguem novas doses de vacina, a Prefeitura irá informar o calendário de vacinação.

Eduardo Braide anuncia vacinação de idosos de 73 e 74 anos em São Luís

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, anunciou no final da tarde desta quinta-feira, dia 18, o calendário de vacinação para idosos de 73 e 74 anos.

Ele informou que a capital recebeu mais um lote de vacinas hoje propiciamo a continuidade do cronograma.

“Chega de confusão. O Brasil não merece isso”, Dino sobre calendário de vacinação

O Ministério da Saúde mudou na noite de ontem, quinta-feira, dia 18, o cronograma de vacinação contra Covid-19, que havia sido informado e acertado durante reunião com governadores na última quarta-feira, e anunciada para próxima semana aos Estados.

De acordo com o cronograma inicial, o Maranhão receberia cerca de 386.546 mil novas doses de vacinas, quantidade divulgado pelo secretário Carlos Lula, conforme informou o Ministério da Saúde, e que deverá mudar.

Nas redes sociais o governador Flávio Dino lamentou a mudança no calendário.

“Ontem foi anunciado um calendário nacional de vacinação. Hoje já mudou. Realmente assim é muito difícil. Precisamos de quantitativos e datas claras. Chega de confusão. O Brasil não merece isso”, disse Flávio Dino.

De acordo com o governo federal o motivo da mudança no cronograma é em razão da quantidade de doses que receberia que seria de 9,3 milhões, mas apenas 30% do total acordado para fevereiro foram disponibilizados, cerca de 2,7 milhões de doses do Instituto Butantan. O sec. Executivo Elcio Franco comentou a decisão.