“Parecer não é maior que o bom senso e as leis”, Dino sobre uso da máscara

O governador do Maranhão, Flávio Dino, também reagiu com indignação nesta sexta-feira, dia 11, a intensão do governo Bolsonaro em desobrigar o uso da máscara.

Para o governador, o ‘parecer’ que foi cobrado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre a desobrigação é inconcebível no que tange ao bom senso e as leis.

“Parecer não é maior do que o bom senso. E nem do que as leis. USAR MÁSCARAS salva a sua vida e a do próximo”, disse Dino no twitter.

Durante coletiva de imprensa realizado hoje em Genebra, a porta voz da OMS (Organização Mundial da Saúde), Margaret Harris, questionada sobre o uso da máscara deixou claro ser muito importante para prevenção e recomendou o uso.

“Deixamos a cada país tomar sua decisão, mas essa é a nossa recomendação (..) Vacinas são muito boas para evitar doenças. Mas ela não é um tratamento e só agem se você já foi infectado (..) O que queremos é reduzir a transmissão da doença e não sabemos se as vacinas podem evitar transmissão (..) Usar a máscara, portanto, é para prevenir a transmissão”, disse Harris.

Especialistas consideram temerária e trágica a medida de desobrigação do uso da máscara, o Brasil caminha rapidamente para atingir a marca de 500 mil mortos por Covid-19, com apenas 11% da população imunizada com as duas doses da vacina.

Últimos números da Covid podem indicar inicio da 3ª onda

Segundo a Coluna Painel do Jornal Folha de SP, o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, presidente do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), informou que os últimos números da Covid-19 contabilizados podem indicar que a 3ª onda já começou.

“Ainda não dá pra dizer que entramos na terceira onda, mas pode ser que estejamos vendo ela começar”, pontuou Carlos Lula.

“.. até 10 de agosto população adulta da capital receberá 1ª dose contra Covid..”, Joel Nunes

O Secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes, anunciou nesta sexta-feira, dia 4, que até dia 10 de agosto, a vacinação da primeira dose contra Covid-19 será concluída em São Luís.

“O nosso trabalho segue firme para que a vacinação seja cada vez mais rápida em São Luís. E a nossa estimativa real é que até o dia 10 DE AGOSTO toda a população adulta da capital receba a primeira dose contra a Covid. É trabalho e responsabilidade!”, secretário Joel Nunes.

Flávio Dino toma primeira dose da vacina contra Covid-19

O governador do Maranhão, Flávio Dino, tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19, nesta terça-feira, dia 1º, ao chegar a vez das pessoas com sua idade.

Ele agradeceu ao SUS e profissionais de saúde engajados no processo de vacinação e enfrentamento à pandemia no Maranhão.

“Alcançada a minha idade, tomei agora a vacina contra o coronavírus. Agradeço às equipes do @GovernoMA que estão em todo o Estado, junto com as equipes municipais, executando a vacinação. Homenageio a Ciência e o SUS, que – sob a proteção de Deus – estão salvando vidas”, destacou Flávio Dino.

Governo e 11 municípios aplicarão 100 mil doses simultaneamente

No Maranhão, o Governo do Estado e onze municípios vão realizar uma força-tarefa nesta terça-feira, dia 1º, para aplicar 100 mil doses da vacina contra Covid-19.

A ação será iniciada no drive-thru do Pátio Norte Shopping, que acontecerá simultaneamente em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Bacabal, Timon, Santa Inês, Caxias, Codó, Açailândia, Coroatá e Imperatriz. 

Profissionais de Comunicação serão vacinados no Maranhão

O governador, Flávio Dino, anunciou na coletiva desta sexta-feira, dia 28, sobre o panorama da Covid-19 no estado, que os profissionais de comunicação serão vacinados a partir da próxima semana.

As equipes de vacinação aplicaram os imunizantes do público alvo nas próprias empresas.

MP, DP, TCE, SES e prefeitos discutirão estratégias contra Covid-19 no MA

Como objetivo de intensificar o enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Maranhão, nesta seta-feira, dia 28, a Defensoria Pública, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Secretaria de Estado da Saúde e prefeitos maranhenses discutirão estratégias voltadas às cidades que apresentam taxa de aplicação do imunizante abaixo de 70%.

Durante a reunião com o governador Flávio Dino, foi informado que 600 mil doses foram entregues aos municípios, mas não foram aplicadas ou não foram registradas no sistema.

Os órgão públicos e a Universidade Federal do Maranhão se reuniram também ontem para encontrar alternativas para aberturas de novos leitos Covid em São Luís.

A reunião aconteceu após o encontro mediado pelo governador Flávio Dino, na manhã de ontem, terça-feira, dia 27, onde foi mostrada a situação do enfrentamento à pandemia no estado.

O Ministério Público e Defensoria Pública requisitaram ao reitor Natalino Salgado a destinação de 20 leitos no Hospital Universitário.

No Hospital da Mulher, que pertence ao Município de São Luís, foi verificado a existência de 15 leitos de enfermaria inativos, de um total de 30. Há ainda 10 leitos de UTI, todos ocupados, e 10 leitos de semi-UTI, sendo quatro vagos.

Em resposta às solicitações o reitor da Ufma disse que o pedido seria encaminhado para a direção da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, a quem compete a administração dos hospitais universitários federais. Salgado assegurou que iria se empenhar para que o pleito fosse atendido.

Com relação aos leitos disponíveis no Hospital da Mulher, será encaminhado pedido ao prefeito, Eduardo Braide.

Braide acompanha início do funcionamento do ponto de vacinação na Uema

Foi iniciado o atendimento do novo ponto de vacinação contra Covid-19 em São Luís, nesta quinta-feira, na UEMA, o drive-thru na Cidade Operária, é o quinto instalado na capital maranhense. 

“A nossa meta é a aplicação de pelo menos 10 mil doses diárias de vacinas contra a Covid-19. Para isso é fundamental garantir novos pontos de atendimento. Estamos iniciando hoje a vacinação no campus da Uema, a princípio com drive-thru. Já na próxima semana vamos abrir um ponto de vacinação na Zona Rural. E assim vamos garantir uma vacinação rápida e organizada para todos”, assegurou o prefeito Eduardo Braide.

O drive-thru da UEMA conta com 10 estações de vacinação e capacidade de atender cerca de 2 mil pessoas diariamente.

O espaço tem sinalização horizontal e equipes para orientar os condutores e área de pós-vacina para observar o surgimento de algum tipo de reação adversa. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está de prontidão para prestar assistência aos vacinados, caso seja necessário. 

A organização e funcionamento do drive-thru é das Secretarias Municipais de Saúde e Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Guarda Municipal e bombeiros civis. 

A prefeitura também lançou a plataforma digital #FilômetroSãoLuís na na qual é possível saber onde tem 1ª e 2ª dose, qual público está sendo vacinado e o andamento da fila da vacinação em todos os pontos. 

Maranhão recebeu mais doses da Pfizer que serão utilizadas em SL

O Maranhão recebeu mais 31.590 mil doses da vacina da vacina Pfizer enviada ao estado.

As novas doses serão utilizadas na continuidade de imunização de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, e pessoas com deficiência permanente em São Luís.

Felipe Camarão comemora vacinação de 45.438 mil profissionais da Educação

O Maranhão alcançou a marca nesta terça-feira, dia 4, de 45.438 mil profissionais de Educação contra a Covid-19. A vacinação da categoria inicio dia de 20 de abril.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, comemorou a marca e agradeceu ao governador Flávio Dino e o trabalho da SES, através do secretário Carlos Lula.

“Acabo de receber a confirmação que no Maranhão já temos quase 46 (quarenta e seis) mil profissionais da educação vacinados. Mais uma vez quero agradecer a sensibilidade do governador Flávio Dino e o trabalho conjunto da SES, liderada por Carlos Lula. Vamos vencer! ESPERANÇA”, disse Felipe Camarão.

A vacinação começou em trabalhadores com 55 anos ou mais, segue em ritmo acelerado e chegou à idade de 30 anos ou mais em algumas regiões do estado. 

No Maranhão, a vacinação inclui todos os profissionais da educação em atividade, abrangendo as redes públicas federal, estadual, municipais, privada.