Ministério Público brasileiro apoia vacinação de crianças contra Covid

O Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG) aprovou, em reunião ordinária esta semana nota técnica nº 02/2022, que orienta o Ministério Público brasileiro, apoiar a vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos.

O documento se baseia em evidências científicas das autoridades sanitárias e nos estudos de critérios técnico-jurídicos presentes nas leis e na Constituição, além dos precedentes do Supremo Tribunal Federal.

Entre os temas abordados estão a obrigatoriedade da vacinação, deveres dos pais e responsáveis, atuação do Ministério Público e do sistema de garantia de direitos, além dos impactos da vacinação no direito a educação e nas relações de trabalho.

MA pronto para vacinar crianças de 5 a 11 anos contra Covid-19

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, disse nesta quarta-feira, dia 6, que o Maranhão está com a logística pronta para a distribuição das vacinas contra Covid-19, para crianças de 5 a 11 anos, nos 217 municípios maranhenses.  

“Desde o início da campanha de imunização contra a Covid-19, contamos com a parceria do Centro Tático Aéreo (CTA), que faz o transporte das vacinas com o uso de helicópteros e avião, e da Polícia Militar, responsável pela segurança no deslocamento. Além disso, realizamos o transporte por terra em vans refrigeradas. Tudo para que os imunizantes cheguem o mais rápido possível ao seu público-alvo”, afirma o secretário Carlos Lula.  

A primeira remessa dos imunizantes da Pfizer, segundo o Ministério da Saúde, chega ao Brasil no dia 13 de janeiro, contendo 1.248 milhões de doses. 

A mesma quantidade devem chegar, dias 20 e 27 de janeiro, totalizando 3,7 milhões de doses. O Brasil deve receber 20 milhões de doses no 1º trimestre e 20 milhões no 2º trimestre. 

De acordo com a Nota Técnica do Ministério da Saúde a vacinação nesse público-alvo será escalonada, alcançando, inicialmente, as crianças dentro dessa faixa etária com comorbidades ou deficiência permanente. Logo após, devem ser vacinadas crianças indígenas e quilombolas; depois, crianças que vivem em lares com pessoas com alto risco para evolução grave de Covid-19; e por fim, todo o público de 5 a 11 anos, começando pelos mais velhos.  

De acordo com estimativa do IBGE, em 2021, calcula-se que, no Maranhão, haja cerca de 822.908 crianças na faixa etária de 5 a 11 anos. Em todo o país, o público-alvo estimado para a vacinação é de 20,4 milhões. Para a imunização das crianças brasileiras serão necessárias 40 milhões de doses. O intervalo entre a primeira e segunda dose para este público deverá ser de 8 semanas.

Covid: MEC proíbe exigência de vacinação em instituições federais

O governo Bolsonaro, através do Ministério da Educação, está proibindo instituições de educação federais exigirem comprovação de vacina contra Covid-19, nas atividades presencias.

A medida está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 30, e assinada pelo ‘terrivelmente bolsonarista’ ministro, Milton Ribeiro (Educação).

CONASS apoia Anvisa em vacinar crianças de 5 a 11 anos

A liberação da vacina contra a covid-19 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta quinta-feira, dia 16, para crianças de 5 a 11 anos, tem apoio do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), presidido por Carlos Lula (Secretário de Saúde do Maranhão).

A vacina que será aplicada é a da Pfizer e serão duas doses com três semanas de intervalo entre elas. Atualmente, a vacina estava apenas autorizada para maiores de 12 anos.

Não há informações sobre o inicio da distribuição e aplicação das vacinas.

Covid-19: autorizada 3ª dose para pessoas acima de 50 anos no MA

A aprovado a dose de reforço (DR) da vacina contra a Covid-19 para pessoas com 50 anos ou mais no Maranhão. A decisão permite a adoção de estratégias para amplificação da resposta imune com doses adicionais de vacinas no estado.

“Precisamos, primeiro, priorizar a vacinação contra a Covid-19 com o esquema completo. Então, os com 50 anos ou mais, deverão tomar a dose de reforço como uma força-tarefa, confirmando assim a importância da imunização e evitando novos surtos da doença”, disse o secretário, Carlos Lula.

A medida define a aplicação da dose de reforço (DR) da vacina contra a Covid-19 para as pessoas com 50 anos ou mais que estejam com o esquema completo no Estado do Maranhão.

Deve ser respeitado, ainda, o intervalo de cinco meses após a última dose do esquema completo (D1 + D2), ou dose única.

Em vigor, a Resolução AD Referendum n.º 35 estabelece que deverá ser utilizada, preferencialmente, a vacina Comirnaty do Laboratório Pfizer/Wyeth para a dose de reforço.

Maranhão vacina 100% da faixa etária de 18 anos contra a Covid-19

Todos os 217 municípios do Maranhão estão com a faixa etária de 18 anos imunizados com a 1ª dose da vacina contra a Covid-19. O avanço é resultado da parceria do Governo do Estado com as prefeituras para acelerar a vacinação.

“As ações de enfrentamento à pandemia realizadas pelo Maranhão continuam se destacando nacionalmente. O estado não tem medido esforços para garantir que toda a população adulta do Maranhão seja totalmente imunizada contra essa doença. Para isso, estamos realizando os Mutirões da Segunda Dose em parceria com as prefeituras para garantir a conclusão do ciclo vacinal”, afirma Carlos Lula.  

Com a realização dos Arraiais da Vacinação, mais de 168.647 pessoas foram vacinadas com 1ª dose em mais de 50 municípios.

Agora a parceria é na realização dos Mutirões da 2ª dose para a conclusão do esquema vacinal.

Entre as cidades já beneficiadas com a ação estão Açailândia, Alcântara, Balsas, Barreirinhas, Pinheiro, São João dos Patos, Tutóia, Urbano Santos, São Raimundo das Mangabeiras, Junco do Maranhão, Governador Edison Lobão e Godofredo Viana. 

Covid-19: Maranhão apresenta redução internações de UTI

O Maranhão apresentou queda no número de internações por Covid-19. Os leitos de UTI, que chegaram a ultrapassar os 90% de ocupação, estão em 69%; e os leitos clínicos, da média de 75%, caíram para 54% de taxa de ocupação.

Prossegue os postos de vacinação para a segunda dose para profissionais da salvamento, forças armadas, educação e segurança, de órgãos estaduais e federais.

Novas medidas anunciadas – 09/07/2021

MEDIDAS VIGENTES DE 13 A 19 DE JULHO

TODO O ESTADO

  • Eventos com até 150 pessoas
  • Realização dos eventos: até 0h
  • Administração pública estadual: 80% da capacidade
  • Igrejas: 70% de capacidade

ILHA DE SÃO LUÍS

  • Grupo de risco vacinado poderá retornar ao trabalho após 30 dias (exceto gestantes). Setores público e privado
  • Comércio e indústria entre 9h e 21h
  • Bar e restaurante: até 0h
  • Shopping: 10h às 22h
  • Academia e supermercados: das 6h à 0h
  • Supermercados, academias, salões, bares e restaurantes: 70% de capacidade

ARRAIAIS DA VACINAÇÃO

Sábado (10): São João Batista

SEGUNDA DOSE PARA EDUCAÇÃO E SEGURANÇA

  • Profissionais de segurança, salvamento e forças armadas e Educação

SÃO LUÍS

  • CINTRA/IEMA
  • DRIVE THRU São Luís Shopping

IMPERATRIZ

  • DRIVE THRU Imperial Shopping

DEMAIS MUNICÍPIOS:

A imunização acontece no mesmo local da 1ª dose conforme data do Cartão de Vacinação

EXPANSÃO DA REDE
Chapadinha
• Entrega de ampliação da hemodiálise: de 42 para 90 pacientes
Barra do Corda
• Hospital Municipal será transformado em Hospital Regional

DOSE PREMIADA

Para consultar a lista de sorteados:

  • dosepremiada.ma.gov.br
    Para os sorteados entrarem em contato e enviarem os seus dados:
  • (98) 2016-4344
  • (98) 2016-4345
  • dosepremiada@segov.ma.gov.br

Dino agradece Bolsonarista por divulgar na CPI vacinação no MA

O governador Flávio Dino (PSB), foi irônico ao agradecer o senador bolsonarista Carlos Heinze (Progressista-RS), nesta quinta-feira, dia 8, que hoje na CPI tentou atacar governadores através do governador do Maranhão.

O senador Heinze usou o áudio de uma musica, segundo ele, repassada pelo senador Roberto Rocha (PSDB-MA), que incentiva a vacinação e cita Flávio Dino, o que caracterizaria propaganda com a vacinação.

“Agradeço ao senador pela divulgação da música que, obviamente, não é do Governo do MA (..)Tenho certeza de que autores e intérpretes da música ficaram felizes (..) sou muito ocupado com coisas sérias, entre as quais cuidar da vacinação”,disse Dino no twitter.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), rebateu Heinze, e disse porque ele está incomodado com Flávio Dino.

A partir desta quarta-feira, dia 23, vacina só para 2ª dose em São Luís

A Prefeitura de São Luís comunicou no inicio da noite desta terça-feira, dia 22, que a apenas as pessoas agendadas para receber a SEGUNDA DOSE da vacina contra a Covid-19, serão vacinadas a partir de quarta-feira, dia 23.

Segundo a Prefeitura, tão logo que o município receba novas doses anunciará o calendário para quem perdeu a vacina.

A falta de vacinas é visto com preocupações com por gestores para cumprir o cronograma de vacinações. De acordo com publicação da Folha de SP nesta terça-feira, dia 22, pelo menos seis capitais anunciaram a suspensão da vacinação pelo mesmo motivo: São Paulo, João Pessoa, Aracaju, Florianópolis, Campo Grande e Salvador.

MA avança e chega a 9ª posição em vacinação contra a Covid-9 no país

Com ações de apoio aos municípios e reforço do Arraial da Vacinação promovido pelo Governo do Maranhão o estado já vem apresentando resultado positivo na vacinação contra a Covid-19.

Em uma semana, o Maranhão volta a subir no ranking nacional de imunização, saindo da 13ª posição para o posto de 9º estado do país que mais vacinou, considerando o número de doses aplicadas a cada 100 habitantes. 

Segundo dados do Consórcio de Veículos de Imprensa, o Maranhão já vacinou 38,1% de sua população adulta com a primeira dose de imunizante. Já foram aplicadas 1,8 milhões de doses iniciais contra a Covid-19. 

Ranking disponibilizado pelo jornal Folha de S. Paulo, revela que até abril o Maranhão ocupava apenas a 24ª posição no ranking proporcional da vacinação no Brasil.