Ministro do STF manda PF prender ex-deputado Roberto Jefferson

A Polícia Federal solicitou e o ministro do ST, Alexandre de Moraes, autorizou nesta sexta-feira, dia 13, a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB.

Pedida na última quarta-feira, dia 11, a prisão é motivada no âmbito das investigação de supostas organizações criminosas (milicias digitais), com objetivo de atacar na internet as instituições e enfraquecer a democracia.

O ministro Alexandre de Moraes determinou o bloqueio de conteúdo postado por Jefferson nas redes sociais e a apreensão de armas e acesso a mídias de armazenamento

‘..é grave envolvimento de milícias digitais nas eleições..’ Márcio Jerry na CPMI das fake news

 

paulo marinho
Suplente de senador Paulo Marinho/Foto: Reprodução

A reposta do empresário Paulo Marinho, nesta terça-feira (10), ao deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), durante sessão da CPMI da Fake News, na Câmara Federal, sugeriu sério problemas ‘mentais’ do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) ele é “absolutamente perturbada”, só Freud para dizer o que passa na cabeça do filho de Bolsonaro.

“Os grupos radicais de direita são reais. Para eles quem não está a favor de Jair Bolsonaro é contra o Brasil. São uns desocupados que ficam colocando suas frustrações pessoais para xingar os outros na internet”, alertou Paulo Marinho.

Paulo Marinho é suplente de Senador, a casa dele foi utilizada como um especie de QG de comunicação do PSL em 2018. Ele confirmou a existência do tal Gabinete do Ódio.

Para o deputado Márcio Jerry, as declarações de Paulo Marinho revelaram o nível de ações das milícias digitais nas eleições de 2018, a serviço do então candidato e vencedor do pleito Jair Bolsonaro, o que representa riscos graves para a democracia brasileira.