Prefeito de São Luís Gonzaga do MA divulga ‘vídeo prestação de contas’

 

Há dois anos à frente do município de São Luis Gonzaga do Maranhão, o prefeito Francisco Pedreira Martins Junior, o ‘Dr. Junior’, utilizou no sábado (5), uma forma interessante mesmo não sendo inédita, para fazer uma especie de prestação de contas dos dois primeiros anos da sua gestão, e também se defender das críticas da oposição à sua administração.

A ideia e eficacia na utilização de vídeos para este fim não é novidade como destacamos acima, mas é oportuno e barato considerando a força da comunicação objetiva e online através das redes sociais, com forte utilização e influência política atualmente no país.

É aguardar a receptividade e resultado da iniciativa do prefeito junto à população gonzaguense. Mas é preciso reconhecer a positividade da ideia, que também serve para o gestor dizer aos adversários que se defenderá com trabalho.

O vídeo é uma espécie de analogia com a máxima popular “uma imagem vale mais que mil palavras”, e nele há registro de muitas ações concretas. Se foram ou são, suficientes para reconhecimento da população, isso caberá a cada um.

Abaixo o vídeo:

Criação do bloco formado por PCdoB, PSB e PDT incomodou Bolsonaro

 

oposição-a-Bolsonaro
Foto: Reprodução

Sem a participação do PT que contará com 56 parlamentares na próxima legislatura na Câmara Federal, as siglas partidárias também de esquerda PDT, PCdoB e PSB anunciaram nesta quinta-feira (20), a criação de um bloco de oposição ao governo Bolsonaro. Os três partidos juntos contarão com 69 deputados.

O acordo foi assinado pelos líderes André Figueiredo (PDT-CE), Orlando Silva (PCdoB-SP) e Tadeu Alencar (PSB-CE). Um dos objetivos centrais da união dos partidos será criar uma nova alternativa de poder no campo da esquerda.

O presidente eleito Jair Bolsonaro ao ser informado da união dos três partidos reagiu com ironia através da sua conta no twitter. A reação imediata do presidente eleito foi considerada positiva pelo bloco, para eles, sinal que a criação do grupo já está incomodando o futuro governo, antes de começar atuar oficialmente no Congresso Nacional.

Screenshot_2018-12-20-17-52-41-1

bloco

Tapetão: oposição quer fazer com Dino o que fizeram com Jackson

dno-e1545256231956.jpeg
Governador Flávio Dino, durante discurso na solenidade de diplomação dos eleitos nas Eleições 2018, no Maranhão/ Foto: Reprodução

O governador Flávio Dino convidou todos para sua posse dia 1º na praça Pedro II, centro de São Luís. Além da motivação e determinação para enfrentar os desafios que virão, considerando as incertezas da atual conjuntura política e econômica no país, Dino terá que dobrar atenção aos passos dos seus adversários.

A oposição vem buscando, desde antes do pleito eleitoral, as condições para respaldar ações contra ele na Justiça. O objetivo é tumultuar o ambiente político e desestabilizar o governo. Estratégia semelhante a adotada contra o ex-governador Jackson Lago, que culminou na sua cassação no “tapetão”.

O MDB partido do ex-presidente José Sarney, não perdeu tempo, já ingressou com  uma ação na Justiça, alegando abuso de poder econômico e político, com base no Programa Mais-Asfalto, nas eleições deste ano.

O secretário de Infraestrutura do Estado, Cleyton Noleto, disse na noite desta quarta-feira (19), no Program Ponto e Virgula, da Difusora FM, que está tranquilo quanto a ação judicial, uma vez que o Programa Mais Asfalto, não foi realizado de maneira açodada.

Nos bastidores políticos o assunto é recorrente em relação às pretensões dos adversários de Dino. Apesar da grande popularidade do governador, há certa cautela no trato do assunto.

Como em política tudo possível, inclusive o aparentemente impossível, medidas preventivas estão sendo adotadas para que Flávio Dino tenha a tranquilidade necessária para continuar caminhando a passos firmes para mais quatro anos de governo.

No solenidade de diplomação ocorrida na terça-feira (18), o governador Flávio Dino, após ser diplomado encerrou o evento com um discurso, e de forma indireta referiu-se às intenções da oposição,  e elogiou o trabalho da Justiça Maranhense, em especial à Justiça Eleitoral, pelo trabalho em todo processo.

“No Brasil todo, infelizmente, nós temos a chamada hiperjudicialização. Isso vem desde antes do processo eleitoral. Todos acompanharam que anteriormente houve a tentativa de impugnar a candidatura do nosso candidato a vice-governador Carlos Brandão. Depois anunciaram que eu estaria inelegível. E depois que eu não poderia ser candidato e que seria cassado”, destacou o governador Flávio Dino.

Maranhão continuará com gasolina e diesel mais baratos do Nordeste

 

postos-acordo
Foto: Reprodução

Item mais contestado pela oposição contra o Projeto Anticrise, aprovado na Assembleia  Legislativa do Maranhão, o ajuste na gasolina e o óleo diesel no estado permanecerá o mais baratos do Nordeste.

A gasolina no Maranhão e sétima mais barata no Brasil. O óleo diesel também é o mais barato do Nordeste e o quinto no país.

O mais recente levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostra que o litro da gasolina no Maranhão sai em média por R$ 4,312.

O Estado que mais se aproxima desse valor no Nordeste é Pernambuco, com R$ 4,415. Uma diferença de pouco mais de R$ 0,10 (dez centavos) a cada litro.

O ajuste na alíquota do ICMS, a gasolina no Maranhão terá impacto de R$ 0,08 para o consumidor final.

No caso do diesel, o impacto para o consumidor final no Maranhão será: R$ 0,01. O valor médio do diesel no Maranhão é de R$ 3,586, o menor do Nordeste.

Com a alteração, ficará um centavo mais caro, abaixo ainda do Estado nordestino que mais se aproxima do Maranhão, a Bahia, com R$ 3,627. E será o sexto mais barato de todo o Brasil.

Deputados decidirão se o Maranhão continua funcionando normalmente

 

jerry
Marcio Jerry, na Rádio Timbira, explicando o Pacote Anticrise do governo

Parlamentares maranhenses aprovarão ou não, nesta quarta-feira (5), o Pacote Anticrise enviado pelo governador Flávio Dino à Assembleia  Legislativa no inicio da semana. Se o clima polêmico nas redes sociais e meios de comunicação sobre a medida se transferir para o plenário do poder legislativo do estado, vamos ter um dos embates mais quentes dessa legislatura, que está chegando ao fim.

Para Marcio Jerry, Secretário Estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, o objetivo do governo com a medida é simples: manter o Estado funcionando normalmente, além de manter a expansão dos serviços públicos para a população.

“O governador Flávio Dino tem o sentido de absoluta responsabilidade. Ninguém pode ficar parado diante de uma crise tão grande. É preciso ter muita capacidade, coragem e competência para driblar os efeitos negativos e manter o Estado funcionando normalmente”, diz Jerry.

“É preciso fazer o que tem sido feito no Maranhão: pagar os salários em dia, o 13º em dia, cumprir com as obrigações”, acrescenta.

Jerry lembra que o Maranhão perdeu, desde 2015, mais de R$ 1,5 bilhão em repasses federais por causa da crise que atinge o Brasil.

Já a oposição sabe que a base governista tem votos suficientes para aprovar qualquer matéria, mas pretendem fazer da sessão, o que estão tentando ao longo dos últimos quatro anos, atrapalhar os planos do Palácio dos Leões. Diante da derrota iminente, a oposição aposta na estratégia de confundir a população e coloca-la contra Flávio Dino, desgastando o governo.

O pacote anticrise do governo, por exemplo, isenta mais de 100 mil micro e pequenas empresas do pagamento de ICMS. Também coloca fim ao IPVA para cerca de 75 mil motos de até 110 cilindradas. São veículos como as populares Biz e Pop.

Tem ainda o Projeto de Lei cria o Cheque Cesta Básica. O programa vai destinar o valor do ICMS pago nos produtos da cesta básica para os maranhenses mais pobres.

Para fazer a compensação da perda de arrecadação dessas medidas, será alterada a alíquota de ICMS do óleo diesel e da gasolina. O aumento para o consumidor final será pequeno: R$ 0,01 e R$ 0,08, respectivamente.

“O governador Flávio Dino aumentou, nestes quatro anos, as ofertas na Saúde, com os hospitais macrorregionais, o Hospital de Traumatologia e Ortopedia, o Sorrir, o Ninar, fazendo que houvesse melhoria na oferta de serviços. Na Educação, criou o IEMA, as escolas de ensino integral, a UemaSul, ampliou o número de professores, paga o melhor salário para a categoria no país”, diz Márcio Jerry, listando algumas ações que transformaram o Maranhão.

“Tudo isso foi possível porque houve investimentos nessas áreas. E para isso, precisa de recursos. Se não tivéssemos ampliado os serviços, não teríamos conseguido atender os cidadãos.”

O secretário cita também os investimentos na Segurança Pública, que permitiram, por exemplo, prender na madrugada desta terça-feira (4) mais nove integrantes da quadrilha que assaltou uma instituição financeira em Bacabal.

Márcio Jerry também ressalta o corte de gastos que vem sendo feito desde 2015 e foi acentuado no mês passado, com uma série de medidas no Governo do Estado. Foram determinadas reduções de despesas em telefonia, viagens e diárias, entre outras.

“O governador cortou na carne. Com o agravamento da crise, é preciso tomar novas medidas, reduzir gastos em vários itens para promover investimentos em tempos de tanta escassez”, afirma Jerry.

“Flávio Dino continuará trabalhando para driblar os efeitos da crise e fazer que o Maranhão continue sendo um exemplo para o Brasil. Vai continuar sendo administrado com transparência, competência e honestidade, que são as marcas do Governo Flávio Dino”, diz o secretário.

Acredite se quiser: Dutra será julgado por abuso de poder econômico

 

dutra paço
Dutra em 2016 na campanha ‘pé no chão’ literalmente, em Paço do Lumiar/ Foto: Reprodução

A suposta tentativa de derrubarem o prefeito Domingos Dutra (PCdoB), do comando do poder Executivo, em Paço do Lumiar, levou a maioria dos vereadores do município se posicionarem em favor Dutra.

O prefeito tem apoio de 15 dos 17 vereadores município, e todos assinaram um documento ratificando apoio ao prefeito, e repudiando o que eles classificaram de golpe contra Domingos Dutra, para destitui-lo do cargo de prefeito.

Com destaque ao respeito à decisão democrática das urnas, assinaram o manifesto os vereadores de Paço do Lumiar: Marinho do Paço, Miau Oliveira, França Duarte, Leonardo Bruno, Ana Lúcia, Fernando Muniz, Orlete, Driele da Pindoba, Vanusa, Jorge Brito, Puluca, Welington Sousa, Vagner Sousa, Miguel e Inácio.

O sinal de alerta de ‘Lépo-Lépo’ ascendeu após o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, marcou dias atrás o julgamento para esta terça-feira (27), da Ação de Investigação Judicial Eleitoral, de iniciativa do MDB, PRB e a coligação “Vontade de Todos” que teve como candidato Gilberto Aroso, que acusam Domingos Dutra(PCdoB), de abuso de poder econômico na campanha de 2016.

Para Marcio Jerry “quebrada está a oposição que não tem o que dizer”

marcio jerry

Um dos principais nomes do governo do Maranhão, o deputado federal eleito Marcio Jerry (PCdoB), conversou com o Blog Upaonews no final da tarde desta quinta-feira (22). Ele acompanhou o governador Flávio Dino esta semana em Brasília, onde foi cumprido extensa e importante agenda.

Aliado de Flávio Dino de longa data, conquistou uma das vagas de deputado federal nas eleições de 2018 com expressiva votação. Experiente na política, mesmo ainda não tendo exercido mandato eletivo  se mostra consciente e atento a conjuntura politica nacional e o papel da classe política local em defessa do país e do Maranhão, num cenário de incertezas no Brasil.

Basicamente duas questões foram tratadas com Marcio Jerry, a primeira  quanto a relação do governo Federal e o Maranhão. A outra, o ‘mantra’ da oposição a Flávio Dino, de que seu governo teria quebrado o estado..

Sobre a relação com o governo Federal, onde o presidente eleito Jair Bolsonaro tem no governador Flávio Dino, um dos mais duros críticos do projeto que conduzirá o país a partir de 2019, Marcio Jerry, lembrou que a luta do Maranhão será a mesma do Brasil, em particular dos nove estados da região Nordeste.

” O presidente Bolsonaro foi eleito para presidir o Brasil dentro dos marcos constitucionais e democráticos, respeitando os votos que o elegeu, assim como dos governadores e parlamentares que não são ligados a ele. Então vamos sim, buscar uma relação institucional  do Maranhão com o governo Federal”, disse Marcio Jerry.

Quanto aos ataques sistemáticos e acusações ao governo Flávio Dino, que teria comprometido as contas públicas, Márcio Jerry, foi taxativo “quebrada está a oposição” ressaltando as derrotas aplicadas ao grupo sarney em 2014 e 2018, que segundo ele, implodiu a oposição no Maranhão.

“O que está quebrado é a oposição que não tem o que dizer! O governador Flávio Dino foi eleito em 2014 e 2018, tem um portfólio de realizações e obras em todo Maranhão. Ampliou a Saúde, Educação, Segurança.., e paga em dia os salários do funcionalismo público. Fez um trabalho que não tem um similar no Brasil, cujo resultado foi o reconhecimento nacional do Portal G1 como o melhor governador do país. Quem quebrou foi a oposição, tanto que continua tonta com a eleição de 2018, sem saber o que fazer e dizer. Perdem tempo com provocações tolas que fazem desde 2015, com prenúncios do caos..” destacou .

ÁUDIO DA ENTREVISTA COM MARCIO JERRY