PoderData: Lula vence todos no 2º turno

Pesquisa PoderData divulgada nesta quinta-feira, dia 23, e realizada de 19 a 21 de dezembro de 2021, mostra que Lula (PT) venceria todos os adversários em um eventual 2º turno nas eleições presidenciais.

Em todas as simulações, Lula tem uma intenção de votos próxima de 50% no 2º turno e uma vantagem de ao menos 20 pontos percentuais sobre os oponentes.

A pesquisa foi realizada por meio de ligações para telefones celulares e fixos. Foram 3.000 entrevistas em 494 municípios nas 27 unidades da Federação de 19 a 21 de dezembro de 2021.

PoderData: Lula cresce contra Bolsonaro vence todos no 2º turno

De acordo com Pesquisa PoderData, divulgada esta semana, Lula venceria todos os seus potenciais adversários em enventual 2º turno, se as eleições fossem hoje.

A vantagem do petista é mais ampla contra Ciro Gomes (PDT) e João Doria (PSDB).

Lula cresceu no cenário contra o presidente Jair Bolsonaro: ganharia por 55% a 32% no 2º turno. A diferença, de 23 pontos, é a maior desde março de 2021.

A pesquisa foi realizada no período de 5 a 7 de julho de 2021. A divulgação é em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes. Foram 2.500 entrevistas em 421 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

João Doria causa mal-estar entre governadores ao iniciar vacinação em SP

A decisão de João Doria (PSDB-SP) de aplicar a primeira vacina no domingo, dia 17, gerou mal-estar. Em grupo de WhatsApp de governadores, Wellington Dias (PT-PI) disse que a atitude foi lamentável.

“O entendimento sempre foi o Brasil numa mesma data. Um estado coloca os demais como de segunda categoria”, escreveu.

A insatisfação chegou a Pazuello, que convidou governadores a um ato simbólico nesta segunda-feira (18). No encontro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou o inicio da vacinação para às 17h de hoje.

O Plano Nacional de Vacinação inicialmente estava marcado para a próxima quarta-feira (20), às 10h.

Pouco mais de cem pessoas já receberam o imunizante em São Paulo, logo após a CoronaVac ser aprovada para uso emergencial pela Anvisa, incluindo a enfermeira Mônica Calazans, primeira pessoa vacinada no país. A vacinação no estado continua hoje no Hospital das Clínicas da capital paulista. (Com informações do UOL)