Blogueiro e assessor político Robert Lobato morre afogado em Brasília

 

imagesAinda não há informações mais precisas e oficias, mas pessoas próximas ao blogueiro Robert Lobato, confirmaram sua morte neste domingo (24), em Brasília.

As primeiras informações são que ele estaria em companhia de amigos num sítio, quando ao tentar atravessar um riacho acabou se afogando. Robert Lobato também era assessor do senador Roberto Rocha (PSDB-MA).

Segundo o G1-DF – Um homem morreu afogado na tarde deste domingo (24) em um riacho no Núcleo Rural Chifrudo, em Santa Maria, no Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima tentou atravessar a nado o riacho, mas acabou se afogando.

O homem estava acompanhado de amigos durante o acidente. Os colegas acionaram o socorro e os militares tentaram reanimar a vítima, que não resistiu. O óbito foi constatado no local pelo médico do resgate aéreo do Corpo de Bombeiros.

Até a publicação desta reportagem, a corporação não tinha as informações pessoais do homem. Os militares apontaram apenas que a vítima foi identificada como Robert e que aparentava ter entre 45 e 50 anos.

Ao todo, atuaram na ocorrência 15 bombeiros e uma aeronave.

Queiroz chama de maldade críticas à dancinha registrada em vídeo

 

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República e amigo da família, continua internado no Hospital Albert Einstein, um dos mais caros do país, após cirurgia no intestino. Queiroz e sua família vem sendo cobrados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, explicações sobre movimentações financeiras atípicas feitas por ele e divulgadas pelo Coaf.

Esta semana Queiroz voltou ser um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, ao aparecer dançando dentro do hospital junto com a esposa e a filha. Ele divulgou outro vídeo neste sábado (12), onde protesta contra as críticas que vem recebendo. Segundo ele, apenas quis descontrair o ambiente de tristeza no hospital por causa da sua condição de saúde.

O Ministério Público informou que tem material para da continuidade às investigações sem ouvir a família do Fabrício Queiroz, e que pedirá a quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-policial militar e ex-assessor do filho do presidente Jair Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

A mulher de Queiroz, Márcia de Aguiar, e suas filhas Nathália e Evelyn faltaram ao depoimento que estava marcado para o início da semana. No novo vídeo Queiroz diz dará todas os esclarecimentos ao MP quando for liberado pelos médicos.

Queiroz chiou: Estou sendo tratado como ‘o pior bandido do mundo’

 

quequé 1
Fabrício Queiroz/Foto: Reprodução

Ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), Fabrício Queiroz disse que esclarecerá “em breve” as movimentações atípicas em sua conta apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Ele, porém, não disse quando iria dar as explicações e reclamou de, em suas palavras, ter sido tratado como “o pior bandido do mundo”.

“Após a exposição de minha família e minha, como se eu fosse o pior bandido do mundo, fiquei muito mal de saúde e comecei a evacuar sangue. Fui até ao psiquiatra, pois vomitava muito e não conseguia dormir”, disse Queiroz, que também é policial militar da reserva. “Estou muito a fim de esclarecer tudo isso. Mas não contava com essa doença. Nunca imaginei que tinha câncer”,disse.

Alegando fortes dores, o ex-assessor atribuiu os problemas detectados recentemente em sua saúde à exposição do caso Coaf na imprensa. As dores, segundo ele, o teriam feito faltar a depoimentos marcados pelo Ministério Público.

(O Estado de S. Paulo)