“O Brasil não faliu porque o PT deixou US$ 378 bi em reservas”, Lula em entrevista no MA

 

Foto: Reprodução

O ex-presidente Lula durante  entrevista concedida na noite desta quinta-feira (21), ao programa Ponto e Virgula, na Rádio Difusora FM de São Luís, disse que o Brasil ainda não quebrou  porque o PT deixou de US$ 378 bi de dólares em reservas internacionais, mas é mais fácil dizerem que o PT quebrou o país, só para justificarem a incapacidade de governar.

“Eles falam que o PT quebrou o Brasil. O Brasil só não decretou falência porque o PT deixou 378 bilhões de dólares em reservas internacionais. É isso que tá salvando o país”, Lula durante entrevista ao Ponto e Virgula.

Covid-19: Osmar Terra é enquadrado e contestado durante entrevista à Rádio Gaúcha

 

CBIFOT280820190498-550x366
Foto: Reprodução

Médico aliado do presidente Jair Bolsonaro, o deputado gaúcho Osmar Terra (MDB) repetiu informações controversas em entrevista a o programa Gaúcha Atualidade na manhã de quinta-feira (14).  

Terra concedeu a entrevista após um pedido de contraponto de sua assessoria à equipe da Rádio Gaúcha. Nesta semana, apresentadores da emissora criticaram a postura do deputado em relação à pandemia do coronavírus, na contramão das linhas científicas mundiais.

Até o momento, previsões reproduzidas pelo parlamentar mostraram-se equivocadas. (GAÚCHAZH)

 

Toffoli defende Judiciário e critica “notinhas públicas” contra Bolsonaro

 

maxresdefault

O ministro Dias Toffoli, presidente do STF, durante entrevista no Roda Viva da TV Cultura segunda-feira (11), defendeu o Judiciário e disse que os problemas da política precisam ser resolvidos pela política, se referindo ao Executivo e Legislativo.

“não haverá unidade e soluções para os problemas com notinhas”.

O posicionamento de Toffoli se deu em razão do questionamento sobre o comportamento do presidente Bolsonaro na pandemia. De acordo com ele, os membros dos poderes executivo e legislativo, escolhidos pelo povo é que devem encontrar soluções.

“.. não é soltando notas que se resolve problemas tão graves quanto no nosso país (..) temos que resolver primeiro na política, e a política são os eleitos pelo povo, poder executivo,  legislativo, governadores de estado, parlamentos e prefeitos, é a política que defende o futuro da nação..”, destacou Toffoli.

Questionado sobre o papel do Poder Judiciário na atual conjuntura, disse que o poder está fazendo seu papel.

“..na arena do poder judiciário.., o juiz fala nos autos e fala no foro..”

Flávio Dino ratifica e intensifica ações com objetivo de combater o Covid-19 e salvar vidas

 

dino
Governador, Flávio Dino, em entrevista à Rádio Timbira, faz balanço e anuncia intensificação das ações contra Pandemia do Covid-19 no Maranhão/Foto: Handson Chagas

O governador Flávio Dino concedeu entrevista ao radialista Edvaldo Oliveira, no programa Comando da Manhã, da Rádio Timbira, nesta quinta-feira (26), em cadeia com várias emissoras em todas as regiões do estado. O governador destacou medidas adotadas no Maranhão no enfrentamento e combate ao novo coronavírus. Falou da ampliação do fechamento de escolas, flexibilização das atividades do comércio e reforço da rede de tratamento aos casos.

“Nesse momento de identificação crescente de novos casos, temos que manter atitude de distanciamento social como providência necessária para evitar curva rápida da doença, perdas humanas e sobrecarga dos profissionais da saúde”, reforçou Flávio Dino, iniciando a entrevista citando reunião de governadores com o presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia. “Nesta reunião, reafirmamos união de todos em direção à manutenção das medidas preventivas”, pontuou.

Flávio Dino também disse que a reunião foi “proveitosa para adoção de medidas compensatórias a serem tomadas, valendo para todo Brasil, a fim de amenizar os efeitos sociais desta pandemia”. Classificou de “fuga da responsabilidade” colocações do presidente da República e lembrou que “os instrumentos de política macroeconômica estão nas mãos do Governo Federal e este ente é que deve agir, não transferindo a responsabilidade aos Estados, quem não dispõem as atribuições legais, dispositivos jurídicos e recursos para agir”.

O governador destacou que o Maranhão foi beneficiado com medidas do Supremo Tribunal Federal (STF) com a suspensão da dívida dos estados por seis meses e garantia de autonomia aos estados e municípios para manter medidas restritivas no combate à pandemia. Lembrou que o Governo do Estado conseguiu na justiça o direito de monitoramento no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado.

A medida no aeroporto é para promoção de ações que venham proteger os maranhenses. Da mesma forma, a medida é aplicada no aeroporto de Imperatriz. “É uma medida que poucos estados estão tomando e que o Maranhão se antecipou e pôs em prática, como forma de proteção e identificação de casos”, disse o governador.

Sobre medidas do Governo do Estado para lidar com o cenário, Flávio Dino anunciou que deve ser ampliado o prazo de suspensão das atividades escolares públicas e privadas; e flexibilização do funcionamento do comércio. Vai editar Medida Provisória para zerar imposto sobre o álcool em gel e lembrou que “em casa, utilize água e sabão, que é tão ou mais eficaz que o álcool em gel, e nas ruas, utilize o álcool em gel”.

O governador frisou a importância de “adotar medidas preventivas para impedir avanço da doenças e mortes, então, precisamos fazer o distanciamento social para salvar vidas”.

Quanto ao abastecimento, Dino explicou que tomou medidas para reduzir circulação de pessoas, mantendo a circulação de cargas para que alimentos e medicamentos não tenham dificuldades para chegar. Aos caminhoneiros foi liberado um número exclusivo para comunicação direta com o Governo do Estado; aos artistas, edital para que possam atuar via internet, medida pioneira seguida por outros estados. Ações são pensadas para outros seguimentos como espaços de beleza e ambulantes.

Sobre as fake news, pontuou que “ninguém lucra nada com esta atitude” e que as redes oficiais do Governo estão informando com toda a clareza e transparência.

A infraestrutura preparada pelo Governo do Estado para lidar com o problema conta com leitos específicos; 800 respiradores adquiridos com apoio da iniciativa privada. “Temos uma rede preparada e em contínuo funcionamento para os casos que surgirem e aumentando ou diminuindo o nível de investimento, de acordo com a realidade que se apresentar”, enfatizou o governador.

Outras medidas incluem a preparação do Hospital HCI, no bairro Angelim, exclusivamente para tratamento de casos do coronavírus; repasse aos municípios para aquisição de equipamentos de proteção aos profissionais da saúde; e aquisição de mais 10 mil kits de testagem, a serem distribuídos às unidades regionais.

No Maranhão, até o momento, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou 10 casos da doença, todos com sintomas considerados leves e sendo tratados em isolamento domiciliar, informou o governador Flávio Dino, atualizando dados.

Sobre a vacinação contra a gripe H1N1, o governador Flávio Dino afirmou que há muitas doses disponíveis na rede de saúde, recebidas a partir de pedido ao Ministério da Saúde e que o cronograma de vacinação é organizado pelos municípios.

No encerramento, o governador Flávio Dino agradeceu à imprensa que realiza um trabalho sério para que todos se mantenham informados e esclarecidos; aos profissionais da saúde pela perseverança nesse cenário desafiador; e aos servidores e população maranhense pela confiança e apoio.

‘Proposta de Bolsonaro de zerar impostos não passa de retórica, não existe nada formal’, diz Flavio Dino

 

flavio
(foto: Reprodução/YouTube/TV Brasília)

Durante cumprimento de agenda política em brasília esta semana, o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), voltou a comentar medidas do governo Bolsonaro e criticar o que chamou de ‘provocação retórica’ do presidente da republica, sobre zerar impostos se os governadores fizerem o mesmo com o ICMS. As declarações do governador foram dadas ao programa CB.Poder, uma parceria entre o Correio Braziliense e a TV Brasília.

Ao falar sobre a sucessão presidencial em 2022, o governador Flávio Dino disse que prefere ver o apresentador Luciano Huck fazendo discursos e campanha em 2022 do que presenciar o ministro da Economia, Paulo Guedes, “agredindo” as domésticas. Na entrevista ele fala ainda sobre Desigualdades no Brasil; Reformas; Eleições 2020 e 2022 e outros…

 

Governador Flávio Dino defende saída para o Brasil fora da bolha

 

Flavio-Dino-696x370
Governador Flávio Dino (PCdoB)/Reprodução

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), concedeu no inicio da tarde desta segunda-feira (20), entrevista ao Estadão com transmissão ao vivo no Youtube. Ele falou sobre conjuntura política nacional e as possíveis saídas para o país, sucessão em 2020 e ainda sobre o ‘ juiz de garantias’.

Flávio Dino está cumprindo agenda em São Paulo desde o último sábado (18), quando voltou se reunir com o ex-presidente Lula e nesta segunda-feira (20), participará de um evento no Instituto Fernando Henrique Cardoso, com presença do ex-presidente tucano.

Lula elogia Flávio Dino e diz que o apoiaria para Presidente

 

A declaração do ex-presidente Lula foi dada durante entrevista concedida à TVT quarta-feira (15). Apesar da eleição para Presidência da República ocorrerem só em 2022, o governador Flávio Dino (PCdoB) iniciou 2020 sendo um dos pretensos candidatos mais comentados.

Dino reconhece pré-candidatura de Jeisael, que parte da imprensa ignora

 

jeisael na briga
Jornalista e Radialista Jeisael Marx/Foto: Reprodução

O jornalista e radialista Jeisael Marx (Rede) agradeceu no twitter ao governador Flávio Dino (PCdoB), que citou sua pré-candidatura à Prefeitura de São Luís durante entrevista ao Ponto e Virgula da Rádio Difusora FM, na noite de ontem quarta-feira (19).

‘Enquanto parte da imprensa tenta nos boicotar, a maior liderança política do estado demonstra respeito pela nossa pré-candidatura a prefeito de SLZ. Flávio Dino destacou nosso nome em entrevista ao programa Ponto e Vírgula, da Difusora FM. Obrigado pelo respeito, governador’, comemorou Jeisal.

A manifestação de Jeisael , que não tem ‘pedigree político’, soa como desabafo e resposta aos que ainda ignoram sua pré-candidatura, principalmente setores da imprensa. Para ele, o reconhecimento de Flávio Dino, maior liderança política do estado aumenta seu animo para seguir em frente.

Flávio Dino será candidato em 2022, e está confiante nas eleições de 2020

 

ponto-e-virgula-2
Governador Flávio Dino no Programa Ponto e Virgula da Rádio Difusora FM/Foto: Gilson Rodrigues

O governador Flávio Dino concedeu entrevista no inicio da noite desta quarta-feira (18), ao programa Ponto & Vírgula, da Difusora FM. Descontraído e muito a vontade o governador respondeu todas perguntas.

Política

Sobre os próximos pleitos o governador Flávio Dino confirmou que participará nas eleições municipais de 2020, mas nas principais cidades do estado, como São Luís, Imperatriz e Caxias, defenderá a união do seu campo político, atualmente composto de 16 partidos.

O governador também ratificou o posicionamento do senador Weverton, sobre a relação de união entre o PDT e PCdoB. De acordo com Flávio Dino ‘em time que está ganhando não se mexe’.Ele também ressaltou a importância do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), na eleição da capital. De acordo com ele, o candidato do grupo em São Luís terá apoio de ambos.

“Em março, após o carnaval, vamos ter uma primeira conversa sobre eleição municipal de São Luís”, confirmou.

Sobre 2022 foi direto ao dizer que concorrerá, porém não revelou se para Presidência da Republica ou Senado. O caminho que percorrerá dependerá da conjuntura política brasileira e no estado. Questionado sobre sua relação com o presidente Jair Bolsonaro, o governador Flávio Dino disse não se sentir isolado, porque a relação de Bolsonaro com todos os governadores é de distanciamento.

Rangedor

O governador afirmou que novas obras começarão a ser entregues a partir do próximo ano – a exemplo do que vem sendo feito desde 2015 no Estado.

“Vamos ter em 2020 a ampliação do Parque do Rangedor, preservando o meio ambiente. Não utilizamos nem 5% do parque para os equipamentos [já existentes]. Noventa e cinco porcento do parque está protegido – e agora protegido pela população também, que usa o parque”.

Entre as entregas para os primeiros meses de 2020, está a reforma completa da RFFSA, no Centro Histórico da capital. Outras obras estão em andamento e serão realizadas em várias regiões do Estado. Entre elas, está o Hospital de Urgência e Emergência de Imperatriz.

“Estamos finalizando o processo de desapropriação do terreno. Infelizmente, ninguém quis doar o terreno. Vamos desapropriar a área que fica ao lado do Hospital Macrorregional de Imperatriz. Vamos indenizar os proprietários. O projeto do hospital está pronto e vamos fazer a licitação”, explicou.

Outro exemplo é o Hospital da Ilha, que está com obras aceleradas no Turu, em São Luís. Serão 180 leitos na primeira fase, podendo chegar a 320 na segunda etapa.

Saúde

O governador citou a Saúde como exemplo de que o Maranhão consegue avançar mesmo com a recessão brasileira.

“Estamos vendo todos os dias – na TV, na internet, nos jornais – uma crise muita aguda. Na Saúde, vários Estados estão fechando hospitais, sem atendimento. Claro que temos problemas na rede estadual. Mas ela está toda funcionando. Ampliamos a rede neste ano”, disse.

Entre essas ampliações já feitas, estão o novo Centro de Hemodiálise em São Luís e a expansão do serviço especializado para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), no anexo do Centro Especializado em Reabilitação e Promoção da Saúde do Olho d’Água (CER Olho d’Água), na capital.

Flávio ainda lembrou o curso de Medicina na UemaSul em Imperatriz, que começa a funcionar no segundo semestre de 2020.

“Essa conquista consolida Imperatriz como polo de formação de médicos, dando oportunidade para centenas de jovens.”

Educação

Para 2020 em diante, a prioridade na educação, além de continuar entregando Escolas Dignas, é ganhar cada vez mais qualidade.

“Hoje este é o nosso foco. Vamos continuar o programa de infraestrutura na educação, mas sobretudo vamos trabalhar pela consolidação da retomada da qualidade, mediante a mensuração do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)”, disse. Trata-se de um indicador medido pelo governo federal para verificar a qualidade do ensino.

Segundo o governador, o Maranhão deu um salto no Ideb em 2017. Em 2020, será divulgado novo resultado e a expectativa é muito positiva para avanços.

‘Ninguém te ama como eu’: Bolsonaro admite que se enganou com Trump

 

bosa e trump
Presidentes Donald Trump (EUA) e Jair Bolsonaro (Brasil)/Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro na noite de ontem, segunda-feira (2), na TV Record, de propriedade do parceiro e bispo, Edir Macedo, deu entender que se enganou com o Donald Trump, após se entregar de ‘corpo e alma’ ao presidente norte-americano, numa relação de subserviência constrangedora do seu governo com o EUA.

Mais cedo Bolsonaro disse que “qualquer coisa”, telefonaria para Trump, para resolver.

“Caso não tenha sucesso, me enganei sobre Trump”, disparou Bolsonaro.

O motivo da declaração de Bolsonaro foi descobrir que Trump nunca foi parceiro e amigo dele como pensava e sonhava. Ontem o presidente estadunidense, anunciou nas redes sociais aumento das tarifas de todo aço e alumínio importado do Brasil e da Argentina como retaliação à desvalorização “maciça” de suas moedas frente ao dólar.