Gilmar Mendes diz no Roda Viva que Vaza Jato poderá inocentar Lula

 

gilmar-mendes-no-roda-viva
ministro do STF Gilmar Mendes durante entrevista ao Programa Roda Viva/Foto: Reprodução

Em entrevista ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira (7), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, sinalizou que as mensagens reveladas pela série Vaza Jato, do The Intercept Brasil, podem ser usadas para inocentar o ex-presidente Lula.

Ao falar sobre o recurso do ex-presidente Lula que pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro, Gilmar disse que provas ilícitas podem ser usadas não para condenar, mas para absolver.

“Afirmada a suspeição, podemos usar essa prova? Prova ilícita é utilizável em favor de alguém? O tribunal tem dito que sim. Não para condenar, mas para absolver. Isso é um debate que vamos ter”, pontuou.

O magistrado também disse que o STF errou por ainda não ter feito o julgamento sobre as Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs), outro recurso que pode tirar o ex-presidente Lula da prisão. Segundo Gilmar, as ADCs devem ser votadas ainda em outubro.

Além das duras críticas à Lava Jato, o ministro também bateu fortemente em setores da imprensa, que segundo ele, apoiam a Lava Jato cegamente.

“Vocês assumiram o lavajatismo militante…, quando a Lava Jato acerta, tem que ser dito que ela acerta. Quando erra, tem que ser dito que erra..: “Vocês criaram falsos heróis”.

(Revista Fórum)

Hoje tem Flávio Dino no programa da Miriam Leitão na Globo News

 

Flavio Dino Miriam

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) de fato se tornou uma das mais lucidas e importantes vozes da atual conjuntura política, principalmente a brasileira.

Nesta quinta-feira (26), ele será convidado do programa da jornalista Miriam Leitão, hoje às 21h30, na Globo News. Em pauta economia, politica e terras indígenas.

Flávio Dino no Canal Livre da BAND

 

screenhunter-9676-sep.-16-08.03
Foto: Reprodução

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) foi o entrevistado no final da noite de ontem domingo (15), do Programa Canal Livre da Band, principal programa de entrevista da emissora.

Flavio Dino aproveitou o espaço importante na mídia nacional para mostrar lucidez em relação a atual conjuntura política nacional, falou sobre sua gestão no Maranhão, defendeu a esquerda, criticou a politização da Lava Jato e disse que está otimista com os pleitos eleitoras em 2020 e 2022.

The Intercept Brasil entrevista Flávio Dino sobre Corrupção, Lava Jato e conjuntura Política no Brasil

 

intercept
Flávio Dino, governador do Maranhão, durante entrevista ao The Intercept Brasil/Foto: Reprodução

O site The Intercept Brasil que iniciou a divulgação das mensagens entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol e demais membros da Força Tarefa da Lava Jato, ouviu Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, dias antes de começarem a serie de reportagens que passaram expor os bastidores nada republicano da maior operação de combate à corrupção na história do Brasil.

Na entrevista Flávio Dino, que assim como Sérgio Mouro, é ex-juiz federal falou sobre a atual conjuntura política brasileira, corrupção e Lava Jato. O governador do Maranhão criticou duramente o ex-juiz colega de toga e agora também na política, Sérgio Moro, atual ministro da Justiça do governo Bolsonaro.

VEJA AQUI A ENTREVISTA

Perguntar não é crime e nem ofende, mas quem é ‘o pessoal’ Dallagnol?

 

pol_deltan_dallagnol_3-1694386
VazaJato divulga primeiro áudio e desmonta contestação de Deltan Dallagnol/Foto: Reprodução

Áudio mostra o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, informando outros procuradores da força-tarefa sobre decisão do ministro Luiz Fux, derrubando decisão de Ricardo Lewandowski, que liberava entrevista de Lula. Na mensagem Dallagnol pede que eles não divulguem a decisão para a defesa não ter tempo de recorrer.

Irmão de Bolsonaro disse que ‘o pai deles nunca deixou um filho trabalhar’

 

bolsonaro-jair-evaristo-sa-afp-918x540
Presidente Jair Bolsonaro/Foto: Reprodução

(Do Correio Brasiliense)

Após o presidente Jair Bolsonaro dizer que trabalhou desde os “9, 10 anos”, internautas recuperaram uma entrevista com a família do então deputado federal, em março de 2015, na qual um dos irmãos de Bolsonaro nega que qualquer um deles tenha trabalhado quando criança.

A reportagem, da revista Crescer, ouviu a mãe de Bolsonaro, Olinda Bolsonaro, e um dos irmãos, Renato Bolsonaro, que, em determinado momento fala da relação dele e dos irmãos com o pai.

“Meu pai tinha o estilão dele, boêmio. Mas nunca deixou um filho trabalhar, porque achava que o filho tinha que estudar”, disse.

O relato de Renato vai de encontro com o de Bolsonaro na última quinta-feira (4/7). Em mais uma de suas transmissões ao vivo pelo Facebook, Bolsonaro sugeriu que era a favor do trabalho infantil. “Trabalho dignifica o homem, a mulher, não interessa a idade”, disse.

A entrevista voltou à tona pelo Twitter. Muitos internautas comentaram a entrevista.

bozo 3

bozo 2

bozo 1

bozo 4