Maranhão inicia “Março Mulher” e comemora 15 anos da SEMU.

O governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Mulher, realizou na última sexta-feira, dia 5, abertura da campanha ‘Março Mulher, dia 5, no Palácio Henrique de La Roque, capital maranhense.

Ao todo foram mais de 170  municípios, representados pelas gestoras municipais, prefeitos e vereadores. 

Ao contrário do que vem acontecendo no país, que sofre graves retrocessos nas políticas para as mulheres, desde 2018, o Maranhão vive um momento de muitas conquistas para todas as maranhenses.

Nos últimos 7 anos, o Maranhão tem investido em políticas públicas permanentes, ampliando o arcabouço de direitos e aumentando o acesso das mulheres maranhenses a estes direitos.

Somente na Política Estadual de Atenção à Mulher Maranhense, foram investidos mais de R$ 10 milhões, com a licitação da segunda unidade da Carreta da Mulher Maranhense. 

Além disso, o Plano Estadual da Mulher, está sendo finalizado. O Plano vem sendo construído por muitas mãos, num processo amplo, diverso e plural que tem envolvido a sociedade civil, os movimentos sociais de mulheres e feminista, o poder público e o conjunto do Governo do Maranhão. 

O texto do Plano está em revisão desde o início de fevereiro e será finalizado e encaminhado para a Assembleia Legislativa do Maranhão, para ser convertido em lei. 

Falta apenas data e local para filiação de Brandão ao PSB

O deputado, Bira do Pindaré, presidente em exercício do PSB no estado, disse nesta segunda-feira, dia 14, que se reuniu com o vice-governador Carlos Brandão, para tratar da filiação do pré-candidato ao governo do Maranhão, apoiado pelo governador Flávio Dino (PSB).

Bira do Pindaré só não informou o dia e local, apenas que ocorrerá nos próximos dias.

‘..o governador colocou a Timbira como prioridade..’, diz Robson Paz

A Rádio Timbira (1290 FM) completa 80 anos, neste sábado (14). Para comemorar a data, o secretário adjunto de radiodifusão do estado, Robson Paz, diretor-geral da emissora, concedeu entrevista ao Fala Timbira, programa apresentado por Edvaldo Oliveira e Mônica Moreira Lima.

Na ocasião, ele relembrou como a gestão Flávio Dino mudou para melhor a comunicação pública no Maranhão.

“O governador Flávio Dino, desde que assumiu, sempre colocou a Rádio Timbira como uma prioridade, né? Pela sensibilidade que o governador tem, entusiasta que é da comunicação pública, sempre colocou o resgate da Rádio Timbira como uma das metas a serem alcançadas e de pronto nós, desde 2015, já com a nova direção da emissora, tratamos de criar as condições para que a rádio voltasse a ter relevância”, disse.

Segundo Paz, a missão dada foi seguir “um preceito fundamental da comunicação pública, inclusive designada pela UNESCO, que é o princípio da universalidade”.

“Nós precisávamos fazer com que as pessoas, o cidadão, a cidadã pudessem ter acesso à rádio, independentemente de sua condição social e econômica, ter acesso à nossa emissora, e existia uma dificuldade muito grande naquele momento. Os ouvintes que sempre acompanharam a Timbira sabem que a Timbira passou por duas décadas, pelo menos, de completo abandono, ostracismo, chegando ao ponto de tentativa de privatização. Foi desmontada toda a estrutura da Rádio Timbira, passou por um período de muita dificuldade. Mas, de 2015 para cá, nós começamos trabalhar a reformulação também da equipe, no processo de renovação da rádio”, explicou.

De acordo com o diretor-geral da Rádio, além do sucateamento da rádio entre 1995 e 2015, outra dificuldade foi melhorar o sinal do transmissor, na época localizado no bairro do Maracanã.

“O parque de transmissores era um grande problema que a rádio tinha, localizado no Maracanã, uma área que tecnicamente, inclusive nós tivemos uma consultoria do engenheiro eletrônico Sidney Morato, que foi um profissional fundamental nesse processo, e é bom que a gente reconheça e resgate aqueles que contribuíram para que a gente conseguisse alcançar esse status que estamos hoje com a Rádio Timbira; (…) trouxemos o parque de transmissores para o Aterro do Bacanga, hoje ali ao lado do Parque João Paulo II, e, a partir de então, nós conseguimos com a aquisição de novas torres, novos equipamentos, a Timbira passou a ter novamente um sinal de qualidade, passou a ser ouvido em praticamente todo o Estado do Maranhão, diretamente no dial, além, claro, das plataformas digitais, que nós também avançamos muito no período, e hoje a gente cumpriu aquilo que eu disse no início que é esse princípio da universalidade, garantindo assim que as pessoas pudessem alcançar a Timbira, pudesse ouvir”, completou Paz.

AL-MA aprova premiação para quem tomar 2ª dose da vacina contra Covid

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, nesta quarta-feira (30), a Medida Provisória que autoriza o Poder Executivo realizar sorteios para quem tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

O Governo do Estado poderá sortear até R$ 2.700.000,00 em prêmios em dinheiro, sendo 700 premiações no valor de R$ 1.000,00, 200 no valor de R$ 5.000,00 e 100 no valor de R$ 10.000,00.

O objetivo é estimular as pessoas a tomarem a segunda dose da vacina. Poderá ser realizado através de Decreto, fazer adaptação na premiação, devendo ser observado o limite máximo de recursos financeiros fixado pelo governo.

Poderão ser beneficiados todos que tomarem as duas doses da vacina contra a Covid-19, no Maranhão, conforme registro na Plataforma Conecte SUS.

A “Dose Premiada”, ocorrerá mediante crédito em conta bancária de titularidade do contemplado.

Maranhão apresenta Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19

O Governo do Maranhão apresentou, nesta segunda-feira (11), o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que tem como objetivo estabelecer as ações e estratégias para a operacionalização da imunização.

A elaboração do Plano integra as estratégias do Estado que precedem a vacinação.

“Ainda não temos a data para receber essas vacinas que serão adquiridas pelo Governo Federal, mas já nos adiantamos com o nosso Plano Estadual de Vacinação e a aquisição de insumos. Já temos 4 milhões de agulhas e seringas e todo o planejamento está pronto para a realização dessa campanha no Maranhão”, destacou o governador em exercício Carlos Brandão . 

O Plano Estadual de Vacinação trata de ações como a capacitação de profissionais da saúde, a logística de distribuição e armazenamento, as estratégias para a imunização, os grupos prioritários para a primeira fase da campanha e a estimativa de vacinas necessárias.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, nos próximos dias, o Governo Federal deve anunciar a data do início da vacinação, que deve acontecer de forma simultânea em todos os estados da Federação. 

“A partir desse anúncio, o nosso desafio é fazer com que todo o processo de imunização aconteça com agilidade e segurança. E nisso levamos uma enorme vantagem, pois estamos acostumados a fazer campanhas de vacinação. O Maranhão dispõe de mais de dois mil locais de vacinação, isso quer dizer que temos capacidade para imunizar milhares de pessoas por dia. Estamos nos antecipando para que tudo esteja pronto para a imediata vacinação, assim que o Ministério da Saúde disponibilizar as vacinas”, afirmou o secretário Carlos Lula.

Após o recebimento das doses que virão de Fortaleza para São Luís, as vacinas serão armazenadas na Rede de Frio do Estado, localizada em São Luís. Em seguida, a SES fará a distribuição, em até três dias, para as Regionais de Saúde por transporte aéreo.

Ao todo, 1.750.338 pessoas devem ser vacinadas na primeira etapa da campanha, que deve ser concluída em sete semanas. O plano completo está disponível em http://www.saude.ma.gov.br. 

Grupos Prioritários

O Plano segue a orientação do Ministério da Saúde com relação aos grupos prioritários, dessa forma, a primeira etapa da vacinação ocorrerá em três fases, sendo priorizadas as pessoas com maior vulnerabilidade.

Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeado em terras demarcadas aldeada, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

Os idosos de 60 a 74 anos estão inseridos na segunda fase. Em seguida, inicia-se a terceira fase com a imunização de pessoas com diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave, com Índice de Massa Corporal igual ou maior que 40 (IMC≥40). 

Logística 

No Maranhão há 2.124 salas de vacinação, sendo possível ampliar para 2.500 salas. A Secretaria de Estado da Saúde já dispõe de 4 milhões de seringas e agulhas para a primeira fase da vacinação, bem como 18 vans refrigeradas para o transporte das doses das Rede de Frio Regionais até os municípios, além de três caminhões baú. Todo o transporte terrestre contará com escolta policial. Nos casos necessários, será disponibilizado, ainda, o transporte aéreo através de dois aviões e um helicóptero.

A SES também capacitou 60 apoiadores, dentre eles, profissionais da Força Estadual de Saúde (FESMA), técnicos da Vigilância Epidemiológica e Atenção Primária Estadual, que ajudarão os municípios a executarem a campanha.

A vacinação contra a Covid-19 será realizada pelas Secretarias Municipais de Saúde das 217 cidades maranhenses.

Como será o Natal e o Réveillon no Maranhão

Para evitar grandes aglomerações de pessoas, no Maranhão não haverá o tradicional Réveillon. A medida não tem relação com festas privadas ou familiares, basta seguir as normas sanitárias que estão em vigor.

Ou seja, o que não vai haver são aquelas tradicionais apresentações realizadas pelo Governo do Estado, como o show da virada do ano na Litorânea. 

Veja abaixo estas e outras perguntas e respostas sobre os festejos de fim de ano:

As festas privadas de Natal e Réveillon estão liberadas?

Sim, não há proibição por parte do Governo do Estado. As famílias podem se reunir em suas tradicionais festas. Estabelecimentos privados também podem fazer festas, desde que sigam as regras sanitárias válidas para qualquer evento durante a pandemia.

Que regras sanitárias os bares, quiosques e outros estabelecimentos precisam seguir?

As mesmas que já estão em vigor – ou outras que vierem a ser editadas até lá. Entre as medidas em vigência, estão o limite de 150 pessoas por evento, higienização e distanciamento. 

E o show da virada do ano na Litorânea?

Não vai acontecer para não provocar aglomeração.

Não haverá nada feito pelo Governo do Estado na virada do ano?

Haverá. Serão feitas queimas de fogos em 22 pontos da Ilha de São Luís. A ideia é que as pessoas que estejam em suas casas ou em festas privadas possam ver a queima de fogos sem se deslocar. A localização dos pontos ainda será divulgada.

E no Natal? O que o Governo do Maranhão fará?

Não haverá shows de Natal que reúnam multidões no Centro Histórico de São Luís, para evitar aglomerações. Mas o Governo do Maranhão fará decoração natalina e vídeo mapping. 

A decoração natalina será em três pontos de São Luís: o prédio reformado da Reffsa, a Praça Dom Pedro II (ambos no Centro Histórico) e o Parque Estadual do Sítio do Rangedor (Calhau). 

Como será a decoração de Natal?

A decoração será temática, com árvore de natal, decoração voltada para o público infantil, entre outros artigos decorativos, que serão expostos ao público a partir deste fim de semana.

E o vídeo mapping?

O da Reffsa já está acontecendo desde o início de novembro. O do Palácio dos Leões começa na segunda-feira (30).

E em Imperatriz?

O Governo do Maranhão já entregou a decoração especial de Natal, enfeitando toda a extensão do Calçadão, principal centro comercial público da cidade.

Lançado pelo Maranhão e Consórcio Nordeste aplicativo de monitoramento da Covid-19

 

consorcioPensando no bem-estar e na importância da concepção de novas alternativas para monitorar e informar a população sobre a Covid-19, o Governo do Maranhão, em parceria com o Consórcio Nordeste, grupo formado em prol do desenvolvimento sustentável dos estados da região, lança o Aplicativo Monitora COVID-19, que fará o registro de informações da população com suspeita da Covid-19.

“Seguimos buscando soluções para garantir o diagnóstico e acompanhamento correto e, ao mesmo tempo, preservar a população, para que, caso não seja necessário auxílio médico fora do ambiente domiciliar, continue em casa contribuindo para evitar a contaminação pela Covid-19”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

O gestor do Conecta SUS, João Cunha, fala sobre a importância desta nova ferramenta de monitoramento aos casos do novo coronavírus.

“A plataforma é uma parceria do Consórcio Nordeste, da qual o Maranhão faz parte, e estabelece a possibilidade dos pacientes que foram infectados pela Covid-19 serem auxiliados por profissionais de saúde para acompanhamento dos sintomas e do quadro clínico dos mesmos”, explicou.

O integrante do Comitê Científico do Consórcio Nordeste, Hêider Pinto, explica que ao utilizar o aplicativo, os pacientes terão a retaguarda de profissionais de saúde que vão fazer essa orientação e acompanhamento.

“O Monitora Covid-19 é um aplicativo importantíssimo para garantir o apoio clínico e a orientação, mas também o acompanhamento, monitorando a situação da saúde da pessoa, de maneira que ela possa ser atendida em casa e com todo o cuidado. Acompanhando a situação da saúde dela para que, identificando qualquer piora, poder fazer a melhor orientação possível”, afirmou.

A tecnologia do app está articulada ao registro eletrônico de saúde e possibilita à equipe de monitoramento e à gestão do SUS um painel de controle que permitirá visualizar o tempo de quarentena de cada paciente, dentre outras informações que servirão de base para tomada de decisões.

“Esse aplicativo tem uma lógica bem interessante, pois não será o cidadão que irá atrás do serviço, o serviço que irá atrás do cidadão. Desde que ele entre no aplicativo e se posicione em relação ao quadro clínico que ele está sentindo”, explica o secretário de Estado de Políticas Públicas, Marcos Pacheco.

Como funciona

No app Monitora COVID-19, disponibilizado de forma gratuita, o especialista viabiliza atendimento remoto e auxilia no acompanhamento de pessoas infectadas. Na página inicial do aplicativo, o usuário deverá escolher o Estado e a cidade de origem, logo após, ao apertar próximo, será levado a vários informativos até encontrar a opção de realizar o login ou fazer um cadastro, informando nome, CPF, nome da mãe e número do cartão SUS.

Depois o usuário preenche um formulário, com todos os sintomas apresentados, que posteriormente será avaliado por uma equipe de profissionais de saúde. Quando as informações relacionadas aos sintomas da doença são preenchidas, o usuário recebe diferentes classificações: verde, quando não apresentar sintomas característicos da doença; amarelo, caso apresente sintomas leves; laranja, quando os sintomas já começam a se agravar; e vermelho, ao apresentar sintomas mais graves que inspirem cuidados médicos.

Caso seja detectado risco do usuário, um profissional da saúde entrará em contato pelo próprio celular. Nos casos sinalizados como amarelo, o usuário recebe a ligação em até 48 horas, já nos casos identificados como laranja e vermelho, em até 24 horas e posteriormente, com monitoramento diário. Em caso de piora, o usuário tem a opção de edição do perfil, o que consequentemente altera a cor de classificação. Com o avanço dos sintomas, o usuário será contactado e de acordo com a avaliação médica da gravidade dos sintomas será direcionado para a unidade de referência mais próxima.

Neste primeiro momento, o Monitora Covid-19 estará disponível apenas para Android na Play Store. Em breve o aplicativo estará disponível também no sistema IOS, para iPhone, pela Apple Store.

Governo do Maranhão pagará 13º dos Servidores quinta-feira (12)

 

dinheiro
Foto: Reprodução

Mesmo em meio as dificuldades econômicas no país, o Estado do Maranhão, mantém suas contas em dia garantindo serviços e investimentos além do pagamento dos servidores públicos dentro do mês.

Enquanto alguns estados ainda nem definiram o pagamento do 13º salário dos funcionários, algumas com possibilidade de parcelamento, o governador Flávio Dino anunciou para próxima quinta-feira (12) o pagamento no Maranhão.

pagamento

Governo do MA homenageará Felipe Santa Cruz presidente do Conselho Federal da OAB

 

presidente-da-OAB-eugênio-novaes-oab
Felipe Santa Cruz, presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)/Foto: Reprodução

O governo do Maranhão anunciou nesta terça-feira (30), que vai homenagear Felipe Santa Cruz, presidente do Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). A homenagem tem como propósito reconhecer o seu papel na defesa do Estado Democrático de Direito e do País.

“Vamos homenagear em setembro o presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz, que visitará o Maranhão. A OAB e o seu atual presidente nacional tem importante papel em defesa do Estado Democrático de Direito e da Federação”, destacou Flávio Dino.

Felipe Santa Cruz cujo pai desapareceu durante a Ditadura Militar, esta semana protagonizou junto com o presidente Jair Bolsonaro, uma das mais fortes polêmicas do governo.

HOMENAGEM

Deputado Dr. Yglésio diz que liminar mostra que oposição não é para torcer contra o Estado

 

yglésio
Deputado estadual Dr. Yglésio(PDT)/Foto: Reprodução

O deputado estadual Dr. Yglésio (PDT), criticou a oposição nesta segunda-feira (1º), na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão. O motivo foi a decisão liminar do ministro do STF, Marco Aurélio, que trata do empréstimo que o governo deve contrair para pagamentos de precatórios.

De acordo com Yglézio, deputados de oposição chegaram classificar de ‘palhaços’ parlamentares a favor do empréstimo. Ele disse ainda que a oposição deveria ter um pouco mais de cautela ao tentar barrar as medidas adotadas pelo governo.

“..então a gente pede, para que deputados de oposição evitem se transformarem em arautos da desventura, porque não interessa a ninguém no Maranhão situações negativas para o estado”, cobrou o parlamentar.