Maranhão é 2º no Nordeste e 9º no Brasil em geração de emprego

O governador Maranhão, Flávio Dino (31), comemorou a colocação do estado na geração de empregos em 2021. O Maranhão está na 2ª posição no Nordeste e na 9ª no Brasil.

O levantamento é o CAGED (Cadastro Geral de Empregos e Desempregados), de responsabilidade do governo federal.

Governadores do NE garantem que Estados defenderão legalidade e paz

O Fórum dos Governadores do Nordeste reunidos no Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira, dia 25, atenderam a proposta do governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), e divulgaram uma Carta à Nação defendendo a legalidade no país.

“Fiz agora a proposta e foi acolhida, por unanimidade, no Fórum de Governadores do Nordeste, reunido em Natal, uma Carta à Nação defendendo a legalidade e reiterando que as forças policiais estaduais não participarão de tumultos e golpes”, destacou Dino nas redes sociais.

Lula é recibo por Dino no Maranhão, onde cumpre extensa agenda

O ex-presidente Lula foi recebido em São Luís na noite desta quarta-eira, dia 18, pelo governador Flávio Dino (PSB), e por militantes políticos.

Lula fica em São Luís até sexta-feira, dia 20, onde tem encontros agendados com com lideranças políticas e movimentos sociais.

l

Lula retorna ao MA nesta quarta, dia 18, onde cumpre extensa agenda

O ex-presidente Lula volta ao Maranhão nesta quarta-feira, dia 18, onde segue com sua visita política no Nordeste, após passar pelos estados de Pernambuco e Piauí.

Lula desembarca em São Luís onde cumprirá extensa agenda com participação em entrevista coletiva, encontros com lideranças políticas, entre elas, o governador Flávio Dino (PSB), movimentos sociais e militantes do PT.

Segundo a coluna Radar da Veja, o avanço de Lula no Nordeste onde já é muito forte, está tirando o sono no Palácio do Planalto.

Enquanto Jair Bolsonaro insiste na estratégia suicida de ataques ao STF e de golpe militar, o ex-presidente Lula segue costurando apoios e defendo vacina contra a Covid-19, o combate à fome, desenvolvimento regional, emprego, incentivo a micro e pequena empresa, educação e saúde.

Lula começa agenda no Nordeste, na próxima semana estará no MA

Da Folha de Pernambuco

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) começa nesto domingo dia 15, por Pernambuco uma agenda política no Nordeste para estreitar alianças com governadores e traçar estratégias para as eleições de 2022.

O objetivo da viagem é aparar arestas na construção de palanques locais e formar uma base de apoio mais ampla com apoio local de legendas como PSB, MDB, Cidadania, PP e Republicanos. Lula desembarca neste domingo (15) no Recife e fica na região até 26 de agosto, passando por Piauí, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia.

Entre aliados do ex-presidente, a avaliação é que o apoio sólido dos governadores será crucial para barrar o avanço da máquina federal no Nordeste e atrair localmente apoios fora do campo da esquerda.

Em sua visita a estados do Nordeste, Lula trabalhará para amarrar o apoio de governadores da região e seus respectivos partidos aliados. Para isso, contudo, precisa desatar alguns nós na construção de palanques locais.

No Maranhão, Lula tem outro nó para desatar. Aliado de primeira hora, o governador Flávio Dino (PSB) trabalha o nome do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) para sua sucessão.

A candidatura, contudo, enfrenta resistências dentro do PT, que teria dificuldade em apoiar um tucano para o governo maranhense. Parte da cúpula do partido prefere que o candidato seja o senador Weverton Rocha (PDT-MA).

Bolsonaro e Centrão estão com ‘casamento’ marcado, mas ‘lua de mel pode melar’

Do Gustavo Uribe, da CNN

Sem agenda oficial definida no Nordeste, porém com previsão de inicio para o final deste mês de julho, o ex-presidente Lula (PT) deverá se reunir com lideranças do Centrão na região.

Os encontros deverão ocorre mesmo depois do presidente Bolsonaro abrir seu coração e o governo para o PP e declarar ‘amor eterno’ ao bloco político no Congresso.

“..Não vai ser um casamento pela internet. Eu conheço o Ciro. Integrei, mais da metade do meu tempo de parlamentar, o PP..”, disse Bolsonaro.

Na Bahia, Lula deve se encontrar com o vice-governador, João Leão (PP), há possibilidade da participação de integrantes da bancada estadual e federal.

Já em Pernambuco, o encontro deverá reunir deputados estaduais e federais. Havia inicialmente a possibilidade de viabilizar um encontro de Lula e Ciro Nogueira no Piauí, mas com o convite de Bolsonaro ao presidente do PP para ocupar a Casa Civil, a costura foi abandonada.

Maranhão foi o 2º no NE com melhor resultado na balança comercial

O Maranhão teve o segundo melhor resultado na balança comercial de 2020 em todo o Nordeste, com saldo de US$ 1,39 bilhão.

Mesmo estados com economias maiores que o Maranhão não atingiram resultado melhor. Só a Bahia conseguiu desempenho melhor no Nordeste, com US$ 2,9 bilhões. 

O saldo é a diferença entre o que foi exportado e o que foi importado no mesmo período.

É importante ter um saldo positivo na balança comercial porque isso significa uma economia competitiva. Entre todos os estados brasileiros e o Distrito Federal, 16 tiveram saldo positivo e dez foram negativos.

Maranhão é destaque em investimentos em obras e serviços

O Maranhão foi o Estado do Nordeste com o maior percentual de investimentos públicos em 2020, de acordo com a Secretaria do Tesouro Nacional do Governo Federal.

O índice chegou a 10% em relação à Receita Total, num ano impactado pela pandemia e pela crise econômica. A liderança na região é divida com o Ceará, que também alcançou 10%. 

Levando em conta o país todo, o Maranhão ocupa o terceiro lugar no ranking de investimentos. 

Investimentos públicos representam novos serviços e novas obras para a população. Podem ser estradas, atendimentos de saúde, hospitais e opções de lazer. 

As informações sobre os investimentos estão no Relatório Resumido de Execução Orçamentária (Foco Estados + Distrito Federal), do Tesouro Nacional, que faz um Raio-X sobre as contas públicas desses entes federativos. 

A secretária de Planejamento e Orçamento do Maranhão, Cynthia Mota Lima, lembra que os investimentos andam de mãos dadas com a responsabilidade fiscal. Ou seja, o Maranhão não gasta mais do que pode. 

“O alto volume de investimentos é fruto da junção de responsabilidade fiscal e responsabilidade social, as duas precisam andar juntas para movimentarmos a economia, gerando renda e oportunidade de emprego para a nossa população”, afirma a secretária. 

Demais estados

Os dois estados que conseguiram percentual acima do maranhense foram Paraná (12%) e Espírito Santo (11%). Ceará e Pará igualaram os 10% do Maranhão e também estão na terceira posição no ranking nacional.

Estudo mostra Maranhão como 2º maior exportador do Nordeste

Em 2020, a participação do Maranhão nas exportações da região Nordeste aumentou, indo de 18,1%, em 2017, para 20,9%. É o que destaca o estudo “Maranhão – perfil e oportunidades de exportação e investimentos 2021”, lançado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Segundo os dados, o Maranhão registra o segundo lugar no ranking de exportação no Nordeste – em âmbito nacional; o estado também apresentou crescimento entre 2017 e 2020, saltando de 1,39% para 1,60%, ficando no 13ª lugar em nível nacional.

O estudo detalha um panorama geral da economia do Maranhão, identificando o potencial exportador do estado a partir da análise das exportações de bens e serviços e do perfil dos investimentos estrangeiros diretos.

De acordo com a Apex-Brasil, as exportações maranhenses totalizaram, aproximadamente, US$ 3,4 bilhões em 2020. No período 2017-2020, as exportações do estado registraram elevação média anual de 3,5%.

Estudo da Apex-Brasil

Na pesquisa da Apex-Brasil, foram identificadas mais de 70 oportunidades específicas, distribuídas em oito complexos, além da seleção de setores com maior potencial para expandir suas exportações no estado.

Maranhão é 1º do NE em Empregos com Carteira Assinada e 4º no Brasil

Com 19.753 novos empregos com carteira assinada em 2020 o Maranhão tem resultado positivo pelo quarto ano seguido.

Em 2017, o saldo positivo tinha sido de 1.221 postos formais. Em 2018, subiu para 9.649. Em 2019, foram geradas 10.707 vagas. E em 2020, foram os 19.753 empregos com carteira assinada. 

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia, do governo federal, que mensalmente publica o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). 

O Brasil em 2017, teve saldo negativo (-20.832). Em 2018, voltou ao positivo (529.554). Em 2019, cresceu (644.079) e se manteve positivo. Em 2020, também foi positivo (142.690), mas menor que o do ano anterior.

No Nordeste o Maranhão com 18.753 liderou na criação de empregos com carteira assinada em 2020. Em segundo lugar está Ceará, com 18.546. Seguido pala Paraíba (5.152), Alagoas (4.595) e Rio Grande do Norte (1.769), que também tiveram desempenho positivo. 

Quatro Estados registraram saldo negativo: Piauí (-181), Sergipe (-4.475), Pernambuco (-5.163) e Bahia (-5.307).