‘Arraiá do Povo’ acontece de 15 a 18 junho com mais estrutura e atrações

Começa dia 15 e vai até 18 junho ‘Arraiá do Povo’, realizado pela Assembleia Legislativa do Maranhão, sempre a partir das 19h, com as melhores atrações do São João do Maranhão.

Com uma estrutura mais ampla, a festança realizada pela Assembleia Legislativa, sob a coordenação do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão, vai proporcionar ao público ainda mais conforto, acessibilidade e segurança. Nos últimos dois anos, o evento foi realizado de forma virtual por conta da pandemia de Covid-19.

O evento tem apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma).

A abertura, quarta-feira (15), será apresentações Boi Novilho Branco, Boi Lendas e Magias, Boi de Axixá e Boi de Maracanã, além de danças típicas apresentadas por alunos da Creche-Escola Sementinha.

Para a quinta-feira (16) foram convidados a Quadrilha ‘Fogueira Viva’, Boi de Sonhos, Companhia Barrica, Boi da Maioba e Boi Brilho da Ilha. Na sexta-feira (17),  será a vez de Seu Raimundinho e Forró Pé no Chão, Boi de Santa Fé, Cacuriá de Dona Teté e Boi de Upaon Açu, além de Lucas Seabra e Banda.

O encerramento da festa, no sábado (18), contará com a presença da Dança Portuguesa ‘Sonho de Portugal’, Boi da Madre Deus, Boi Orquestra Mocidade de Pinheiro, Boi de Ribamar, Boi Itapera de Maracanã e Boi de Morros.

Nas quatro noites de festejo, o cantor Marcone Gal se apresentará nos intervalos dos grupos folclóricos.

Começa quinta-feira, dia 2, a Programação do São João 2022

Após dois anos terá inicio nesta quinta-feira, dia 2, a maior festa da Cultura Popular do Maranhão. Serão 2 meses festa promovida pelo governo do Estado, através da Secretaria de Cultura. Os festejos juninos vão até 31 de julho, em arraiais em toda a cidade.

“Nós fizemos o Maranhão de Reencontros, que foi uma prévia do que vem a ser o nosso São João; fizemos o cortejo junino, abrindo oficialmente o São João; e fizemos a Travessia Junina na ponte do São Francisco, uma ideia inovadora, para mostrar que nosso São João será realmente o maior do Brasil. A partir desta quinta-feira nossos arraiais estão abertos para receber o público e para que eles possam prestigiar o melhor da nossa cultura, do nosso folclore, do nosso São João”, disse o secretário de Estado da Cultura, Paulo Victor.

De quinta-feira a domingo, o público vai poder se encantar com várias atrações nos arraiais da Vila Palmeira e do Ceprama. São grupos de bumba meu boi dos mais diversos sotaques, tambores de crioula, quadrilhas juninas, shows musicais, grupos alternativos, danças típicas do nosso folclore, em um clima alegre e festivo preparado especialmente para receber a população.

Os arraiais com maior duração serão o da praça Nauro Machado, com programação de 11 de junho a 3 de julho; da Vila Palmeira, com um mês de duração, de 2 de junho a 2 de julho, de quinta a domingo para ambos; e o do Ipem, que funcionará diariamente, de 11 de junho a 10 de julho.

Ceprama

A programação será de 2 a 5 de junho, e depois de 9 a 12 de junho, iniciando sempre às 19h. No dia 2, o arraial começa com o Tambor de Crioula União da Baixada, em seguida, Cacuriá da Basson, Boi Upaon Açu (sotaque de orquestra), show de Djalma Chaves, e Cia Barrica encerrando a noite.
  
Vila Palmeira

A programação será de 2 de junho a 2 de julho, mas sempre de quinta a domingo, iniciando às 19h. Neste dia 2, o público vai poder conferir o Tambor de Crioula de Santa Bárbara, o Boi Valente da Ilha (sotaque de orquestra); show com Eugênia Miranda; Boi de Nina Rodrigues (sotaque de orquestra); e o Boi de Ribamar (sotaque de matraca) para encerrar a noite.

Programação

02/06 a 02/07 – Vila Palmeira
02 a 05 e 9 a 12 de junho – Ceprama
11/06 a 30/06 – área Itaqui-Bacanga
11/06 a 03/07 – praça Nauro Machado
11/06 a 10/07 – Ipem
16/06 a 03/07 – zona rural
16 a 19/06 – Liberdade
16 a 19 e 23 a 26/06 – Cidade Operária e Maiobão
29/06 – São Pedro
30/06 – São Marçal
01 e 02/07 – Arraial do Povo de Deus (Parque do Rangedor)
02 e 03/07 – São José de Ribamar
07 a 10 e 14 a 17/07 – Lagoa da Jansen
14 a 31/07 – Shopping da Ilha
21 a 24/07 – Convento das Mercês

São João do Maranhão começa dia 27 de maio e vai até 31 de julho

O governador Carlos Brandão em coletiva no Palácio dos Leões, nesta terça-feira (10), lançou o São João do Maranhão 2022. Foram apresentadas estratégias, programação e expectativa para impulso dos setores turístico, econômico e cultural.

“..Esse é um momento histórico, de resgate da nossa cultura e do nosso São João. Tivemos um período delicado do coronavírus, com muito sofrimento, muitas dificuldades, óbitos; mas, nosso estado foi um dos que se saiu melhor no combate à pandemia e avançamos muito no que diz respeito à vacinação, que é o principal mecanismo contra a doença. Agora, vivemos outro momento, em que outros estados também retomam suas atividades de trabalho e também, culturais (..) Sabemos da importância, da necessidade de divulgação e do compromisso destes grupos. Não podemos deixar de pagar o São João e isso não vai acontecer. O recurso tem que vir antes da festa e já está garantido..”, destacou o governador Carlos Brandão.

Os festejos juninos iniciam dia 27 deste mês e prosseguem até 31 de julho, sempre de quinta a domingo, em arraiais na Região Metropolitana de São Luís e interior do estado. Serão mais de 500 atrações e a previsão é de cerca de 450 mil visitantes no período. 

A descentralização das atividades é outro diferencial do festejo junino, que alcançará municípios da Região Metropolitana de São Luís e do interior. A programação estará, entre outros espaços, na Praça Nauro Machado, Ipem, Parque do Rangedor, zona rural, Shopping da Ilha, Cohama, Ceprama, Vila Palmeira, Madre Deus, Cidade Operária, Maiobão, Santo Antônio, Lagoa da Jansen, Convento das Mercês e em vários bairros da Grande Ilha; e, também, em municípios do interior do estado com tradição junina, incluindo cidades das regiões do Munim, Baixada e Tocantina.

Eduardo Nicolau e Paulo Vitor conversam sobre São João do MA

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, e o Secretario de Estado da Cultura, Paulo Vitor, se reuniram nesta quinta-feira, dia 28, para conversarem sobre o São João do Maranhão.

 “O objetivo é garantir a moralidade no pagamento dos cachês. Não vamos realizar o pagamento de cachês milionários a bandas de fora e sim vamos atender nosso público, nossas entidades folclóricas (..) . Quando a gente paga um cachê não se trata apenas da atração, mas também o profissionalismo dos fazedores da cultura. Além disso, a economia e o comércio informal giram. É muito importante a gente incentivar a cultura de maneira responsável, focando na população”, destacou Paulo Vitor.

Outro objetivo foi esclarecer ao chefe do Ministério Público que as festas juninas vão priorizar os grupos e artistas locais e garantir a diversidade das apresentações culturais.

“Nós nunca nos opusemos à realização das festas e é preciso deixar isso bastante claro. Recentemente, o Ministério Público se manifestou contra o pagamento de cachês exorbitantes, em alguns casos, milionários, para poucas horas de shows, em cidades com graves problemas sociais e onde há ações buscando resolver necessidades básicas da população”, explicou Nicolau.

Recentemente o Ministério Público do Maranhão ingressou com ações contra os municípios de Bacabal, Barra do Corda e Vitória do Mearim contra essas situações, mas jamais se opôs ao São João. O motivo pagamento milionários pelas prefeituras, quando a população padece de condições mínimas de serviços públicos como: saúde, educação, saneamento básico, dentre outros.