Cosan assina acordo para adquirir 100% do TUP Porto São Luís

O Grupo Cosan anunciou a assinatura de acordo com a companhia China Communications Construction Company Limited para adquirir 100% do TUP Porto São Luís, segundo fato relevante.

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, acompanhou as negociações com o vice-presidente do grupo empresarial, Henrique Malta.

Segundo o secretário, a aquisição do projeto portuário pelo Cosan marca a entrada do grupo no ramo de escoamento em minério de ferro. Com a aquisição, a Cosan dará prosseguimento a uma joint venture em mineração, integrada pelo grupo, que iniciará a produção de minério de ferro no Pará em 2025.

“Com esta compra, o Maranhão ganha novos rumos e perspectivas para o escoamento da produção do Arco-Norte aqui pelo Estado. A participação da Seinc e do Governo nesta transação é mais uma articulação importante para trazer empregos e desenvolvimento para os maranhenses”, apontou Simplício Araújo.

Em nota, a Cosan informou que, com “a assinatura do contrato, a companhia dará seguimento ao fechamento parcial da operação, com a imediata aquisição da participação dos minoritários, representativa de 49% do capital do porto”.

Outro ponto importante é que foi assinado um “memorando de entendimentos para a construção do Porto, voltado ao escoamento de minério, com a Concremat e empresas do grupo CCCC. Os contratos definitivos para construção do porto ficam condicionados ao fechamento da aquisição de 100% das ações do projeto portuário”.

Mais

Em agosto, o secretário Simplício Araújo, juntamente com representantes da pasta, realizaram uma visita técnica ao Terminal de Uso Privado (TUP) Porto São Luís.

O TUP Porto São Luís é localizado na Baía de São Marcos e conta com uma área de 2 milhões e 580 mil metros quadrados de cais, com 950m de extensão, e cerca de 1.900 metros de cais acostável e apto a receber diversos navios simultaneamente.

Hospital de Campanha em São Luís começa receber pacientes nesta quinta-feira dia 1º

O Hospital de Campanha montado no Espaço Renascença, em São Luís, foi entregue nesta quarta-feira, dia 31. Este é o quarto em operação no estado com mais 60 leitos contra o novo coronavírus, sendo 10 UTIs.

A unidade de saúde é fruto da parceria entre o Grupo Mateus, Equatorial Energia, Universidade Ceuma, Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e Secretaria de Estado de Saúde (SES).

A unidade conta com cerca de 500 profissionais atuando na linha de frente, entre médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e técnicos de enfermagem.

“Nós sabemos que temos que trabalhar em múltiplas dimensões, sanitárias, socioeconômicas, e temos feito este esforço, mas não há dúvidas que precisamos garantir acesso para a população, o máximo possível, de assistência hospitalar”, destacou Flávio Dino.

Além da cidade de São Luís, estão em operação no Maranhão, hospitais de campanha: Pedreiras, em parceria com a Eneva S. A.; Bacabal, doado pela embaixada dos EUA; e Imperatriz, em parceria com a Suzano Papel e Celulose e a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz.

Governo do MA e Exército tratam das obras de recuperação da BR 135

 

Seinc-1-2

O governo do Maranhão, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia, se reuniu esta semana em São Luís, com representantes do 3º Batalhão de Engenharia de Construção do Exército, onde foi tratado o andamento da recuperação da BR-135.

“Estamos acompanhando de perto a recuperação da BR-135, que conta com o apoio da Seinc desde o início. Estamos empenhados em agilizar o processo juntamente ao Exército, assim como o funcionamento da base, para entregarmos esta importante via de transporte que impacta diretamente na vida dos maranhenses”, afirmou Simplício Araújo, o secretário de Indústria e Comércio.

No encontro também foi tratado sobre as condições da área cedida pela Seinc ao Exército, onde seria instalada a refinaria Premium, para construção de uma usina de asfalto. O objetivo é da mais celeridade às obras.

Covid-19: Maranhão realiza ‘Operação de Guerra’ para adquirir respiradores

 

Respiradores-comprados-da-China-chegam-ao-Maranhão-1

CaminhoA coluna Painel da Folha de S.Paulo desta quinta-feira (16), trás em destaque a estratégia utilizada pelo governo do Maranhão, que conseguiu comprar e receber 107 respiradores para serem usados no enfrentamento do novo coronavírus no estado. O jornal chamou a estratégia para adquirir os aparelhos de ‘operação de guerra’.

Os respiradores chegaram ao Maranhão na terça-feira (14). A aquisição foi resultado de parceria de empresários com o governo do estado através da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), que coordena as doações e a compra dos equipamentos.

Foram comprados 187 respiradores na China. Os outros 80 serão recebidos na segunda remessa que deve chegar até o dia 30. Junto com os respiradores, chegam também mais de 200 mil máscaras.

A compra foi realizada por meio das doações dos empresários que resultaram em mais de R$ 10 milhões, e que estão ajudando na compra não só de respiradores, mas diversos utensílios.

Além dos respiradores, o Governo do Estado está recebendo das empresas máscaras cirúrgicas, termômetros, álcool 70 e em gel, testes rápidos e serviços gratuitos a profissionais de saúde locais.