Dino confirma Galdino na Casa Civil e Marcela na Secretária de Governo

O governador Flávio Dino(PSB), confirmou no inicio da noite desta terça-feira, dia 31, Diego Galdino, na Casa Civil do Governo, como era esperado, após Marcelo Tavares ser conduzido para o TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Na Secretaria de Governo, assume a titularidade Marcela Mendes, até então adjunta da pasta.

“O hoje secretário de Governo, @GALDINODIEGO, será o Secretário-Chefe da Casa Civil. A secretária adjunta Marcela Mendes será Secretária de Governo. Darão continuidade ao ótimo trabalho na coordenação das ações de governo e na execução de metas administrativas”, anunciou Flávio Dino nas redes sociais.

Iniciada entrega de mais 100 mil cestas básicas a famílias no Maranhão

O governador do Maranhão, começou entregar mais cestas básicas no estado, o Flávio Dino, nesta quarta-feira, dia 10, informou que além das cestas que estão sendo entregues, outras mais 300 mil já foram doadas.

“Iniciamos a distribuição de mais 100.000 cestas básicas, além das 306.000 que já entregamos.., e execução pelo Corpo de Bombeiros”, disse Dino twitter.

Com coordenação dos secretários de governo, Diego Galdino (Governo), e Anderson Lindoso (Cultura) as cestas estão sendo entregue a famílias maranhenses, como forma de auxiliar as mais impactadas com a crise econômica e agravada com a pandemia.

Lançado pelo Governo do Maranhão o Programa “Aluguel no Centro”

O governa do Maranhão lançou na tarde desta terça-feira, dia 26, o programa “Aluguel no Centro”, que faz parte do programa Nosso Centro. O ato contou com as presenças dos secretários de Estado: Márcio Jerry (Cidades), Diego Galdino (Governo) e Anderson Lindoso (Cultura).

Maranhão continua fértil para facke news; a mais nova envolve a LATAM

galdino
Diego Galdino (Secretário de Cultura e Turimo do Maranhão)/Foto: Reprodução

A estratégia de ‘sabotar’ o Maranhão através de noticias falsas em redes sociais, para lucrar politicamente, parece não ter fim. Uma das mais recentes facke news é a que trata do fim do voo direto Rio de Janeiro a São Luís, realizado pela empresa aérea Latam.

De acordo a Secretaria de Turismo não houve em nenhum momento qualquer tipo de desentendimento do governo do Maranhão com a Latam. A decisão de encerrar o voo não envolveu o governo, foi unilateral da companhia área, por razões de mercado relativas ao Rio de Janeiro.

A fake news, diz que a continuidade do voo teria sido condicionado junto ao governo do estado, à redução do ICMS do combustível.

De acordo com o secretário de Turismo e Cultura, Diego Galdino,  o voo foi cancelado em consequência da grave situação econômica, fiscal e de segurança pública enfrentada pelo Estado e pela capital do Rio de Janeiro.

“O Estado está com vários meses de salários atrasados para aposentados, pensionistas e servidores em geral, não pagando seus fornecedores. Isso acabou afetando o fluxo de turistas dos segmentos de negócios e lazer, fazendo com que a companhia aérea tomasse a decisão de encerrar os voos diretos partindo do Rio para várias capitais”, diz Galdino.

Além disso, em 2015, o Governo do Maranhão emitiu um decreto reduzindo a alíquota do ICMS de 25% para 12% para dois aeroportos maranhenses e chegou a 7% em três ou mais aeroportos, em consonância com a política adotada por outros Estados do Nordeste.

O secretário Galdino ainda informou que está sendo discutido a implantação de voos regionais pela primeira vez no Maranhão. Já há negociações com algumas companhias a implementação de uma malha interna, contemplando o lazer e negócios entre vários municípios do Maranhão”.