Voos diretos de São Luís para os EUA a partir do dia 16 de dezembro

O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), anunciou nesta segunda-feira, dia 28, o inicio de voos diretos de São Luís para a Flórida, nos Estados Unidos, toda semana a partir do dia 16 de dezembro. O governador também informou que haverá em breve também voos para Portugal.

“Boa notícia para o nosso turismo! A partir de 16 de dezembro, o aeroporto de São Luís terá quatro voos diretos para a Flórida, nos Estados Unidos, toda semana. O acordo firmado com a companhia aérea Azul reforça o nosso compromisso com a ampliação do turismo internacional (…) Somente este ano, já asseguramos novas linhas aéreas diretas de São Luís para Barreirinhas e agora para a Flórida. Em breve, teremos ainda uma linha direta para Portugal, e seguimos prospectando investimentos que possibilitem a criação de novos aeroportos regionais no Maranhão.”, destacou Carlos Brandão.

O voo entre São Luís e Belém foi acordado com a Azul para encurtar distâncias e fomentar o turismo nacional e internacional, além de criar um fluxo de tráfego alternativo aos grandes hubs internacionais do país. A nova opção para chegar aos EUA, por meio de Fort Lauderdale/Miami, um dos destinos mais procurados pelos brasileiros, significa uma economia de tempo de diversas horas, sem que os passageiros precisem se deslocar para grandes aeroportos, como Guarulhos ou Galeão.

A ação vai fortalecer as tratativas da Rota Amazônia planejada pelas secretarias estaduais do Maranhão, Pará e Amazonas. A ideia é unir os principais atrativos da Amazônia dos três estados, que mais recebem turistas na região, para ganhar competitividade no mercado. 

Nos próximos meses, o estado recebe o voo internacional ligando o Maranhão às terras lusitanas. A rota charter ligará Lisboa – Ponta Delgada – São Luís e será operada pela Sata Azores Airlines. A ligação aérea inédita e estratégica permitirá trabalhar de forma diferenciada o mercado brasileiro, visando, dessa forma, a atração de novos turistas.

Os pacotes do voo charter são uma parceria com a Taguatur e as operadoras portuguesas Solférias e Exótico, e seguimos fortalecendo parceria com a companhia aérea de Açores para voo regular ainda em 2023.

Redução do ICMS no querosene possibilita novos voos para o MA

As negociações realizadas desde 2020 envolvendo o Governo do Maranhão e companhias aéreas para recuperar novos voos para o estado começam a mostrar resultados.

Já estão disponíveis venda para voos diretos de São Luís para Teresina e Fortaleza pela Latam, esse último com início dos voos para 31 de outubro. Já a Voepass, antiga Passaredo, deverá começar a voar em dezembro de 2021, data da previsão da inauguração do aeroporto de Barreirinhas.

“O Governo do Maranhão reduziu drasticamente a tributação sobre o combustível que chega a representar 1/3 dos custos das empresas aéreas. Com isso, já observamos um aumento da movimentação econômica através do fortalecimento de toda a cadeia produtiva do turismo com o incremento na oferta de voos e da possibilidade de visitações ao nosso estado”, explicou Catulé Junior.

Rota das Emoções

A Voepass, em parceria com a GOL Linhas Aéreas, vai operar os voos da Rota das Emoções. As cidades de Barreirinhas (MA), São Luís (MA), Fortaleza (CE), Jericoacoara (CE), Parnaíba (PI) e Teresina (PI) estarão entre as rotas que serão ligadas por meio do novo voo regional.

Inicialmente, os voos serão realizados cinco vezes por semana, às segundas, quintas e sextas-feiras, aos sábados e domingos. A comercialização dos voos será iniciada dentro dos próximos dias, por meio de todos os canais de distribuição da GOL Linhas Aéreas, da Voepass e das agências de viagem. 

Redução da carga tributária

A resolução prevê redução das alíquotas de ICMS para as empresas aéreas que operam ou vão começar a operar nos aeroportos no Maranhão que anteriormente pagavam 27% e agora passam para 9% e 7%.

Pagará 9% de imposto a empresa que implemente ou mantenha operação em aeroporto maranhense, com pelo menos duas novas rotas (nacionais), a serem mantidas, sem que haja a retirada de operação anterior.

A menor faixa de ICMS será 7%, para as companhias que operarem em pelos menos 2 aeroportos acima de 2 novas rotas interestaduais de voo, sem que haja a retirada de operação anterior.

‘Pior que está não fica’: Tiririca gasta R$ 70 mil em voos para o Ceará

 

tiririca-info

Em suas três eleições, o deputado Tiririca (PL-SP) recebeu quase 3 milhões de votos dos eleitores paulistas. A votação recorde, no entanto, não garante a proximidade entre o representante e os seus representados.

Desde o início do ano, Tiririca só voou uma vez para São Paulo, de acordo com os registros oficiais da Câmara. Nascido no Ceará, ele está cada vez mais perto de seus conterrâneos: foram 70 trechos voados entre Brasília e Fortaleza no mesmo período, ou seja, 35 viagens de ida e volta. Somente com esses deslocamentos aéreos a Câmara gastou R$ 70.760,57.

De acordo com as regras da Casa, a cota de passagens aéreas só deve ser utilizada para atividades relacionadas ao mandato e deslocamento do parlamentar para sua base eleitoral. Servidores só podem viajar se estiverem a serviço.

A Câmara expediu, ao todo, R$ 142,9 mil para o gabinete de Tiririca. Foram R$ 70,5 mil apenas para custear passagens de três servidores. Procurados, o deputado e sua assessoria declararam que não comentariam os motivos das viagens.

Primeiro palhaço profissional a se eleger para a Câmara, Tiririca foi o deputado mais votado entre os 513 em 2010, quando recebeu 1,3 milhão de votos – então a segunda maior votação da história da Casa. Quatro anos depois, foi o segundo mais votado, novamente ultrapassando a barreira do 1 milhão de votos. Em 2018 recebeu 445 mil, ficando outra vez entre os mais votados. (Congresso em Foco)

Companhias aéreas anunciam aumento de voos no Maranhão

 

LATAM-divulgacao-2

A partir de agosto, o número de voos diários no Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís, segundo a companhia aérea LATAM Airlines Brasil, serão aumentado em mais cinco, o que elevará o volume de chegadas e partidas a partir da capital maranhense.

Os voos semanais aumentarão de 11 para 15, na rota Fortaleza – São Luís, em aeronaves Airbus A320. A companhia já opera regularmente na capital do Maranhão e em Imperatriz.

O secretário de Estado do Turismo (Setur), Catulé Júnior, destaca a importancia do incremento para o setor de turismo no Maranhão.

“É fundamental criarmos novas oportunidades e diálogos com empresas aéreas para rotas regionais, tanto entre estados vizinhos, como entre municípios maranhenses. O objetivo é oferecer mais opções para um eficiente trânsito de moradores, turistas e empresários em nossa região”, explicou o gestor da pasta.

A companhia aérea Azul vai operar voos extras em 37 aeroportos brasileiros durante a alta temporada de inverno, dentre eles, foram confirmados dois voos em aeroportos no Maranhão, Hugo da Cunha Machado, em São Luís, e Prefeito Renato Cortez Moreira, em Imperatriz.

A partir de 1º de julho, estarão disponíveis os voos adicionais entre Maranhão e São Paulo com os trechos de Imperatriz a Guarulhos e de São Luís a Campinas.

Maranhão continua fértil para facke news; a mais nova envolve a LATAM

galdino
Diego Galdino (Secretário de Cultura e Turimo do Maranhão)/Foto: Reprodução

A estratégia de ‘sabotar’ o Maranhão através de noticias falsas em redes sociais, para lucrar politicamente, parece não ter fim. Uma das mais recentes facke news é a que trata do fim do voo direto Rio de Janeiro a São Luís, realizado pela empresa aérea Latam.

De acordo a Secretaria de Turismo não houve em nenhum momento qualquer tipo de desentendimento do governo do Maranhão com a Latam. A decisão de encerrar o voo não envolveu o governo, foi unilateral da companhia área, por razões de mercado relativas ao Rio de Janeiro.

A fake news, diz que a continuidade do voo teria sido condicionado junto ao governo do estado, à redução do ICMS do combustível.

De acordo com o secretário de Turismo e Cultura, Diego Galdino,  o voo foi cancelado em consequência da grave situação econômica, fiscal e de segurança pública enfrentada pelo Estado e pela capital do Rio de Janeiro.

“O Estado está com vários meses de salários atrasados para aposentados, pensionistas e servidores em geral, não pagando seus fornecedores. Isso acabou afetando o fluxo de turistas dos segmentos de negócios e lazer, fazendo com que a companhia aérea tomasse a decisão de encerrar os voos diretos partindo do Rio para várias capitais”, diz Galdino.

Além disso, em 2015, o Governo do Maranhão emitiu um decreto reduzindo a alíquota do ICMS de 25% para 12% para dois aeroportos maranhenses e chegou a 7% em três ou mais aeroportos, em consonância com a política adotada por outros Estados do Nordeste.

O secretário Galdino ainda informou que está sendo discutido a implantação de voos regionais pela primeira vez no Maranhão. Já há negociações com algumas companhias a implementação de uma malha interna, contemplando o lazer e negócios entre vários municípios do Maranhão”.